<
>

Alana Maranhão, promessa do atletismo brasileiro, morre aos 18 anos

Alana Maranhão em ação no lançamento de dardo Divulgação

Alana Maranhão, de 18 anos, uma das promessas do atletismo brasileiro no lançamento de dardo, foi encontrada morta neste domingo, em sua casa, em Paranavaí, no Paraná.

Em 2017, Índia, como era conhecida, então aos 16 anos, foi medalha de ouro no Campeonato Brasileiro Sub-18, com 50,09 m. Primeira colocada no ranking nacional da categoria, ela garantiu vaga no Mundial.

No mesmo ano, ela representou o Brasil no Mundial Sub-18 de Nairóbi, no Quênia, e chegou à final, terminando em 11º. Também em 2017, ela foi medalha de prata no Sul-Americano Sub-18.

O corpo está sendo velado nesta segunda-feira, na Capela Santa Maria, em Paranavaí, e o sepultamento será nesta terça, às 9h, no Cemitério Municipal.

Em nota, “a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), lamenta a morte da atleta Alana Maranhão, de Paranavaí (PR), registra o mais profundo pesar em nome da comunidade do atletismo pelo ocorrido e deixa condolências aos familiares e amigos.”