<
>

NBA: Veja o Power Ranking e análise dos 30 times da temporada 2020-21

A NBA está um pouco diferente desde nosso último ranking de todas as 30 equipes. Os armadores Russell Westbrook e John Wall trocaram de equipe. Jrue Holiday e Gordon Hayward também mudaram seus uniformes. O Philadelphia 76ers ganhou um novo técnico e um novo presidente.

E quanto ao Los Angeles Lakers? Os atuais campeões parecem ainda mais fortes depois de fechar com um contrato de cinco anos com Anthony Davis, uma surpreendente extensão contratual com LeBron James e contratar o sexto homem do ano, Montrezl Harrel.

Quem pode desafiar os campeões em 2020-21? Veja como cada equipe está no training camp.


1 -Los Angeles Lakers

Campanha em 2019-20: 52-19

Último ranking:

Os Lakers venceram o título na primeira temporada de LeBron James e Anthony Davis juntos, e o gerente geral Rob Pelinka aparentemente está trabalhando para o segundo título em dois anos. LA conta agora com os dois primeiros colocados para o prêmio de Sexto Homem do Ano da temporada passada - o vencedor Montrezl Harrell e o segundo colocado Dennis Schroder em uma troca por Danny Green - para impulsionar o banco. E depois que Dwight Howard foi para os 76ers, Avery Bradley para Miami e Rajon Rondo para Atlanta, os Lakers trocaram JaVale McGee para dar lugar a Marc Gasol e contrataram o ala veterano Wesley Matthews. Os Lakers são os favoritos para vencer de novo. - Dave McMenamin


2 -Milwaukee Bucks

Campanha em 2019-20: 56-17

Último ranking:

Nas últimas duas temporadas, os Bucks terminaram com a melhor campanha da temporada regular com o atual duas vezes MVP, Giannis Antetokounmpo, mas sem nenhuma participação nas Finais da NBA para mostrar isso. Em uma tentativa de dar o melhor de si quando mais importa, os Bucks adicionaram um marcador nato em Jrue Holiday, além de suporte xom D.J. Augustin, Torrey Craig, Bryn Forbes, Bobby Portis e Nik Stauskas. A diretoria dos Bucks está tentando tirar o máximo proveito dos melhores anos de Antetokounmpo, acrescentando peças para ajudá-lo a vencer o anel. Sua janela de oportunidade está aberta, mas a decisão contratual de Antetokounmpo se aproxima. - Eric Woodyard


3 -Brooklyn Nets

Campanha de 2019-20: 35-37

Último ranking: 10°

Foi uma off season quase parada para os Nets, porque sua grande off season de sucesso de 2019 é o que está colocando o time de Brooklyn no top-3. Os Nets passaram mais de um ano esperando para colocar Kyrie Irving e Kevin Durant juntos na quadra, e enquanto houve uma conversa forte sobre uma terceira estrela, Brooklyn está pronto para entrar na temporada como um monstro de duas cabeças, não três. Os Nets contrataram Steve Nash em setembro para supervisionar tudo, uma jogada ousada que só aumenta a dúvida do que eles serão nesta temporada. - Royce Young


4 -Los Angeles Clippers

Campanha de 2019-20: 49-23

Último ranking:

Após o colapso impressionante nos playoffs, os Clippers perderam Montrezl Harrell e JaMychal Green para outros times candidatos no Oeste no início da agência livre, quando Harrell se juntou aos Lakers, e Green foi para Denver. Mas os Clippers se recuperaram ao reunir Serge Ibaka e Kawhi Leonard, campeões em Toronto há duas temporadas. Ibaka pode não ter em si os 18,6 pontos de Harrell por jogo, mas a esperança dos Clippers é que Ibaka vá fazer um trabalho melhor marcando pivôs, como Nikola Jokic. Los Angeles contratou Luke Kennard e Nicolas Batum, mas a grande aposta é a vinda de Tyronn Lue, que vai substituir Doc Rivers na expectativa de trazer o primeiro título da história da franquia. - Ohm Youngmisuk


