<
>

Novo Mundial de Clubes da Fifa será disputado na China em 2021; entenda

O primeiro Mundial de Clubes com 24 equipes será disputado em junho e julho de 2021 na China, segundo decidiu por unanimidade o Conselho da Fifa, reunido em Xangai nesta quinta-feira.

A Fifa e o comitê organizador chinês ainda escolherão as sedes, enquanto "o modelo de participação que determina os clubes classificados de cada confederação" será definido após um processo de negociações entre a Fifa e as confederações continentais, segundo comunicado da entidade.

A escolha dos participantes é um dos aspectos mais polêmicos do novo Mundial, que passará a ser disputado a cada quatro anos e que substitui o atual.

Apesar de o ponto não ter sido abordado no Conselho, há tendência na divisão de vagas por continente:

  • Europa*: oito vagas disponíveis. Todos os vencedores da Champions League e Liga Europa entre 2018 e 2021 já estão garantidos;

  • América do Sul: seis vagas disponíveis. Os campeões da Copa Libertadores e Copa Sul-Americana de 2019 e 2020 já estão incluídos. As últimas duas vagas serão preenchidas com os campeões da Supercopa Libertadores, um torneio paralelo que reúne todos os clubes que já venceram a competição internacional;

  • Ásia: representada por três clubes, sendo que duas vagas serão preenchidas com os vencedores da Champions League Asiática de 2019 e 2020, com uma terceira sendo destinada ao vencedor de um mata-mata entre os vices;

  • América do Norte e Central: os finalistas da CONCACAF Champions League de 2021 estarão classificados, embora um processo para definir uma terceira vaga ainda esteja sob analise da Fifa;

  • África: vagas garantidas para os finalistas Liga dos Campeões da CAF e uma terceira destinada ao vencedor de um mata-mata entre dois semifinalistas;

  • Oceania: por sua vez, é a única das seis confederações da Fifa que não terão vagas garantidas no Mundial de Clubes.

*Com os times ingleses e espanhóis dominando as competições europeias, um "limite de vagas" por país também pode ser adotado.

Nesta quinta, o Conselho também aprovou um bilhão de dólares ao futebol feminino para o ciclo 2019-2022, o que supera os 500 milhões de dólares que já tinham sido aprovados para estes quatro anos e que se tomaram o fundo de reservas da Fifa.

Além disso, foi decidido que em 2021, a Indonésia sediará o Mundial sub-20, o Peru, o torneio sub-17 e, por sua vez, a Rússia, o Mundial de futebol de areia.

A próxima reunião do Conselho da Fifa será feito em 12 e 13 de março do ano que vem, em Assunção, e o 71º Congresso, em Tóquio, em maio de 2021.