<
>

NFL: Os dez melhores times do Super Bowl rankeados com Patriots de Brady e 49ers de Montana

play
Super Bowl LVIII: o que esperar do confronto entre Kansas City Chiefs e San Francisco 49ers (3:09)

Assista ao Super Bowl pela ESPN no Star+ (3:09)

Em questão de dias, ou Kansas City Chiefs ou San Francisco 49ers vencerá o Super Bowl LVIII. Já são 57 edições da grande final, que geraram alguns campeões icônicos que entraram para a história da NFL, como a dinastia do New England Patriots de Tom Brady, os clássicos 49ers de Joe Montana e Jerry Rice e o dominante Dallas Cowboys dos anos 1990. Dentre os 57 times campeões do grande jogo, o ESPN.com.br ranqueou os 10 melhores de toda a história.

Para classificar essas equipes, usamos a estatística DVOA (valor ajustado pela defesa em relação à média), da ESPN, que basicamente analisa a efetividade de uma equipe, sempre baseada na dificuldade do jogo e do adversário. Com isso, os times ficariam ranqueados a partir de sua "habilidade" na temporada em que foram campeões. Com isso, os Broncos abrem o ranking.

10. Denver Broncos de 1998 (17-2, 40,0%)

Na temporada regular, essa equipe tirou proveito de um calendário fácil. Mesmo com a estrela do time, John Elway, estando machucada e sendo substituída por Bubby Brister em quatro jogos, a equipe foi a primeira em DVOA ofensivo, mas pecou na defesa (somente o 19° lugar na categoria). Mesmo assim, na pós-temporada, começaram atropelando o Miami Dolphins por 38 a 3, e então, venceram o New York Jets na final da conferência americana (AFC) por 23 a 10. No Super Bowl XXXIII, venceram o Atlanta Falcons por 34 a 19, conquistando seu segundo título consecutivo da NFL.

9. Dallas Cowboys de 1995 (15-4, 41,4%)

O Cowboys de 1995 não liderou a liga em DVOA durante a temporada regular, terminando ligeiramente atrás do 49ers. Eles ficaram em primeiro lugar no ataque com os apelidados ‘trigêmeos’ - Troy Aikman, Emmitt Smith e Michael Irvin - mas apenas em décimo na defesa. O time perdeu quatro jogos durante a temporada regular, tendo encarado um dos dez calendários mais difíceis daquele ano. Mesmo assim, se classificaram para a pós-temporada. Eles venceram o rival Philadelphia Eagles por 30 a 11 na rodada divisional, antes de derrotar o Green Bay Packers por 38 a 27 no jogo do campeonato da conferência nacional (NFC). O Super Bowl XXX foi uma vitória por 27 a 17 sobre o Pittsburgh Steelers, com um histórico touchdown de Emmitt Smith a menos de quatro minutos do fim.

8. Pittsburgh Steelers de 1975 (15-2, 41,4%)

Os Steelers ficaram em quinto lugar em pontos marcados e em segundo em pontos sofridos. Após uma derrota na Semana 2 para o Buffalo Bills, seu único outro revés em toda a temporada foi em um jogo sem importância na Semana 14 contra o Los Angeles Rams, no qual Bradshaw, estrela do time, ficou no banco no segundo tempo. Para começar os playoffs, derrotaram o Baltimore Colts por 28 a 10 na rodada divisional e depois venceram o Raiders por 16 a 10 no jogo do campeonato da AFC. Finalmente, veio o Super Bowl X, quando a equipe de Pittsburgh venceu os Cowboys por 21 a 17, após uma interceptação histórica no quarterback rival Roger Staubach com 18 segundos para o fim do jogo.

7. New England Patriots de 2004 (17-2, 41,7%)

Pelo DVOA, essa foi claramente a melhor das seis equipes campeãs dos Patriots. Essa foi a primeira temporada em que Brady foi aquele que viríamos a conhecer, ficando em quinto lugar no DVOA de passes depois de ficar fora do top 10 em suas três primeiras temporadas como titular. Os Patriots também ficaram em terceiro lugar em corridas e em quarto na defesa. Eles jogaram um dos cinco calendários mais difíceis de qualquer campeão do Super Bowl, em parte porque a NFL era muito desequilibrada, com todas as melhores equipes (exceto Philadelphia) na AFC. Suas únicas derrotas foram de 34 a 20 para os Steelers e um chocante revés de um ponto para os Dolphins, com quatro vitórias e 12 derrotas, em um Monday Night Football no final da temporada. Os playoffs com uma vitória por 20 a 3 na rodada divisional sobre os Colts. Depois, veio uma viagem a Pittsburgh e uma vitória por 41 a 27 no jogo do campeonato da AFC. Por fim, o Patriots derrotou o Eagles por 24 a 21 no Super Bowl XXXIX.

