<
>

NFL: Brady, Mahomes e mais quem? Veja o top 10 de quarterbacks eleito pela própria liga

play
NFL: Saquon Barkley, dos Giants, toma driblaço de criança em brincadeira de pré temporada; veja (0:29)

Running back dos Giants foi defender uma criança que acabou conseguindo uma saída genial (0:29)

Quem é o melhor quarterback da NFL? Para antecipar a temporada 2021, nós nos propusemos a responder a essas perguntas e muito mais.

Pesquisamos com mais de 50 executivos, técnicos, scouts e jogadores da liga para nos ajudar a juntar os 10 melhores jogadores da posição. Esta é a segunda edição desses rankings, e vários jogadores subiram e desceram das listas do ano passado. *Conteúdo patrocinado por Ipiranga, Mitsubishi, Samsung, C6 Bank, Magazine Luiza

Aqui está como nosso processo funcionou: Os avaliadores nos deram seus melhores 10 a 15 jogadores em uma posição, depois reunimos os resultados e classificamos os candidatos com base no número de votos dos 10 primeiros colocados, média composta e entrevistas, pesquisa e ajuda no estudo de vídeos do analista da ESPN NFL, Matt Bowen. Tivemos vários empates, então os quebramos isolando o confronto entre dois homens com votação adicional e chamadas de novas conversas. Cada sessão está repleta de frases e sugestões dos que votaram em cada um deles - mesmo as menções honrosas.

O objetivo é identificar os melhores jogadores para 2021. Isto não é uma projeção de cinco anos ou um prêmio de realização. Quem é o melhor atualmente? Bem simples.

A lista de qualidades para ser um quarterback de elite atualmente é longa. Definir o top 10 dos melhores da NFL requer precisão, antecipação e timing nos lançamentos; o alcance para jogar em múltiplos esquemas; habilidade fora do comum; força no braço; inteligência no pocket; e a habilidade de criar jogadas em movimento quando as coisas dão errado.

E ter 43 anos de idade, porque de alguma forma você ainda pode ser bom nessa idade se você for Tom Brady.

Ou estar bravo com sua equipe, porque dois dos quatro melhores quarterbacks da equipe deste ano passaram por isso com seus respectivos empregadores nesta offseason.

Os jogadores de elite vêm em todos os estilos e personalidades, e estes 10 jogadores abaixo confirmam essa realidade. Se você está construindo uma equipe do zero, você começa aqui.

Nota do editor: A cédula original enviada aos votantes incluía Deshaun Watson, do Houston Texans, que terminou em quarto lugar na votação do ano passado. Watson foi retirado do ranking, entretanto, devido ao seu status incerto para a temporada 2021. Ele enfrenta 22 ações judiciais ativas alegando agressão sexual e comportamento impróprio. Pelo menos oito pessoas falaram com a polícia, de acordo com relatos. A NFL está investigando o assunto.

1. Patrick Mahomes, Kansas City Chiefs

Classificação mais alta: 1 | Classificação mais baixa: 3
Idade: 25 anos | Classificação do ano passado: 1

Pelo segundo ano consecutivo, o número 1 perdeu um pouco de vantagem. Mahomes obteve 64% dos votos para o primeiro lugar, em comparação com quase 100% em 2020. A campanha de Aaron Rodgers para o MVP e o título de Tom Brady pelo Tampa influenciou alguns votos. Muitos permanecem irredutíveis.

"Ainda causa mais problemas do que qualquer um", disse um executivo da AFC. "Você tem que mantê-lo no pocket e ajudá-lo a progredir, mas isso é muito difícil de fazer. Uma vez que ele entre em ação, você está morto".

Não há nenhuma queda no desempenho de Mahomes no papel. Ele produziu uma média de 105 ou mais passes em cada um de seus três anos como titular, com uma média de 307,7 jardas por jogo.

De acordo com a pesquisa da ESPN Stats & Information, desde que se tornou o titular em tempo integral dos Chiefs em 2018, Mahomes lidera a NFL em QBR Total (80,6) e passes para touchdowns (114), atrás apenas de Matt Ryan em passes (13.868 contra 13,971 de Ryan).

O desafio para o principal passador do esporte é conseguir uma rebatida simples quando ele quer a jogada de home run.

"Cuidar do seu corpo, tomar menos golpes, entender que ele pode ter que destruir uma defesa ao invés de receber pancadas fortes", disse um executivo da AFC. "Muitas equipes estão o forçando a fazer o checkdown e os arremessos intermediários, o que o frustra. Fica chato".

