<
>

NBA: como LeBron e Lakers reagiram a arremesso, livre, errado de Danny Green que poderia ter sido do título

Com menos de 10 segundos no relógio e com o Los Angeles Lakers perdendo por um ponto nesta sexta-feira, LeBron James parecia dar seu último toque em uma brilhante partida de 40 pontos para conquistar seu quarto título de NBA. Atraindo praticamente toda a defesa do Miami Heat, o astro, que lidera a liga em assistências pela primeira vez na carreira, encontrou passe para um Danny Green absolutamente livre para virar.

Green, bicampeão da NBA e com 40% de aproveitamento nos arremessos de três pontos, tem o apelido de “Deadshot” exatamente por sua reputação como chutador, por “matar” bolas, aproximando o termo da tradução. Foi contratado pelos Lakers exatamente para momentos como esse: criar espaços e capitalizar a habilidade de LeBron para achar arremessos.

Green arremessou sem ter qualquer defensor por perto. A bola ficou no aro, com 7,1 segundos restando, e o Heat venceu o jogo 5 das Finais da NBA por 111 a 108, deixando a série contra os Lakers em 3 a 2. A bola volta a subir neste domingo, às 20h30 (horário de Brasília), novamente com transmissão, ao vivo, da ESPN e do ESPN App.

“Assim, se você só vê a jogada, eu consegui levar dois defensores pela linha de lance livre e encontrar um dos nossos arremessadores para uma bola limpa de três para vencer o campeonato”, analisou LeBron, após o jogo, no qual teve números de respeito: 15 de 21 arremessos certos, 13 rebotes, 7 assistências e 3 roubos de bola. “Eu confiei nele, nós confiamos nele, e ela simplesmente não caiu”.

“Você vive com isso, você vive com isso. É um dos melhores arremessos que poderíamos ter tido... Danny teve uma grande visão. Ela simplesmente não caiu. Eu sei que ele gostaria de ter essa chance de novo”, complementou.

O técnico dos Lakers, Frank Vogel, disse que LeBron estava “pronto para encarar o time inteiro do Heat”, mas “que fez a jogada correta”. “Danny é um dos nossos melhores chutadores, ele teve uma grande visão, e nós temos que aceitar os resultados.”

Vogel foi bem menos compreensivo com duas faltas marcadas em Jimmy Butler no minuto final de jogo, que ajudaram o Heat a vencer e prolongar a séria. Uma de Markieff Morris, com 46,7 segundos restando; e outra de Anthony Davis, com 16,8 segundos.

De qualquer forma, os Lakers não fizeram sua melhor partida nesta sexta, chegando a perder por 11 pontos no segundo quarto, antes de buscar o empate no terceiro e voltar a ficar 11 pontos atrás com 10:31 no relógio no último período.

O primeiro “buraco” que o time de Los Angeles entrou teve, na maior parte do tempo, Davis no banco, depois que ele agravou lesão sofrida ainda na série contra o Denver Nuggets, após um choque com Andre Iguodala ainda no primeiro quarto. Ainda assim, ele marcou 28 pontos, com 12 rebotes, 3 assistências, 3 roubos de bola e 3 tocos.

Após atuar 42 minutos, o problema preocupa para o jogo 6? “Eu vou estar bem no domingo”, ele respondeu. Uma fonte próxima a Davis disse à ESPN que o jogador “sente dores”, mas é “suportável”.

A questão parece ser como os Lakers vão parar o Heat, que venceram dois dos últimos três jogos da série, após ter aberto 2 a 0 e ter perdido a primeira chance de título. Até esta sexta, LeBron tinha 3 vitórias em três vezes que entrou nas Finais podendo fechar a série.

Em 2016, o craque liderou o Cleveland Cavaliers para a histórica virada sobre o Golden State Warriors, único time a ter aberto 3 a 1 nas Finais e perdido o título. Agora LeBron tem a missão de evitar que o mesmo aconteça com os Lakers contra o Heat.