5 -Miami Heat

Campanha de 2019-20: 44-29

Último ranking: 10°

Miami espera poder manter o ímpeto de sua impressionante exibição na bolha, voltando principalmente com o mesmo grupo de jogadores. O pivô Bam Adebayo assinou uma extensão ‘max’, o armador veterano Goran Dragic voltou e Avery Bradley deixou os Lakers para se juntar a Jimmy Butler e os campeões do Leste. O Heat está esperançoso de que a nova escolha de draft, Precious Achiuwa, possa causar impacto. - Nick Friedell


6 -Dallas Mavericks

Campanha de 2019-20: 43-32

Último ranking:

Os Mavs tiveram o ataque mais eficiente da história da NBA e uma defesa medíocre na última temporada. Não foi uma decisão difícil fazer das melhoras defensivas o principal objetivo da off season. Trocar Seth Curry por Josh Richardson sacrificou um arremessador de elite por um ala forte que deveria se beneficiar de jogar com Luka Doncic ofensivamente e normalmente marcará o melhor jogador do time adversário. - Tim MacMahon


7 - Denver Nuggets

Campanha de 2019-20: 46-27

Último ranking: 4°

Os Nuggets sofreram uma grande perda na agência livre quando Jerami Grant saiu para jogar em Detroit. Mason Plumlee e Torrey Craig também se foram. Mas os Nuggets rapidamente foram atrás de JaMychal Green, que traz dureza e a capacidade de ajudar Nikola Jokic defensivamente. Denver trouxe Paul Millsap de volta e contratou o armador Facundo Campazzo e o pivô Isaiah Hartenstein, e draftou RJ Hampton e Zeke Nnaji. Michael Porter Jr. tem que dar um salto este ano, e Will Barton está pronto para retornar da lesão. Bol Bol deve ganhar mais minutos também. – Youngmisuk


8 -Boston Celtics

Campanha de 2019-20: 48-24

Último ranking:

A perda de Gordon Hayward foi um golpe duro para Boston, já que ele era indiscutivelmente seu melhor playmaker e proporcionava muita versatilidade nas alas. Sua saída, combinada com os problemas nos joelhos de Kemba Walker, colocará muita pressão sobre Jayson Tatum, Jaylen Brown e Marcus Smart. Enquanto isso, Tristan Thompson deve servir como um bom defensor ao lado de Daniel Theis e evitará que homens grandes abusem de Boston no garrafão. Os Celtics vão precisar de alguns de seus muitos outros jovens jogadores (Grant Williams, Robert Williams III, Romeo Langford, Carsen Edwards, Aaron Nesmith e Payton Pritchard). -- Tim Bontemps


9 -Philadelphia 76ers

Campanha de 2019-20: 43-30

Último ranking: 8°

Foi mais uma off season turbulenta em Philly - mas pelo menos desta vez, parecia que os Sixers tinham um plano. O novo técnico Doc Rivers e o novo presidente Daryl Morey proporcionam ao time um dos melhores combos técnico-gestão da liga, além de estabilidade de longo prazo. Os movimentos para contratar Danny Green e Seth Curry, entretanto, devem equilibrar o elenco e dar aos Sixers o tão necessário arremesso de fora. Agora, os 76ers vão precisar que Joel Embiid e Ben Simmons joguem como superstars - e, especificamente, que joguem como tal enquanto estão juntos na quadra. Se puderem, esta equipe pode ser a melhor do Leste. – Bontemps


10 -Toronto Raptors

Campanha de 2019-20: 53-19

Último ranking: 11°

Toronto, com o objetivo de manter o espaço aberto para agentes livres ‘max’ em 2020-21, manteve Fred VanVleet, mas viu Serge Ibaka e Marc Gasol partirem como agentes livres. Os Raptors fizeram um bom trabalho de recuperação contratando Aron Baynes, mas ele tem 34 anos e está sujeito a lesões. Muito do DNA do título permanece - Toronto ainda tem o atual melhor treinador do ano, Nick Nurse - então espere que Toronto permaneça firme na mistura para obter vantagem em casa nos playoffs do Leste. – Bontemps


11 -Portland Trail Blazers

Campanha de 2019-20: 35-39

Último ranking: 14°

Os Blazers ganharam algumas fichas nesta off season para melhorar, adicionando Robert Covington (em troca de uma futura escolha), contratando Derrick Jones Jr. e Enes Kanter, e assinando novamente Carmelo Anthony. Os Blazers adicionaram profundidade à sua rotação anteriormente reduzida e forneceram o tipo de habilidades físicas que foram a fórmula para o time que chegou nas finais da Conferência Oeste disputadas há duas temporadas. – Young


