<
>

Boca Juniors vai à Fifa para conseguir vaga no novo Mundial de Clubes de 2021: 'Há um interesse do futebol para o clube jogar'

play
O Flamengo será campeão brasileiro antes da final da Libertadores? Linha de Passe discute (5:41)

Comentaristas dos canais ESPN analisaram situação do Rubro-Negro na competição (5:41)

A Fifa vai estrear um novo formato do Mundial de Clubes a partir de 2021. E já há um clube buscando vaga entre os 24 que vão disputar o torneio na China. Trata-se do Boca Juniors.

Daniel Angelici, presidente do clube xeneize, viajará à sede da Fifa, na Suíça, nesta quarta-feira (13) para discutir um possível convite para a competição. Quem revelou isso foi Christian Gribaudo, candidato à presidência do Boca Juniors, à rádio La Red.

"Não é que o Boca vai pedir (para participar). Há interesse do futebol para que o Boca esteja nesta competição. Por quê? Por conta do que o Boca representa. Não quero falar de outros clubes. Mas você percebe que o Boca é o que o mundo pede", disse Gribaudo.

"Ele (Angelici) participará apenas de uma reunião que tem a ver com a possibilidade do Boca disputar o Mundial de Clubes", acrescentou.

A Conmebol tem direito a seis vagas para a competição. O critério para classificação ainda não é oficial, mas inicialmente noticiou-se que que os representantes seriam os campeões da Copa Libertadores e Copa Sul-Americana de 2019 e 2020, além de duas vagas a serem preenchidas com os campeões da Supercopa Libertadores - um torneio paralelo que reuniria todos os clubes que já venceram a competição internacional.

Vale lembrar que, independentemente de um possível convite da Fifa, o Boca Juniors ainda pode garantir vaga no Mundial caso vencesse uma das competições que darão acesso à disputa na China.