Muitos avaliadores acreditam que Mahomes tem o melhor conjunto no elenco e de treinadores, o que ajuda o seu trabalho. Mas isso não é culpa do Mahomes.

2. Aaron Rodgers, Green Bay Packers

Classificação mais alta: 1 | Classificação mais baixa: 4
Idade: 37 anos | Classificação do ano passado: 3

Dissemos no ano passado que Aaron Rodgers estava previsto para uma "temporada desmotivada" - um ataque às defesas da NFL - depois que os Packers selecionaram o quarterback Jordan Love na primeira rodada do draft de 2020.

Os resultados foram espetaculares, com Rodgers sendo eliminado com o MVP - e quase 30% dos votos para o primeiro lugar em nossa votação nesta offseason.

A performance extremamente eficiente - 121,5 de rating, 48 touchdowns a cinco interceptações - confirmou o que muitos entenderam durante a votação do ano passado, apesar de algumas temporadas abaixo do esperado: Ele ainda é aquele cara.

"Se eu precisar ganhar um jogo, ele é o cara que vou escolher", disse um executivo da AFC. "Eu simplesmente acho que ele é, de longe, o melhor. E com tudo o que está acontecendo, acho que seus companheiros de equipe vão apoiá-lo e não espero um drop-off quando ele voltar".

Nas últimas duas temporadas regulares, nenhum quarterback ganhou mais jogos como titular do que Rodgers (26). Sua relação touchdown vs. interceptação nos últimos dois anos (8,22) é a melhor da liga com uma grande vantagem.

"Provavelmente nunca houve alguém que pudesse lançar a bola como ele faz", disse um quarterback veterano da NFL. "É sem esforço, um lançamento perfeito; só ele pode fazer isso enquanto caminha pra trás".

Rodgers faltou ao minicamp obrigatório dos Packers e perdeu o programa de offseason, e ele tem sido cauteloso sobre seu status para a temporada 2021.

3. Tom Brady, Tampa Bay Buccaneers

Classificação mais alta: 1 | Classificação mais baixa: 6
Idade: 43 | Classificação do ano passado: 7

Os companheiros de Brady ainda estão sem acreditar.

"O que ele fez no ano passado aos 43 anos de idade é ridículo", disse um quarterback veterano da NFL. "Eles sabem que podem vencer quando têm Tom".

E acrescentou um tight end da NFL: "[Os Bucs] construíram a equipe em torno dele e ele ganhou tudo por eles".

Alguns dos avaliadores pensaram que Brady estava de saída no ano passado, o escolhendo em sétimo lugar por causa de um conjunto de habilidades em decadência perceptível. A idade eventualmente vai derrubar Brady, mas ele respondeu às perguntas sobre seu desempenho com autoridade.

O QBR total de Brady com Tampa foi de 72,6 (acima dos 55,7 em sua última temporada no New England). Ele melhorou suas jardas por tentativa (7,6) em 1 jarda e lançou para 40 touchdowns - 16 a mais do que seu total de 2019. Ele abraçou o ataque de Bruce Arians, empatando em quarto lugar em passes completos de pelo menos 40 jardas (12) em comparação com sua 26ª colocação no ano anterior (seis).

"Ele não estava jogando a bola também [em 2019], mas seu braço parecia mais forte", disse um scout da AFC. "O cara é anormal".

4. Russell Wilson, Seattle Seahawks

Classificação mais alta: 2 | Classificação mais baixa: 9
Idade: 32 | Classificação do ano passado: 2

Wilson estava reforçando seu status de quarterback top-2 ou top-3 antes do movimento "Let Russ Cook" (deixe Russ cozinhar) "queimar" o jantar do Seahawks no final do ano.

As 13 interceptações que Wilson sofreu na última temporada foram mais do que em 2018 e 2019 juntas. Ele nunca foi um cara com tantos turnovers.

"Primeiro, por mais jogos que fossem, estavam dizendo que ele era o melhor na liga", disse um jogador ofensivo veterano da NFL. "Mas quando você confia tanto em coisas imprevisíveis, é aí que você pode sofrer com as interceptações".

A maioria dos avaliadores não espera que essa tendência continue, pois, a inteligência de Wilson é difícil de ignorar. Nos últimos três anos, ele ficou em quarto lugar no QBR (70,0), apesar de ter levado 146 sacks nesse período. E muitos apontam para um novo ataque, executando o sistema que o coordenador ofensivo Shane Waldron traz de seu período nos Rams, como um elemento para melhorar seu desempenho.

