<
>

Premier League: Se cuida, United! Conheça o lateral 'possuído' de 1,64m que vem voando e é a arma do Brighton para surpreender

Paulo Calçade: “Dá uma olhada no lado direito. É impressionante. Ele está possuído, hein, Cledi?”

Cledi Oliveira: “Sabe aquele negócio de cartão de visitas? Ó o garoto.”

O diálogo entre o comentarista e o narrador da ESPN aconteceu aos 10min do primeiro tempo do último domingo, dia 20. Naquele momento, o Brighton, fora de casa, já vencia o Newcastle por 2 a 0. O “possuído”? Tariq Lamptey.

#PremierLeagueNaESPN Depois da derrota para o Crystal Palace na estreia, o Manchester United busca a reabilitação na Premier League contra o Brighton neste sábado, às 8h30 (de Brasília), ao vivo e exclusivo na ESPN Brasil e no ESPN App.

O garoto de 19 anos e 1,64 m colocou fogo no jogo e brilhou na vitória por 3 a 0 do Brighton. Sofreu um pênalti, entortou adversários – levou três faltas fortíssimas –, quase marcou duas vezes e ainda salvou um contra-ataque. Cansado, foi substituído aos 13 minutos da segunda etapa, por Dan Burn. Se tivesse torcida no estádio, provavelmente sairia vaiado pelos fãs do Newcastle.

Mas quem é Tariq Lamptey?

As origens

"Ele é um lateral extremamente intenso e ofensivo, que apesar da baixa estatura também defende muito bem. Além disso, ele tem grande personalidade dentro do campo, não tem medo de ir pra cima e, apesar de ter poucos jogos na liga, parece um veterano. Ele praticamente não teve aquele período de adaptação, que o jogador normalmente leva quando vem da base para o profissional. Desde o primeiro jogo ele vem sendo o mesmo jogador e fazendo partidas muito boas." Bernardo, lateral esquerdo e companheiro de Lamptey do Brighton, que é filho do ex-volante do São Paulo e Corinthians de mesmo nome

Inglês de ascendência ganense e nascido em 30 de setembro de 2000, ele começou sua trajetória no futebol de forma precoce, aos sete anos, nas categorias de base do Chelsea.

Ver essa foto no Instagram

I would like to take this moment to say a big thank you to @chelseafc for all the support and development over the years. It's been 12 years since I came to the club as a 7 year old boy and during this period I've achieved and won a lot and learnt so much. I could only have dreamt of making my premier league debut against Arsenal at the Emirates, a proud day for me and my family ! I would like to say a massive thank you to all the coaches who have helped my development over the years, and given me advice. I have met some amazing coaches and staff members at the club who have become like my family 💙. I would like to say a big thank you to my team mates, who in them I've made some brothers for life 🙌🏾. Lastly, thank you to all the supporters for the continued support, I am saddened to be leaving such a special place that will forever be in my heart. 🙏🏾💙 #Cfc

Uma publicação compartilhada por T.L (@tariq_lamptey) em

Ali, já dava para ver que o “baixinho” era bom, muito bom de bola. Quase sempre atuando pela direita, seja na lateral, no meio-campo ou aberto na ponta, ele sempre teve a velocidade, a força física e os dribles como principais características.

Ver essa foto no Instagram

⚽️....

Uma publicação compartilhada por T.L (@tariq_lamptey) em

Ver essa foto no Instagram

⚽️🙏🏾❤ #GIG

Uma publicação compartilhada por T.L (@tariq_lamptey) em

Ver essa foto no Instagram

⚽️👀... #GIG🙏🏾

Uma publicação compartilhada por T.L (@tariq_lamptey) em

Em 1º de outubro de 2017, um dia após completar 17 anos, Lamptey assinou seu primeiro contrato como profissional.

A estreia

Demorou mais de dois anos, e em 30 de dezembro de 2019, Lamptey fez sua estreia como profissional, promovido por Frank Lampard. Entrou aos 14min do segundo tempo e foi uma das peças fundamentais na incrível virada por 2 a 1 do Chelsea sobre o Arsenal, pela Premier League.

"Meu coração estava disparado, este é o momento que eu e minha família estávamos esperando", disse Lamptey à Chelsea TV, logo após a partida. “Frank [Lampard] me disse para ser apenas eu mesmo, para jogar meu jogo normalmente e me divertir. Esperei muito tempo pela minha estreia e sou muito grato pelo treinador por me dar essa chance e por todos que me ajudaram. Não há melhor jogo para entrar. Que jogo! [Celebrar com os fãs após a vitória] foi uma experiência incrível e uma sensação incrível de se ter. Eu nem consigo colocar em palavras.”

Lampard não economizou nas palavras para elogiar o pupilo. “Ele tem ritmo, um centro de gravidade baixo e pode passar por qualquer um. Minha pergunta para Jody [Morris, assistente técnico] quando ele entrou foi se ele tinha confiança e personalidade para lidar com isso. É um jogo difícil assumir a responsabilidade de tentar mudá-lo, e Jody disse que sim, sem problemas. Foi um ótimo exemplo de alguém chegando um pouco destemido e às vezes você consegue isso com a juventude.”

Lamptey disputou mais duas partidas pelo Chelsea, ambas pela Copa da Inglaterra, contra Nottingham Forest e Hull City. Mas 2020 mudou a vida do garoto.

O novo time

"Fora de campo ele é um menino muito tranquilo, bem educado e muito humilde, não mudou em nada o comportamento dele após os bons jogos e a atenção que a mídia vem dando. Mas o que mais impressiona é, com certeza, a simplicidade. Vem treinar sempre com as mesmas roupas, nada muito chamativo, tem um carro bem simples... Com certeza, o foco dele é só no futebol e não em outras coisas supérfluas." Bernardo, lateral esquerdo e companheiro de Lamptey do Brighton, que é filho do ex-volante do São Paulo e Corinthians de mesmo nome

Em 31 de janeiro, no último dia da janela de transferências, Lamptey foi negociado para Brighton & Hove Albion por 3 milhões de euros (pouco mais de R$ 14 milhões à época), assinando um contrato de três anos e meio.

Foram oito jogos na última temporada, mas as duas partidas de 2020-2021 foram fundamentais para Lamptey entrar no radar do mundo do futebol. Na estreia, justamente contra o Chelsea, derrota por 3 a 1 em casa, mas foi dele o passe para Leandro Trossard soltar a bomba de fora da área – o goleiro Kepa deu uma ajudada – no gol único do Brighton.

A segunda foi contra o Newcastle, quando, “possuído”, só não fez chover. Seu valor de mercado já saltou para 8 milhões de euros (cerca de R$ 51,6 milhões), de acordo com o Transfermarkt.com, referência em mercado da bola. Ainda é cedo, mas fica a pergunta: está nascendo um grande nome do futebol mundial?