<
>

NBA: armador prioriza família, fica fora de volta da liga, e Lakers miram JR Smith como substituto

O armador Avery Bradley, do Los Angeles Lakers, optou por não fazer parte da retomada da temporada da NBA, que acontecerá em Orlando, na Flórida, de acordo com seu relato à ESPN na última terça-feira (23).

Bradley, que foi titular em 44 jogos pelo Lakers nesta temporada, informou a comissão técnica da equipe sobre sua decisão. O time poderá contratar um jogador substituto para Bradley, com o também armador JR Smith emergindo como candidato principal.

Na origem da decisão de Bradley de permanecer com sua família está o bem-estar de seu filho mais velho, Liam, de apenas seis anos. Bradley e sua esposa, Ashley, têm três filhos.

Liam Bradley tem um histórico de dificuldades para se recuperar de doenças respiratórias, e é improvável que ele tenha sido medicamente liberado para entrar na ‘bolha’ da liga em Orlando com sua família.

"Tão comprometido com meus companheiros de equipe do Lakers e com a organização quanto eu, finalmente jogo basquete para minha família", disse Avery Bradley. "E, portanto, em um momento como esse, não consigo imaginar tomar nenhuma decisão que possa expor a saúde e o bem-estar da minha família ao menor risco.”

"Como prometido também, usarei esse tempo para me concentrar na formação de projetos para ajudar a fortalecer minhas comunidades.”

Bradley foi co-líder com Kyrie Irving, do Brooklyn Nets, de uma coalizão de jogadores que realizou diversas manifestações centradas na justiça social, igualdade racial e empoderamento, abordadas com a Associação de Jogadores de Basquete (NBPA) e a NBA no reinício da temporada.

Bradley tem sido um importante jogador tanto no ataque quanto na defesa do Los Angeles Lakers, que é o time mais bem posicionado na Conferência Oeste na retomada das atividades da liga.

Kentavious Caldwell-Pope é o provável candidato a substituir Bradley na equipe titular dos Lakers.

Bradley pode perder um salário projetado de 650 mil (R$ 3,3 milhões), excluindo a retomada da temporada. Ele obteve uma média de 8,6 pontos e 2,3 rebotes para a franquia de Los Angeles até o momento.

Em uma década na liga, Bradley obteve uma média de 11,8 pontos por jogo. Ele já defendeu o Boston Celtics, Detroit Pistons, LA Clippers e Memphis Grizzlies.

O provável substituto de Bradley é ‘velho conhecido’ de LeBron

O presidente das operações dos Lakers no mercado da liga, Rob Pelinka, e o agente de Smith, Rich Paul, da Klutch Sports, estavam discutindo um possível acordo na noite de terça-feira e devem falar novamente nesta quarta-feira (24), disseram fontes.

Smith, 34, não joga NBA desde novembro de 2018 com o Cleveland Cavaliers.

Smith trabalhou para o Lakers em fevereiro, antes que a equipe contratasse o armador Dion Waiters. Alex Caruso e Kentavious Caldwell-Pope aliviarão grande parte do fardo da partida de Bradley, e espera-se que os Waiters forneçam mais profundidade na quadra de defesa. Rajon Rondo é outro armador veterano no banco dos Lakers.

Smith jogou 15 temporadas da NBA desde que foi ‘draftado’ pelo New Orleans Hornets em 2004, incluindo paradas em Denver, Nova York e Cleveland. Ele ganhou um título da NBA com os Cavaliers e LeBron James em 2016 e foi eleito o “sexto homem do ano” da liga em 2013 com os Knicks.

A NBA tem uma janela de transações aberta até 1º de julho que permite que as equipes contratem agentes livres, ou seja, atletas sem um contrato, antes de viajarem para Orlando para reiniciar a temporada.