<
>

NFL: Por que Tom Brady é o 'GOAT' dos 'GOATs' na história do esporte

play
O amor entre Tom Brady e a final da NFL: 10 Super Bowls, 7 anéis e 5 MVPs em performances memoráveis (1:45)

Assista a 'Man in the Arena: Tom Brady' só pela ESPN no Star+ com um episódio novo a cada terça-feira (1:45)

Vida dentro e fora de campo de Tom Brady, lenda da NFL, é retratada na série documental "Man In The Arena", exclusiva no Star+


"Man In The Arena" é uma série documental exclusiva do Star+, que estreia no dia 16 de novembro e na qual Tom Brady compartilha um relato sobre suas aparições no Super Bowl. Cada episódio explora os momentos de sua vida dentro e fora do campo. Veja clicando aqui o episódio 1.

Tom Brady é um caso raríssimo na história do esporte que vive seu auge, ou na pior das hipóteses está muito perto dele, mesmo estando bem além dos 40 anos de idade.

O quarterback do Tampa Bay Buccaneers conquistou três dos seus sete títulos de Super Bowl depois dos 39 anos de idade. Nos últimos quatro anos, todos além dos 40, seus números passando a bola estão do mesmo nível dos seus tempos de jovem na NFL.

Prova disso é que em 2020 ele teve 40 passes para touchdowns na temporada regular - apenas a 2ª vez que ele fez isso na carreira - e lidera a liga neste quesito em 2021 (27). E, claro, ele e os Bucs são os atuais campeões do Super Bowl.

Um atleta em tão alto nível depois dos 40 anos é algo literalmente sem precedentes. Obviamente, o esporte de Tom Brady é coletivo e o sucesso dele também depende do que outros cerca de 30 companheiros fazem, mas no que compete a ele, suas habilidades ainda são de elite.

E isso é o que faz dele o "GOAT (sigla de maior de todos os tempos) dos GOATs".

Veja abaixo outros dos maiores atletas da história em seus esportes e o que eles fizeram depois dos 40 anos:

Michael Jordan

O astro do basquete parou de jogar exatamente aos 40 anos. Em sua última temporada, no Washington Wizards, era uma sombra distante do maior jogador da história da NBA. Jordan ainda conseguiu atuar nas 82 partidas, mas com uma média modesta de 20 pontos, bem abaixo dos 30 do resto de sua carreira. Fora que os Wizards tiveram apenas 37 vitórias e não foram aos playoffs.

Michael Schumacher

O alemão ficou três anos fora da Fórmula 1 e se retirou da aposentadoria para voltar ao grid em 2010, aos 41 anos de idade. Com a Mercedes ainda engatinhando na categoria, Schumacher ficou três anos na equipe alemã, mas não conseguiu vencer nenhuma corrida, não fazendo nenhuma pole e tendo só um pódio.

Valentino Rossi

Os 40 também não foram legais com o italiano, que se aposentou no último final de semana da MotoGP e é considerado o maior da história deste esporte. Em três temporadas como quarentão, Rossi conseguiu apenas três pódios, nenhuma pole e nenhuma vitória.

George Foreman

Um dos maiores pugilistas de todos, George Foreman se aposentou aos 28, voltou aos 38 e teve 17 vitórias e apenas 3 derrotas depois dos 40 anos. Ele perdeu a disputa de cinturão contra Evander Holyfield e Tommy Morrison, mas venceu Michael Moorer aos 45 anos de idade para se tornar o mais velho campeão mundial dos pesos pesados do boxe, onde permaneceu até os 48 anos. Porém, seus adversários nessa época não estavam entre os grandes como Muhammad Ali, Joe Frazier ou Holyfield.

Serena Williams

Dona de nada menos do que 23 títulos de Grand Slam em simples, Serena Williams recém-completou 40 anos. A tenista vem sofrendo com lesões e não jogou boa parte da temporada de 2021.

Atualmente, ela ocupa apenas a 41ª primeira posição do ranking da WTA e não vence um título desde 2017.