<
>

Karl Malone mostra incômodo com pergunta sobre roubo de bola de Jordan, mas diz: 'Aceito a responsabilidade por não vencer'

Karl Malone não quis dar depoimentos para o documentário "The Last Dance", produzido pela ESPN dos Estados Unidos, que destrincha a dinastia do Chicago Bulls na NBA nos anos 90.

Mas Malone já falou anteriormente sobre Michael Jordan e os Bulls, mesmo se mostrando um tanto quanto incomodado com a pergunta.

Malone era a principal estrela do Utah Jazz que perdeu as finais de 97 e 98 para o Bulls. No jogo 6 deste último ano, ele se descuidou e permitiu um roubo de bola de Michael Jordan nos segundos finais. Na posse seguinte, o camisa 23 fez a cesta que deu o título para Chicago.

Em entrevista para a série "E:60" da ESPN em fevereiro de 2019, Malone foi perguntado sobre qual era a primeira coisa que vinha à mente dele quando o nome Michael Jordan era falado.

"Michael Jordan...Michael Jordan, o que mais preciso dizer?", respondeu.

O ex-cestinha da NBA assumiu sua responsabilidade pelas derrotas em anos consecutivos para os Bulls nas decisões de 97 e 98. Perguntado sobre o turnover crucial de 98, Malone se mostrou incomodado.

"Por que eu preciso falar sobre isso? Mas te digo isso: sou homem e aceito a responsabilidade por não vencer. Acontece que nós jogamos contra o Chicago Bulls, que não tinha só Michael Jordan, por sinal. E eu tenho o maior respeito por Michael. Mas eu nunca achei que estava jogando contra Michael Jordan, estava jogando contra o Chicago Bulls. Todos dizem que ele era um maldoso, eu respeito. Mas eu também era um filho da p…, era quem eu sou", analisou.