<
>

TJ Dillashaw elogia Aldo, mas afasta chance de luta: 'Vou pegar meu cinturão'

Com o status de ex-campeão do peso-galo (61 kg) do UFC, TJ Dillashaw tem sempre seu nome apontado como um dos postulantes a uma luta pelo cinturão da categoria.


Ainda em recuperação de uma cirurgia no joelho, o americano não tem previsão de quando vai pisar novamente no octógono mais famoso do mundo, mas quando estiver apto para atuar, o brasileiro José Aldo já se colocou à disposição para enfrentá-lo.

Em entrevista ao site da ESPN americana, o ex-campeão da categoria não se esquivou quando foi questionado sobre esse possível duelo contra o ex-rei do peso-pena (66 kg) do UFC. O americano deixou a chance em aberto e elogiou o brasileiro. Entretanto, de acordo com Dillashaw, a luta só acontecerá após ele reconquistar o cinturão dos galos.

“Aldo sempre foi uma referência e a nossa hora (de lutar) vai chegar. Primeiro vou pegar meu cinturão de volta, mas sei que seria uma luta incrível. (….) Acho que o estilo de luta me favorece. Existem muitas coisas que ele faz que eu posso tirar vantagem. Mas, sem dúvida, ele é muito perigoso, explosivo e não dá para subestimá-lo”, adiantou.

TJ Dillashaw é um dos lutadores mais condecorados da história do peso-galo. O americano foi campeão da categoria duas vezes pelo UFC, em 2014 e 2017. Desde 2011 na organização, o atleta disputou 17 lutas, venceu 13, sendo sete por nocaute, e perdeu quatro vezes. Atualmente, o atleta se encontra na segunda posição no ranking da divisão.

José Aldo estreou pelo UFC em 2011, onde fez 19 lutas, venceu 13 e perdeu seis vezes. Desde a sua primeira apresentação na franquia até 2015, o brasileiro reinou absoluto no peso-pena, até ser superado por Conor McGregor. Em 2016, o brasileiro recuperou o título ao vencer Frankie Edgar, mas no ano seguinte o perdeu para Max Holloway. Atualmente, o atleta se encontra no terceiro lugar no ranking do peso-galo e vem de triunfo sobre Rob Font, em dezembro de 2021, por decisão unânime dos jurados.