<
>

NBA: LeBron vai ganhar R$ 612 mil dos Lakers por dia e faz as contas para se tornar o maior cestinha da história

play
NBA: Se preparando para nova temporada, LeBron James pula corda com sua filha de 6 anos (0:14)

O adorável vídeo de James com Zhuri foi compartilhado por sua esposa, Savannah, no Instagram - @mrs_savannahrj (0:14)

Após ser campeão da NBA, LeBron James renovou seu contrato com o Los Angeles Lakers, e agora tem mais três anos de vínculo garantido com a franquia da Califórnia.

Sua extensão foi fechada no valor de 85 milhões de dólares (R$ 445 milhões) e entra em vigor após a próxima temporada, que começa no dia 22 de dezembro. O negócio garantiu os seguintes salários anuais ao craque: 41.180.544 dólares em 2021-22 (R$ 215 milhões) e 44.474.988 dólares (R$ 233 milhões) em 2022-23.

De cara, parece muito dinheiro. Ao analisar melhor, parece mais ainda.

Transformando esse valor de dois anos um salário mensal, chegamos à bagatela de 3,57 milhões de dólares (R$ 18,6 milhões). Será que cai na conta no 5º dia útil?

Isso significa que o 'Papai' vai receber 117 mil dólares (R$ 612 mil) por dia. Ou seja, 4.891 dólares (R$ 25,5 mil) por hora.

É, fã do esporte, tempo é dinheiro! E a cada minuto que passa, James ganhará 82 dólares (R$ 427). Dá pra brincar, não? Se quiser chegar ao limite, será 1,36 dólar (R$ 7,10) por segundo.

Com essa renovação gigantesca, ao fim da temporada 2022-23, LeBron terá recebido 435 milhões de dólares (R$ 2,2 bilhões) em salários durante sua carreira, somando todos os seus contratos. Na NBA desde 2003, o astro agora ficará, no mínimo, 20 anos na Liga.

Vale lembrar que seu filho mais velho, Bronny James, deverá terminar o ensino médio em 2023, e LeBron já disse que seria um sonho dividir a quadra com ele. Ou seja, não é nada improvável ver o craque assinar mais um contrato após esse, quando terá 38 anos.

Maior cestinha da história?

LeBron James é uma máquina, e assim ele seguirá buscando títulos e recordes até o fim de sua carreira.

Com a renovação, temos a certeza de ver o craque, que já é o 3º jogador com mais pontos na história, em ação por mais três anos - no mínimo.

Com 34.241 pontos feitos até hoje, ele precisa de mais 4.147 para passar Kareem Abdul-Jabbar, o líder. Dividindo esse número igualmente entre as três temporadas, é necessária uma média de 1.382 pontos por ano para LeBron não ver mais ninguém na frente.

No ano em que fez menos pontos em sua carreira, James chegou ao número de 1.505. Isso ocorreu em 2018-19, quando sofreu sua lesão mais séria e jogou apenas 55 partidas na temporada.

No último ano, que terminou com o título, LeBron atuou em 67 partidas e somou 1.698 pontos, uma média de 25,3 por partida - a 2ª pior de sua carreira, atrás apenas dos 20,9 de sua temporada de calouro.