<
>

Palmeiras rejeita oferta de R$ 436 milhões por Endrick e nova joia de apenas 15 anos; veja os detalhes

Endrick comemora após marcar para o Palmeiras sobre o Athletico-PR Cesar Greco/Ag Palmeiras

Outras ofertas abaixo da multa rescisória haviam sido recusadas no início do mês pelo clube paulista


Gigantes da Europa seguem na busca pela contratação de Endrick. Nesta segunda-feira (21), o Palmeiras rejeitou nova investida do PSG pela joia do clube, de acordo com o que foi publicado pelo site ge e confirmado pela reportagem do ESPN.com.br.

O clube francês fez uma oferta de 80 milhões de euros (cerca de R$ 436 milhões na cotação atual) por um pacote que incluiria Endrick e também Estevão, nova promessa de 15 anos do sub-17.

Acontece que o clube sabe que Real Madrid e Chelsea deixaram claro que podem pagar o valor da multa rescisória de Endrick de 60 milhões de euros (cerca de R$ 327 milhões). Logo, considera que uma venda das duas joias juntas por 80 milhões de euros não valeria a pena.

Estevão já possui um contrato profissional engatilhado com o clube para assinar assim que completar 16 anos, em 24 de abril de 2023. A multa será a mesma de Endrick, mas a diretoria aceitaria negociar um valor abaixo de 60 milhões de euros (R$ 327 milhões).

Apesar de 80 milhões de euros ainda ser considerado um valor alto, o Palmeiras só aceita vender Endrick pelo preço da multa rescisória, além de considerar que Estevão vale mais do que 20 milhões de euros.

Vale lembrar que, ainda neste mês de novembro, o Palmeiras recusou duas ofertas de Chelsea e PSG por Endrick. O clube crê que os franceses deverão fazer uma nova investida pela dupla de joias para não tomar chapéu de outros rivais na Europa.