6. Miami Dolphins de 1973 (15-2, 42,6%)

A equipe campeã em 1972 é famosa por ter ficado invicta, mas os Dolphins de 1973 eram um time melhor e terminam muito acima na nossa lista. Sim, os Dolphins perderam duas vezes, mas jogaram em um calendário muito mais difícil do que a equipe de 1972. Em seguida, os Dolphins de 1973 tiveram uma sequência de playoffs muito mais dominante do que a equipe de 1972. Primeiro, venceram o Cincinnati Bengals por 34 a 16, depois os Raiders por 27 a 10 na final de conferência da AFC. O Super Bowl VIII foi uma vitória de 24 a 7 sobre o Minnesota, na qual os Vikings não marcaram nenhum ponto até o quarto período.

5. Dallas Cowboys de 1992 (16-3, 42,8%)

O primeiro dos três campeonatos do Cowboys dos anos 1990 foi o melhor. Eles ficaram em segundo lugar no DVOA ofensivo e em quinto no DVOA defensivo. E eles enfrentaram os melhores times da liga a caminho do título. Primeiro, vieram os rivais Eagles, a equipe nº 2 em DVOA, e uma vitória fácil por 34 a 10 na rodada de divisão. No jogo do campeonato da NFC, eles venceram o terceiro colocado San Francisco 49ers na época em que esse jogo era conhecido como "o verdadeiro Super Bowl". E na grande final, eles destruíram o Buffalo por 52 a 17.

4. Green Bay Packers de 1996 (16-3, 44,9%)

Essa equipe teve um dos melhores começos de todos os tempos, vencendo seus três primeiros jogos por uma pontuação somada de 115 a 26. Os Packers caíram no meio da temporada, perdendo três jogos, mas voltaram a se recuperar no final da temporada regular. A equipe de Green Bay era incrivelmente equilibrada: quarta no ataque e primeira na defesa. Nos playoffs, eles derrotaram os 49ers por 35 a 14. Depois, venceram o campeonato da NFC por 30 a 13 contra o Carolina Panthers. Por fim, eles contaram com um grande desempenho de Brett Favre para vencer o 8º colocado Patriots por 35 a 21 no Super Bowl XXXI.

3. San Francisco 49ers de 1989 (17-2, 45,1%)

Os 49ers foram os primeiros da liga em DVOA durante a temporada regular de 1989, mas o que realmente a diferencia é a maneira como destruiu seus adversários nos playoffs. A margem média de vitória do San Francisco de 33,3 pontos é a maior de qualquer campeão do Super Bowl. No jogo do campeonato da NFC, eles envergonharam o rival de divisão Rams (nº 3 em DVOA) por 30 a 3. Em seguida, os 49ers venceram o Super Bowl XXIV por 55 a 10 contra os Broncos. São 55 pontos - cinco touchdowns aéreos e três corridos - contra uma defesa que ficou em segundo lugar no DVOA e permitiu o menor número de pontos durante a temporada regular.

2. Chicago Bears de 1985 (18-1, 52,3%)

Os Bears foram ótimos na defesa durante a década de 1980, mas a equipe de 1985 em especial se destaca porque também conseguia fazer todo o resto. Eles combinaram uma das melhores defesas da história da NFL com o quinto melhor ataque da liga. Eles superaram facilmente as outras equipes de ponta no DVOA. Isso começou na temporada regular, com uma vitória de 26 a 10 sobre o segundo colocado, o San Francisco, e uma vitória de 19 a 6 sobre o terceiro colocado, os Jets. Depois vieram os playoffs, e os Bears sofreram apenas dez pontos entre os três jogos. Eles venceram o New York Giants por 21 a 0 e depois os Rams por 24 a 0. No Super Bowl XX, eles derrotaram os Patriots por 46 a 10.

1. Washington Commanders de 1991 (17-2, 53,9%)

Esta é a equipe que o DVOA diz ser a melhor de todos os tempos. O Washington liderou a NFL em pontos marcados e foi o segundo melhor em pontos sofridos. Perdeu por um field goal para os Cowboys depois de um início de 11 a 0, depois perdeu para o Eagles por apenas dois pontos. Isso foi tudo em termos de derrotas. No Super Bowl XXVI, derrotou o Buffalo Bills por 37 a 24.

O que é mais impressionante nessa equipe é a posição do Washington no DVOA entre 1.309 equipes, desde 1981. É a única equipe a se classificar entre as 50 melhores em todas as três fases do jogo (especificamente, o Washington está em 50º lugar no ataque, 36º na defesa e 19º nas equipes especiais).