<
>

NFL: Médico furou pulmão de Tyrod Taylor, QB dos Chargers, acidentalmente ao aplicar injeção contra dores

play
Packers, Steelers, Billls... Paulo Antunes e as torcidas mais fanáticas da NFL (3:37)

Comentarista montou seu Top 5 de estádios para visitar em jogos... quando tudo voltar ao normal na NFL (3:37)

Um médico da equipe do Los Angeles Chargers acidentalmente perfurou o pulmão de Tyrod Taylor pouco antes do início do jogo do último domingo (20) de NFL, enquanto tentava dar uma injeção analgésica nas costelas quebradas do quarterback, fontes da liga e do time disseram à ESPN.

Essa é a razão pela qual Taylor não foi titular no domingo e o quarterback novato Justin Herbert inesperadamente jogou contra o atual campeão Kansas City Chiefs.

Também ajuda a explicar porque o treinador do Chargers, Anthony Lynn, apoiou fortemente Taylor na noite de domingo e novamente nesta semana. Muitos treinadores acreditam que nenhum jogador deve perder o emprego devido a uma lesão - especialmente uma que aconteceu de maneira acidental pelas mãos de um dos médicos da equipe. Os Chargers disseram anteriormente que Taylor sofreu complicações por conta de uma injeção. Essas complicações foram um pulmão perfurado.

A NFL Players Association está investigando o acidente, disseram as fontes, para ver quais os próximos passos a serem tomados. Um funcionário da NFLPA não quis comentar sobre o pulmão perfurado de Taylor.

A injeção que Taylor recebeu não é totalmente incomum, mas é considerada uma injeção ‘cega’ e apresenta um risco. Ainda assim, é raro que um jogador sofra com um pulmão perfurado devido à injeção, especialmente logo antes do início do jogo.

Taylor teve duas costelas quebradas durante a vitória dos Chargers na semana 1 sobre o Cincinnati Bengals, mas ele não fez uma ressonância magnética até o final da semana. O experiente QB foi colocado na lista dos lesionados dos Chargers com uma lesão na costela na sexta-feira (18), mas depois que ele participou do treinamento naquele dia, foi removido da mesma.

Ele planejava tomar uma injeção analgésica para a lesão na costela no domingo, mas depois que o médico dos Chargers perfurou seu pulmão, Taylor acabou no hospital na noite de domingo para receber tratamento para o ferimento e as dificuldades para respirar.

Os médicos aconselharam Taylor a não jogar "indefinidamente". Os Chargers queriam que Taylor fosse titular esta semana, mas os médicos são contra.

Um dos motivos pelos quais os Chargers desejam que Taylor continue como QB é sua produção e confiabilidade. Ele tem um histórico de vitórias como quarterback titular, não sofreu turnovers na semana 1 e tem a confiança e o respeito de seus companheiros.