<
>

Finais da NBA: Consagrado como um dos melhores técnicos da liga, Erik Spoelstra só não foi demitido por cláusula e já foi tachado como 'entregador de coletes'

Nesta sexta-feira, o Miami Heat tenta se recuperar da derrota sofrida no Jogo 1 das Finais da NBA diante do Los Angeles Lakers.

A ESPN transmite de forma EXCLUSIVA as Finais da NBA. Além de assistir aos jogos na ESPN e no ESPN App, você também poderá acompanhar os melhores lances com tempo real em vídeos no ESPN.com.br

Para que isso aconteça, será fundamental que o técnico Erik Spoelstra coloque em prática uma estratégia que não só seja boa para diminuir o ímpeto de Los Angeles, como também para recuperar a moral de seus jogadores após a derrota gigantesca na abertura da série.

E se as dúvidas nao existem na temporada atual, nem sempre foi assim durante a carreira de Spoelstra. Natural de Illinois, Spo começou sua carreira em 1995 como coordenador de vídeo do Miami Heat e, desde então, passou por tudo antes de se estabelecer como um dos melhores técnicos da NBA.

Na verdade, se não fosse uma cláusula contratual, a carreira de Spoelstra no Heat teria acabado no ano seguinte, quando Pat Riley assumiu como técnico.

"Por contrato, Riley não poderia trazer seu próprio coordenador de vídeo, ou então Erik estaria sem emprego e sua carreira teria acabado ali", contou o pai do técnico, Jon Spoelstra, em entrevista ao New York Times em 2011.

Depois de dois anos como coordenador de vídeo, Spoelstra ganhou a confiança de Pat Riley e foi promovido à assistente técnico e foi subindo no ranking do Miami até que em 2008 assumiu como técnico.

Em abril daquele ano, Riley deixou o comando da equipe e foi ele mesmo quem selecionou Spoelstra para ser seu substituto.

Na época, o Miami Heat vinha da pior campanha da NBA com 15 vitórias e 67 derrotas. Em sua primeira temporada como técnico, Spo colocou o time nos playoffs.

A Era LeBron

Na temporada seguinte, as expectativas ultrapassaram qualquer projeção. No verão americano de 2010, o Heat anunciou as chegadas de LeBron James e Chris Bosh para formarem o famoso Big 3 ao lado de Dwyane Wade.

Junto com a oportunidade de dirigir três dos melhores jogadores da liga à época, veio também a pressão. Rapidamente, Spo, que ainda não tinha experiência, virou um "entregador de coletes". Sem nem chegar a metade da temporada, o técnico já havia adquirido esse estigma, principalmente após um início com 9 vitórias e 8 derrotas.

Começaram, também, os problemas de relacionamento com as estrelas, com Chris Bosh reclamando publicamente do "excesso de trabalho" da equipe. O Heat, porém, se acertou e terminou a temporada com o segundo melhor recorde no Leste e chegou às Finais, aonde perdeu em 6 jogos para o Dallas Mavericks, o que gerou ainda mais pressão em Spoelstra.

Na temporada seguinte, novamente o Heat terminou a temporada regular em segundo no Leste e chegou às Finais, dessa vez após virar um 2 a 1 contra o Indiana Pacers e um 3 a 2 contra o Boston Celtics. Na decisão, Miami sequer tomou conhecimento do Oklahoma City Thunder de Durant, Harden e Westbrook e venceu por 4 a 1 com facilidade.

Mesmo com o título, Spoelstra continuava sendo questionado. Na temporada seguinte, veio o bicampeonato diante do San Antonio Spurs.

Em 2013/2014, a quarta final seguida, mas uma derrota perante o próprio Spurs trouxe os questionamentos de volta à tona.

Pós LeBron e cheio de problemas

Em 2014, LeBron deixou a equipe, Spoelstra teve que lidar com muitas lesões e o Heat sequer chegou aos playoffs. Na temporada seguinte, o retorno aos playoffs e a eliminação na semifinal do Leste diante do Toronto Raptors.

Em 2016, Wade brigou com Pat Riley e deixou o Heat. Bosh teve um problema pulmonar e foi obrigado a se aposentar. Ainda assim, o Heat foi a terceira melhor campanha do Leste e caiu nas semifinais de conferência para os Raptors novamente.

Em 2017, o Heat voltou a ficar fora dos playoffs. Em 2018, Wade retornou e a equipe voltou à pós-temporada, aonde caiu para o Philadelphia 76ers na 1ª rodada.

No ano passado, na última temporada de Wade, a equipe ficou fora dos playoffs novamente.

A chegada de Butler e a consagração

A temporada 2019/2020 pode ser chamada de a temporada da consagração final de Erik Spoelstra. O Heat anunciou a chegada de Jimmy Butler para ser a grande estrela e montou um elenco sólido.

As expectativas, porém, eram de uma segunda rodada de playoffs, no máximo. Graças a um trabalho incrível do treinador, a equipe chegou nas Finais da NBA de maneira extremamente surpreendente e Erik Spoelstra provou de vez que nunca foi um entregador de coletes.