"Ele terá lançamentos mais fáceis de fazer e não terá que ser o herói tantas vezes", disse um coordenador da NFL. "Eu acho que o principal é que ele só tem que se livrar da bola mais rápido. Se ele fizer isso, deve ter um bom ano".

Ainda assim, alguns avaliadores não têm certeza do que pensar sobre os boatos comerciais em torno de Wilson, que expressou suas frustrações com a linha ofensiva da equipe, os esforços para voltar ao Super Bowl e está sob contrato até a temporada de 2023.

"Alguma coisa está acontecendo lá", disse um alto executivo da NFL. "Eu simplesmente não tenho a sensação de que eles estejam confiantes nele no longo prazo".

5. Josh Allen, Buffalo Bills

Classificação mais alta: 2 | Classificação mais baixa: 9
Idade: 25 anos | Classificação do ano passado: Não Classificado

Allen não era tão cotado para estar entre os 10 primeiros colocados no ano passado. Agora, a maioria dos avaliadores o colocam entre os cinco primeiros após uma terceira temporada impressionante em Buffalo.

"A evolução foi bem impressionante", disse um treinador ofensivo da NFL. "Houve momentos em que ele estava tão no comando do ataque, e quando ele está bem protegido antes das jogadas, ele é incrivelmente difícil de ser superado".

Allen ficou em terceiro lugar na NFL em QBR (81,7) após com uma média de 49,5 passes em suas duas primeiras temporadas, que foi 27º de um total de 35 quarterbacks classificados. Seus 37 passes para touchdown superaram o total de seus dois anos anteriores (30).

Os avaliadores apontam seu desempenho de quatro touchdowns no Monday Night contra os 49ers e suas 324 jardas nos playoffs contra os Colts como exemplos de seu crescimento. A defesa de zona de Indy fez com que ele escapasse do pocket e lançasse quase da linha lateral, e ele controlou todo o jogo.

"Sua maior fraqueza também é o que o torna tão bom - sua competitividade, e querer fazer a melhor jogada", disse um scout da AFC. "Ele vai segurar a bola um pouco demais ou vai se segurar muito no pocket cedo demais. Ele costuma se virar por ser forte e pode vencer tackles, mas contra boas defesas, ele pode forçar, e isso o coloca em dificuldade".

6. Matthew Stafford, Los Angeles Rams

Classificação mais alta: 4 | Classificação mais baixa: 13
Idade: 33 anos | Classificação do ano passado: 10

E pensar que o impulso "amigos de Sean McVay" não se aplica apenas ao treinamento. Stafford subiu quatro posições pelo simples motivo de que estar nos Rams pode colocá-lo mais próximo dos grandes.

"Ele indo para L.A. com Sean e esse ataque será ótimo pela qualidade que tem", disse um quarterback veterano da NFL. "Este será o fator decisivo sobre quem ele é".

O período de altos e baixos de Stafford em Detroit ainda é determinante para a sua posição entre os melhores do esporte. Alguns o descartam por ter zero vitórias nos playoffs em 12 anos; outros o aplaudem por liderar uma franquia sem tradição para quatro boas temporadas e três partidas nos playoffs. Como disse um executivo da NFC, ele está em um time ruim há tempo suficiente para não saber como é ser um vencedor. Stafford está saindo de uma boa temporada de 26 touchdowns e sua 10ª temporada que foi quase totalmente disputada sem o melhor receiver, Kenny Golladay.

O que não pode ser debatido: Stafford sempre foi uma ameaça. Na era pós-Calvin Johnson dos Lions (2016-20), Stafford teve uma média de 265,7 jardas de passes por jogo, o oitavo entre os quarterbacks da NFL com pelo menos 50 jogos jogados. Com Johnson como alvo para lançamentos de 2009 a '15, Stafford teve uma média de 279,3 jardas, quinto na NFL.

"Ele sempre esteve no top 10 por seu talento, e seu limite é como ele faz jogadas quando [os Rams] precisam delas no final do ano", disse um scout da AFC. "Alguns sentem que ele vai decepcionar em algum momento. Talvez isso seja verdade, talvez não. Estamos prestes a descobrir, e ele tem a capacidade, a inteligência e o sistema para fazer acontecer".

7. Dak Prescott, Dallas Cowboys

Classificação mais alta: 7 | Classificação mais baixa: 14
Idade: 27 | Classificação do ano passado: 9

Prescott superou Lamar Jackson em uma disputa acirrada que provocou um desempate isolado com novos avaliadores por uma boa razão. Para alguns, o raciocínio era simples.