12 -Utah Jazz

Campanha de 2019-20: 44-28

Último ranking: 13°

O Jazz usou a exceção de nível médio para trazer de volta o veterano Derrick Favors, a quem Utah teve de dispensar na temporada anterior para abrir espaço para assinar um contrato de US $ 73 milhões com Bojan Bogdanovic. Favors voltou para Salt Lake City com o entendimento de que ele provavelmente não voltará a ser titular, exceto por algumas exceções baseadas em confrontos. O Jazz recrutou Favors para dar suporte para Rudy Gobert. – MacMahon


13 -Golden State Warriors

Campanha de 2019-20: 15-50

Último ranking:

Nenhuma equipe passou por uma transformação mais dramática no mês passado do que o grupo de Steve Kerr. Os Warriors esperavam competir por um anel nesta temporada, mas esse otimismo acabou quando Klay Thompson rompeu o tendão de aquiles na mesma noite em que a organização draftou James Wiseman com o segundo lugar geral. Com um saudável Stephen Curry liderando e Draymond Green definindo o tom defensivo, os Warriors ainda pensam que podem ter uma ótima temporada. A nova contratação de Kelly Oubre Jr. deve minimizar a perda de Thompson, mas ainda será uma perda sentida. – Friedell


14 -Phoenix Suns

Campanha de 2019-20: 34-39

Último ranking: 19°

Depois de fazer 8-0 na bolha, mas ainda perdendo o jogo para entrar nos playoffs, o Phoenix Suns não ficou de braços cruzados neste período de off season. Phoenix protagonizou uma das primeiras grandes trocas quando adquiriu Chris Paul para ser o novo companheiro de quadra de Devin Booker. Ao falar com repórteres na semana passada, o pivô da equipe, Deandre Ayton, expressou seu entusiasmo por poder aprender com o “Point God” da NBA. - Andrew Lopez


15 -Houston Rockets

Campanha de 2019-20: 44-28

Último ranking: 12°

A fumaça já se dissipou em Houston? Mesmo para os padrões turbulentos dos Rockets, essa foi uma off season de mudanças radicais. Já se foram o técnico Mike D'Antoni, o gerente geral Daryl Morey, Russel Westbrook, Robert Covington e o compromisso do Houston com o small-ball. Quem veio: Stephen Silas, que será treinador principal pela primeira vez; o novo gerente geral Rafael Stone; John Wall após dois anos longe das quadras; e Christian Wood, um pivô de 25 anos se preparando para sua primeira temporada completa como titular da NBA. E, claro, candidato a MVP, James Harden, deixou claro que preferia estar em Brooklyn, um desejo que os Rockets não têm pressa em conceder. – MacMahon


16 -New Orleans Pelicans

Campanha de 2019-20: 30-42

Último ranking: 17°

Em vez de fazer um grande esforço para buscar alguém para jogar ao lado de Zion Williamson, os Pelicans optaram por Steven Adams. Os Pelicans tiveram uma escalação eficaz na última temporada com Zion ao lado de Derrick Favors, um pivô que não arremessa, e deu certo. Com Adams substituindo Favors e Eric Bledsoe substituindo Holiday, os Pelicans esperam encontrar um sucesso semelhante em 2020-21. – Lopez


17 - Indiana Pacers

Campanha de 2019-20: 45-28

Último ranking: 16°

Ter uma temporada regular sólida e cair na primeira rodada dos playoffs não é suficiente para Indiana, daí a demissão do técnico Nate McMillan para trazer, Nate Bjorkgren, ex-assistente dos Raptors, para o papel principal. Lesões também afetaram Indiana na última temporada, especialmente em peças-chave como Victor Oladipo e Domantas Sabonis. Entrando no training camp, os Pacers agora estão saudáveis, e Malcolm Brogdon parece se ajustar a um novo papel de liderança. – Woodyard


