<
>

Tite cita Roger Machado, diz que há preconceito contra técnicos negros no Brasil e dispara: 'Ele é arraigado, estrutural'

Antes do próximo desafio da seleção brasileira nas Eliminatórias para a Copa do Mundo diante da Venezuela nesta quinta-feira (7), às 20h30 (de Brasília), o técnico Tite afirmou que há um preconceito estrutural contra treinadores negros no país.

O Linha de Passe tem transmissão pela ESPN no Star+ e traz toda a repercussão da partida entre Venezuela e Brasil. Ainda não é assinante? Clique aqui para mais informações.

Durante entrevista coletiva, realizada nesta quarta-feira (6), o treinador da seleção foi questionado sobre a sua visão sobre o assunto e repercurtiu o comentário de Marcão, do Fluminense, único técnico negro da Série A do Campeonato Brasileiro, citando também o seu respeito e admiração por Roger Machado .

“Eu vou me posicionar. Luto e lutei minha vida toda contra minha ignorância. Procurei ler, aprender e estudar. E continuo. E contra a hipocrisia. Que é brincar de faz de conta. Prefiro responder quando não quero. Há sim um preconceito. E ele é arraigado, estrutural, sim'', disse antes de completar:

''O que posso dizer é que tenho um respeito muito grande e, talvez, um dos maiores atletas que trabalhei, e tenho um respeito muito grande, chama-se Roger Machado. Pela conduta pessoal, pelo conhecimento profissional, pelos momentos bons, difíceis, e exemplo nele de um dos profissionais que tenho mais profundo respeito. Devemos lutar contra o preconceito, porque há na relação ao técnico negro e, talvez, ampliando numa situação generalizada e maior em termos sociais'', afirmou o treinador.

O técnico do clube tricolor questionou, em entrevista à Folha de S. Paulo, na última semana, sobre a falta e oportunidade para negros no país.

''Hoje me alegro de ser um representante negro (na Série A), falo com orgulho sobre o assunto, mas por outro lado precisamos pensar. Cadê o Cristóvão (Borges)? O Andrade, que foi campeão brasileiro e não teve mais oportunidade? Não faz sentido. Em qualquer outra situação, estaria dirigindo uma outra equipe. Por que isso acontece? Por que somos negros? Levantem o treinador que foi campeão de qualquer país (e que tenha sumido). Cadê o homem (o Andrade)? Esses detalhes que percebemos deixam claro que há uma resistência (contra técnicos negros), mas meu clube é exemplo, luta contra isso'', afirmou Marcão.

Líder das Eliminatórias com 100% de aproveitamento, o Brasil viaja na tarde desta quarta-feira para Caracas. Depois do jogo contra a Venezuela, a seleção enfrenta a Colômbia, domingo, e o Uruguai, na próxima quinta-feira.