<
>

NFL: Julian Edelman foi de QB frustrado e rejeitado pela liga inteira a 'porto seguro' de Tom Brady e MVP de Super Bowl

play
Curti analisa gastança dos Patriots na NFL e alerta: 'Pode subir no Draft por um quarterback' (1:16)

Comentarista analisou contratações durante o 'Semana NFL' no YouTube da ESPN Brasil (1:16)

Julian Edelman anunciou sua aposentadoria da NFL prestes a completar 35 anos, sendo 12 na liga, todos eles no New England Patriots. Tendo em vista a forma como sua carreira iniciou e o ponto final dela, é impossível não considerá-lo como um candidato ao Hall da Fama.

Trêz vezes campeão do Super Bowl, sendo MVP do Super Bowl LIII, número 2 na história dos playoffs da NFL em recepções (118) e jardas recebidas (1442), Edelman foi um dos maiores wide receivers dos Patriots e o alvo "porto seguro" de Tom Brady nos seus anos lá.

*Conteúdo patrocinado por Ipiranga, Mitsubishi, Samsung, C6 Bank e Magazine Luiza

A carreira de Edelman nunca foi fácil. E ela nem começou como recebedor também. No colegial, ele atuava como quarterback.

Porém, seus números na escola não impressionaram e ele sequer recebeu uma bolsa de estudos pelo futebol americano na faculdade.

Foi um ano na faculdade de San Mateo e outros três em Kent State, nenhum grande nome tradicional no futebol americano. Com 30 touchdowns e 31 interceptações no college, Edelman não atraiu grandes olhares para tentar entrar na NFL.

Com apenas 1,78m, ele sequer recebeu algum convite para o Combine do Draft de 2009. Com a 232ª escolha no geral, na sétima rodada, os Patriots fizeram a aposta em Edelman, que já se preparou para atuar em outras posições diferentes da de quarterback.

Bill Belichick viu potencial ali e passou a usá-lo como retornador de chutes inicialmente.

Aos poucos, Belichick foi envolvendo o jovem talento no ataque, fazendo um papel similar ao de Wes Welker como "slot receiver".

E quando Welker foi para o Denver Broncos, ao fim da temporada 2012, Julian Edelman se tornou titular absoluto e virou um dos jogadores mais importantes do final da dinastia dos Patriots.

Foram três temporadas com ao menos 1000 jardas recebidas e sendo o homem de segurança de Tom Brady em conversões fundamentais ao longo dos anos.

Porém, o desgaste físico cobrou seu preço. E Edelman é forçado a se aposentar por conta de um problema crônico no joelho.

Mas sua lendária carreira é digna de Hall da Fama e jamais será esquecida.