18 - Memphis Grizzlies

Campanha de 2019-20: 34-39

Último ranking: 18°

Os Grizzlies tomaram a decisão de passar para o mercado de agência livre antes do prazo de trocas da última temporada, acabando com o seu espaço ao receber o grande salário de Justise Winslow e assinar com Dillon Brooks para uma extensão de US $ 35 milhões por três anos. A melhor movimentação de Memphis foi renovar com De'Anthony Melton, de 22 anos, em um acordo de US $ 35 milhões por quatro anos. Os Grizzlies estão empenhados em permitir que seu núcleo competitivo jovem, liderado por Ja Morant e Jaren Jackson Jr., floresça. – MacMahon


19 -Washington Wizards

Campanha de 2019-20: 25-47

Último ranking: 21°

Os Wizards sacudiram a franquia na véspera do training camp, trocando John Wall por Russell Westbrook. Embora os dois armadores agressivos tenham muitas semelhanças, a chegada de Westbrook permite aos Wizards se livrar de um jogador caro e com problemas de lesões, já que Wall não joga há dois anos. Westbrook, no entanto, terá que se adaptar ao jogador da franquia, Bradley Beal, ao mesmo tempo em que ajuda Washington a desenvolver Rui Hachimura e a nona escolha geral Deni Avdija. Os Wizards mantiveram seu grande agente livre, Davis Bertans, enquanto contrataram Robin Lopez para a defesa do garrafão. – Youngmisuk


20 -Atlanta Hawks

Campanha de 2019-20: 20-47

Último ranking: 24°

A pressão para os playoffs em Atlanta está em andamento. Os Hawks trouxeram Bogdan Bogdanovic, Rajon Rondo, Danilo Gallinari, Tony Snell e Solomon Hill, além de terem draftado Onyeka Okongwu e Skylar Mays. E por falar nisso, a equipe ainda não viu muito sobre o pivô Clint Capela, que foi contratado na temporada passada, mas ainda não jogou pelos Hawks. Adicione tudo isso à produção de Trae Young - quarto na liga em pontuação (29,6) e segundo em assistências (9,3) na última temporada - e há razões para acreditar que Atlanta poderia voltar para os playoffs pela primeira vez em quatro temporadas. – Lopez


21 -San Antonio Spurs

Campanha de 2019-20: 32-39

Último ranking: 22°

Foi um período tranquilo de off season em San Antonio: o veterano Marco Belinelli voltou para jogar na Itália, o armador Bryn Forbes assinou com Milwaukee e a franquia draftou Devin Vassell e Tre Jones. Fora esses movimentos, o elenco se parece principalmente com o de um ano atrás. San Antonio teve sucesso na bolha com um time menor (DeMar DeRozan foi a potência inicial) e jovem (Dejounte Murray, Derrick White, Jakob Poeltl, Lonnie Walker IV e Keldon Johnson estão todos no quinto ano ou menos), e a adição de LaMarcus Aldridge ajuda bastante. – Lopez


22 -Orlando Magic

Campanha de 2019-20: 33-40

Último ranking: 20°

O Magic não fez nenhum movimento espalhafatoso na agência livre, mas está apostando em Cole Anthony e Chuma Okeke para dar um impulso a uma organização que ainda está emocionalmente abalada com a lesão no joelho de Jonathan Isaac na bolha. (Okeke não jogou no ano passado depois de machucar o joelho.) O Magic espera que Markelle Fultz, ex-escolha número um do draft, continue a melhorar no sistema de Steve Clifford. – Friedell


23 -Minnesota Timberwolves

Campanha de 2019-20: 19-45

Último ranking: 25°

Uma boa maneira de começar a off season é ter a primeira escolha do draft. Embora não tenha sido uma de grande sucesso, Anthony Edwards preenche uma necessidade direta dos Wolves. Eles estão construindo uma corrida futura enquanto têm a chance de serem bons no presente. Adicionar alguns veteranos importantes também deve estabilizar o elenco - bem-vindo de volta, Ricky Rubio! - mas a parte mais importante para os Wolves é finalmente conseguir ver Karl-Anthony Towns e D'Angelo Russell juntos. – Young


