<
>

Olhando para o cenário brasileiro, cloud9 cogita levar Ranger para time Academy

Riot Games Brasil

Sem equipe desde o último dia 18, quando o vínculo que tinha com a KaBuM se encerrou, Ranger está no mercado e interessa não só a participantes do CBLoL, como também do Circuito Desafiante. Mas segundo apurou o ESPN Esports Brasil, uma importante organização internacional entrou na disputa pelo caçador. Estamos falando da cloud9.

As informações obtidas pela reportagem mostram que o interesse da cloud9 em contratar Ranger é para contar com o brasileiro para a disputa da próxima etapa da LCS Academy, que será disputada somente em 2020. A liga em questão conta com a presença dos times de base de todas as franquias da LCS e nela o caçador vestiria a camisa da cloud9 Academy.

Ainda conforme apurou a reportagem, três motivos levaram a cloud9 em se interessar por Ranger: o bom desempenho mostrado pelo caçador, principalmente nos dois títulos conquistados pela KaBuM no ano passado; o sucesso de Jukes vestindo a camisa da cloud9 Academy na última edição da LCS Academy somado ao apoio em massa que a organização recebeu da organização brasileira.

O ESPN Esports Brasil procurou a cloud9 para comentar sobre o interesse em contratar Ranger, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.

O Baserush também publicou neste sábado (23) o interesse da organizaçáo norte-americana em Ranger, afirmando que o brasileiro não aceitou a proposta porque assinará com o Flamengo.

AMÉRICA DO NORTE DE OLHO NO BRASIL

A cloud9 não é a única organização norte-americana que está de olho no cenário norte-americano. O ESPN Esports Brasil apurou nas últimas semanas que Team Liquid também cogitou contratar dois jogadores brasileiros: Goku e brTT, ambos campeões da segunda etapa do CBLoL 2019 pelo Flamengo.

Goku foi o primeiro a ser procurado pelo Liquid, ainda em outubro, com o clube tendo o interesse de contar com o meio para integrar o Liquid Academy, o time de base. O brasileiro, contudo, acabou chegando a um acordo de renovação com o Flamengo, conforme revelado pelo próprio Rubro-Negro neste sábado.

No último dia 19 foi vez da reportagem trazer à tona o interesse do Liquid em brTT. A negociação entre a organização norte-americana e o atirador não avançaram, com o brasileiro estando próximo de fechar com a paiN Gaming.

As esperanças da comunidade em ver um brasileiro ganhando chance de representar uma organização norte-americana aumentaram ainda mais com Riot Games anunciando, na última semana, que os participantes da LCS Academy terão vagas adicionais para jogadores provenientes do Brasil e de outras regiões emergentes

INTERESSE INICIAL EM RANGER

No início deste mês o ESPN Esports Brasil trouxe a público que Ranger não renovaria com a KaBuM e que o jogador estava despertando interesse de equipes que disputam as duas ligas brasileiras. Na época, a reportagem revelou que Uppercut, Redemption, Falkol e Team oNe ou conversaram com o caçador ou já tinham feito propostas.

À reportagem, o diretor geral da Uppercut, Erick Cardoso, afirmou que o clube não fala "sobre especulação de mercado e só nos pronunciamos em casos de transferências quando os contratos são assinados", enquanto o diretor de esports da Falkol, Diego Hamao, informou que "houve uma sondagem por nossa parte, porém as negociações não prosseguiram".

O gerente da Redemption, Icaro Odilon, disse que "estamos, sim, buscando nos reforçar pro ano que vem e o Ranger está na lista de jogadores que estamos conversando atualmente. Estamos em processo inicial de conversa com os jogadores que estamos cogitando, nada além de estudando com calma nosso próximo passo".

Já o manager da Team oNe, Bruno Rodrigues, afirmou à reportagem que buscou, na época, contato com a KaBuM visando a contratação de Ranger, mas que o assunto "não foi para frente". O executivo afirmou ainda que, na etapa de pré-planejamento, busca criar "diversas e possíveis oportunidades de trabalho para discussão interna" no clube.