"Lamar é um jogador de futebol melhor, Dak é o melhor QB", disse um executivo da AFC.

A lesão no tornozelo de Prescott não prejudicou sua classificação. Na verdade, poderia ter ajudado, destacando seu desempenho brilhante nos cinco jogos que antecederam a lesão. Prescott arremessou por 1.856 jardas, nove touchdowns e quatro interceptações antes de se machucar na Semana 5. Os Cowboys eram os líderes em jardas de passe por jogo com Prescott (381,4) e 28º sem ele (204,9).

"Ele, individualmente, foi bem impressionante", disse um quarterback veterano da NFL. "Não poderia fazer melhor do que isso. Era alto nível de jogo".

Prescott, no entanto, nem sempre foi um grande adversário contra equipes mais fortes. Em 2019, o Dallas estava 1-6 contra os adversários que chegaram aos playoffs, com Prescott jogando para oito touchdowns contra oito interceptações nessas partidas. Contra equipes que não jogaram, Prescott fez "chover", com 22 touchdowns a três interceptações e um aproveitamento de 7-2. Em sua carreira, Prescott tem 9-17 contra eventuais equipes de playoff. É claro que a defesa dos Cowboys também tem sido uma questão importante nas últimas temporadas.

Esse retrospecto vai mudar com uma defesa melhor do Dallas ao seu redor, dizem alguns dos avaliadores.

"Ele pode ir longe nos playoffs pela sua capacidade de ser preciso a partir do pocket em todos os quesitos e também estender as jogadas com sua movimentação", disse um quarterback veterano da NFL.

8. Lamar Jackson, Baltimore Ravens

Classificação mais alta: 5 | Classificação mais baixa: Não classificado
Idade: 24 | Classificação do ano passado: 6

Ele ainda é a avaliação mais difícil da lista, Jackson obteve mais votos para ficar entre os cinco primeiros do que Prescott e Stafford juntos, mas muitos o deixaram de fora das urnas. Ele continua a ser um dos jogadores mais surpreendentes, e sua liderança se destaca.

Mas desde que entrou para a NFL em 2018, Jackson lançou por menos de 200 jardas em 22 de suas 37 partidas, a maior parte delas na NFL durante esse período. O mais próximo disso é Sam Darnold com 19.

"As pessoas estão descobrindo qual é a dele aos poucos", disse um jogador ofensivo veterano da NFL. "Os caras da lista, no exercício de dois minutos, dão conta do trabalho. Ainda não tenho certeza se ele dá. Tem uma corrida ótima, mas quando se tem que jogar por trás e arremessar, pode ser muito difícil".

Muitos acreditam que essas questões não são todas culpa de Jackson. O ataque deve mudar para ajudá-lo a evoluir, disse um quarterback da NFL.

"Ele pode se tornar um melhor passador se eles o colocarem mais para fazer essa função", disse o quarterback. "Mas se eles continuarem a construir uma cerca em torno dele que seja do tipo RPO, aproveitando apenas da sua velocidade, eu acho que eles nunca conseguirão pontuar o suficiente para ter uma longa temporada".

Um scout da AFC disse que Baltimore falhou no passado ao cercar Jackson com as mesmas peças que Colin Kaepernick conseguiu em São Francisco. Aquele quarterback móvel que também foi treinado pelo coordenador Greg Roman tinha Michael Crabtree, Anquan Boldin, Delanie Walker e Vernon Davis.

"[Jackson] pode não ser tão preciso, mas é possível as coisas a sua volta e ele pode ter mais sucesso nesse quesito", disse o scout. "Não é como se ele não conseguisse fazer os lançamentos. Ele pode".

9. Justin Herbert, Los Angeles Chargers

Classificação mais alta: 6 | Classificação mais baixa: Não classificado
Idade: 23 anos | Classificação do ano passado: Não classificado

Herbert tem grande atenção da NFL, aparecendo em tantas cédulas quanto Prescott e Stafford. Ele não teve nenhum voto entre os cinco primeiros, mas os avaliadores tiveram dificuldade em mantê-lo fora após um ano de estreia excelente com os Chargers.

Ele também é difícil de ignorar ao vivo.

"Muito grande. Parece o Megatron", disse um running back sobre o Pro Bowl de 1,98m e 118 quilos. "Ele vai ser um relevante por muito tempo".

Herbert bateu vários recordes de passes de novatos da NFL, incluindo passes para touchdowns (31) e completos (396). Ele foi decisivo em seis vitórias, com um QBR total de 82,1, 304,2 jardas por jogo e 14 touchdowns a uma interceptação, marcando um ano brilhante com 72% de aproveitamento durante as quatro semanas finais.