24 -Chicago Bulls

Campanha de 2019-20: 22-43

Último ranking: 26°

Voltar a ser relevante é a motivação por trás das movimentações de Chicago. Para começar, os Bulls reformularam completamente sua diretoria, com Arturas Karnisovas assumindo o cargo de vice-presidente executivo de operações de basquete e Marc Eversley como gerente geral. Os Bulls também contrataram Billy Donovan como treinador. Há o compromisso de resgatar a cultura do basquete em Chicago, liderada por peças sólidas: Zach LaVine, Lauri Markkanen e Otto Porter Jr. – Woodyard


25 -Charlotte Hornets

Campanha de 2019-20: 23-42

Último ranking: 27°

Charlotte surpreendeu muitos ao assinar com Gordon Hayward por US $ 120 milhões em quatro temporadas, mas os Hornets estão apostando na volta do jogo de nível all-star do ex-jogador de Bosotn. Um desses jogadores é LaMelo Ball, que está confiante de que pode causar impacto logo de cara. Michael Jordan, proprietário do time, acredita que uma vaga nos playoffs está no horizonte, caso o time continue melhorando com o técnico James Borrego. – Friedell


26 -Sacramento Kings

Campanha 2019-20: 31-41

Último ranking: 23°

Foi uma off season turbulenta em Sacramento. Depois de uma série de casos de COVID-19 atingindo o time e uma entorse no pé direito encerrando a temporada de Marvin Bagley III logo no começo, os Kings tiveram dificuldades na bolha. O próximo passo para a franquia, depois de não ir para os playoffs pelo 14° ano consecutivo, foi limpar a diretoria: Vlade Divac e Peja Stojakovic fora; Monte McNair e Wes Wilcox entrando. As mudanças nos Kings foram menos dramáticas, com Bogdan Bogdanovic, Kent Bazemore e Harry Giles III saindo, e Frank Kaminsky, Hassan Whiteside e Glenn Robinson III entrando - junto com a escolha de primeira rodada, Tyrese Haliburton. Em uma competitiva Conferência Oeste, eles terão uma escalada difícil para impedir que a seca de playoffs chegue a uma década e meia. – McMenamin


27 -Detroit Pistons

Campanha de 2019-20: 20-46

Último ranking: 28°

Os Pistons e o novo gerente geral Troy Weaver foram muito agressivos na off season. Detroit reformulou completamente seu time, adicionando Jerami Grant, Josh Jackson, Jahlil Okafor, Mason Plumlee e Delon Wright a um núcleo que já tinha os veteranos Derrick Rose e Blake Griffin. Agora, é hora de ver como o produto final vai realmente funcionar. – Woodyard


28 -New York Knicks

Campanha de 2019-20: 21-45

Último ranking: 30°

Os Knicks, mais uma vez, reformularam sua equipe, contratando Leon Rose para dirigir e Tom Thibodeau para ser o treinador. Além disso, eles conseguiram o nativo de Nova York, Obi Toppin, com a oitava escolha no draft. Mas, com os Knicks ainda sem talento suficiente para competir, a questão será como Thibodeau vai lidar com um elenco tão jovem e inexperiente? Será fascinante ver como isso vai se desenrolar. – Bontemps


29 -Cleveland Cavaliers

Campanha de 2019-20: 19-46

Último ranking: 29°

Cleveland usou a quinta escolha geral em Isaac Okoro, adicionando o ala físico a um time que tem os recentes draftados Darius Garland e Collin Sexton. J.B. Bickerstaff, agora treinador principal após a demissão de John Beilein em fevereiro, terá a tarefa de combinar seu jovem talento com os veteranos como Kevin Love, Andre Drummond e JaVale McGee, que veio em uma troca dos Lakers. A chance de sucesso dos Cavs nesta temporada dependerá de como essas peças vão – ou não – se encaixar. – McMenamin


30 -Oklahoma City Thunder

Campanha de 2019-20: 44-28

Último ranking: 15°

O plano de reconstrução do Thunder surgiu do anda, com o quinto melhor time do Oeste sendo desconstruído ao longo de uma semana rápida e furiosa de trocas e trocas: Dennis Schroder foi enviado para os Lakers, Chris Paul foi transferido para os Suns e Steven Adams foi enviado para os Pelicans. Sempre esteve nas cartas do Thunder iniciar o processo de reconstrução, mas era uma questão de tempo. Enquanto o resto do Oeste se posiciona para competir pelos playoffs nesta temporada, o Thunder está querendo ver o tempo passar. -- Young