"Ele e Josh Allen são muito parecidos - é assim que a liga está indo, o protótipo", disse um quarterback veterano da NFL. "Braço enorme, pode segurar e arremessar, e [ele] é atlético para fazer jogadas".

"Os lances que ele fazia como novato, para se aguentar e lançar, quase 60 jardas no ar de seu pé traseiro enquanto era espetado, os novatos não fazem esse tipo de jogadas a menos que [eles sejam] um jogador especial".

10. Kyler Murray, Arizona Cardinals

Classificação mais alta: 8 | Classificação mais baixa: Não classificado
Idade: 23 | Classificação do ano passado: menção honrosa

Após ser eleito o Novato ofensivo do Ano da NFL em 2019, Murray parecia destinado a entrar para o top 10 no seu 2º ano. Ele conseguiu, mas não convenceu. A queda na lista de votos após Herbert foi significativa, com Murray ganhando um desempate com Matt Ryan.

O quarterback empatou na liderança da NFL com 14 passes completos de mais de 40 jardas, e suas 819 jardas se parece apenas com Jackson entre os quarterbacks. A força do braço e o lançamento de Murray são impressionantes, com um quarterback da NFL dizendo que ele pode "arremessar a bola absurdamente longe".

Mas sua performance diminuiu no final da temporada, com um QBR total de 57,0 durante as sete semanas finais da temporada, ficando em 19º lugar entre os 32 quarterbacks elegíveis. Murray foi nono durante as primeiras 10 semanas, com 76,9.

"Ele é muito talentoso. Algumas questões escapam dele - eu não acho que o estilo de jogo [dos Cardinals] seja capaz de ganhar grandes jogos no final da temporada", disse um scout da AFC. "Mesmo que a NFL seja mais aberta e com mais passes, as equipes realmente boas ainda dão mais importância à defesa e à condução da bola. Eles são o completo oposto".

Justo ou não, existem perguntas sobre a liderança de Murray em alguns ambientes da liga. Alguns se questionam se ele é o tipo de jogador em quem os companheiros de equipe se apoiam, embora eles não estejam no vestiário com ele todos os dias. Outros dizem que ele é simplesmente reservado ou calado, o que não é um defeito mortal, mas ressalta a importância de deixar suas qualidades falem por ele.

Quarterbacks que também receberam votos

Matt Ryan, Atlanta Falcons: "Sempre foi desrespeitado na mídia. Continua sendo o mais confiável, além de [Brady], drop-back passer na NFL. Realiza isso na mente e no braço". - quarterback veterano da NFL

Derek Carr, Las Vegas Raiders: "Ele finalmente se soltou como um passador ano passado. Ele estava muito mais preparado para desafiar a defesa. Ele foi um cara de alta porcentagem que não aproveitava bem as oportunidades. Mas ele conseguiu esse ano". - Avaliador da NFL

Ben Roethlisberger, Pittsburgh Steelers: "Ele não é o que já foi, mas ainda pode fazer parte da elite. Ele fez alguns lances naquele jogo [contra os Colts] no ano passado que foram de alto nível. Ele tem condições de fazer isso". - Scout da NFC

Ryan Tannehill, Tennessee Titans: "Ele é bom - não de elite, mas muito eficiente. Dá para ganhar muito com isso, com o elenco certo". - Coordenador da NFL

Joe Burrow, Cincinnati Bengals: " A forma como ele fica no pocket, mesmo sabendo que vai levar uma surra - realmente impressionante. Já é difícil jogar sendo um novato, [eu] não consigo imaginar administrar um ataque e ter o controle como ele tem". - Veterano da NFL

Kirk Cousins, Minnesota Vikings: "Ele é um bom jogador. Ele é fácil de se irritar, mas é produtivo e ótimo para esse sistema". -- Executivo da NFC

Baker Mayfield, Cleveland Browns: "Eu posso vê-lo chegar ao nível de Dak em algum momento. Ele não tem todas as habilidades de outros quarterbacks, mas está se tornando um bom passador". - Scout da AFC

Carson Wentz, Indianapolis Colts: "A cultura no Indianapolis com [Chris] Ballard, Frank [Reich] ... ambiente completamente diferente lá [se comparado com] o Philadelphia. Não importa quão bem você joga durante as semanas, eles estão dando consistência. Boa linha e corrida. Será absolutamente perfeito para Carson". - Jogador ofensivo veterano da NFL.