<
>

Astro de R$ 320 milhões do Manchester United já infernizou Palmeiras: 'Muito difícil de marcar'

Mason Greenwood hoje é estrela do Manchester United e entra em campo neste sábado, contra o Leicester, pela Premier League, com transmissão pela ESPN no Star+


Neste sábado, o Manchester United visita o Leicester, às 11h (de Brasília), pela 8ª rodada da Premier League.

Para encerrar a série de duas partidas sem vencer no Inglês, os Red Devils contam com os gols do atacante Mason Greenwood, que tem apenas 20 anos, mas já é titular absoluto na linha de frente e um dos homens de confiança do técnico Ole Gunnar Solskjaer.

Leicester x Manchester United tem transmissão AO VIVO pela ESPN no Star+ neste sábado (16), às 11h (de Brasília)

Segundo o site especializado Transfermarkt, aliás, o garoto vale atualmente 50 milhões de euros (cerca de R$ 320 milhões).

Revelado na base dos "Diabos Vermelhos", Greenwood impressiona nos bastidores do clube desde que estava na categoria sub-13. No entanto, ele explodiu de vez e passou a chamar a atenção da imprensa inglesa a partir de 2018, quando disputou um torneio de base na Holanda aos 16 anos e inclusive enfrentou o Palmeiras.

À época, United e Verdão participaram do torneio ICTG, uma das mais tradicionais competições de base do mundo. O time inglês venceu o Alviverde por 1 a 0 na fase de grupos e terminou como campeão ao bater o Real Madrid também por 1 a 0 na final, com gol justamente de Greenwood.

Presente na partida daquele dia, o atacante Wesley, atualmente destaque no profissional do Palmeiras, recordou que Greenwood fez um alvoroço na defesa palestrina.

O hoje titular do Manchester United não marcou em cima dos palestrinos, mas fez a jogada que terminou no tento do meia Tom Sang, que definiu a partida.

"Durante esse giro na Europa, a gente jogou contra vários times grandes da Europa, como Manchester United, Real Madrid, Monaco, Hannover, Bayer Leverkusen. Um moleque que eu lembro de se destacar desde essa época, e que hoje brilha na Europa, é o Greenwood, do Manchester United", contou Wesley, em entrevista ao ESPN.com.br.

"Ele jogou muito bem contra a gente, deu bastante trabalho. Tanto é que, anos depois, quando a gente estreou no profissional, todos do Palmeiras que estiveram naquele jogo lembraram dele. Ficamos resenhando por termos jogado contra ele naquela época", relatou.

"O desempenho dele foi top, jogou muito bem. Tanto é que depois subiu para o profissional e está como titular hoje. Desde moleque ele era veloz, habilidoso e bom finalizador. Nosso defensores o elogiaram bastante depois da partida", afirmou.

Greenwood acabaria eleito melhor jogador daquela competição na Holanda. Ele fez gols na partida de estreia do United, contra o Uitgeest, e na semifinal, contra o Red Bull Brasil, além da finalíssima contra o Real Madrid.

'Tivemos a chance de abrir o placar'

Comandante do Palmeiras no duelo contra os Red Devils, o técnico Wesley Carvalho lembra com detalhes daquela partida.

Treinador multicampeão do sub-20 palestrino entre 2017 e 2021, Carvalho também recordou de outro atleta que se destacou contra o Alviverde: o ponta-esquerda Tahith Chong, que segue pertencendo ao United, mas atualmente joga emprestado no Birmingham City.

Em entrevista ao ESPN.com.br, Wesley rememorou que o Palmeiras teve chance de abrir o placar contra os "Diabos Vermelhos", mas acabou sendo punido em um contra-ataque armado por Greenwood e Chong.

"Eram três partidas na fase de grupos, e a gente enfrentou o Manchester United no 2º jogo. Foi um jogo bonito, difícil e bem estudado. Tivemos a chance de abrir o placar com o Yan, mas perdemos na cara do goleiro. Depois, dois jogadores do United jogaram muito bem e decidiram o jogo: o Tahith Chong e o Greenwood", contou.

"Esperávamos que eles fossem nos marcar em cima, mas eles recuaram as linhas e jogaram no contra-ataque. Eles nos respeitaram, mas acabamos levando um gol de contra-ataque armado justamente por esses jogadores (Chong e Greenwood). Depois, eles foram para a final contra o Real Madrid e colocaram quatro jogadores na seleçaõ do torneio, enquanto o Palmeiras teve o Yan e o (zagueiro) Gabriel Furtado", lembrou.

Carvalho também confirmou a fala do atacante Wesley e relembrou que o Verdão teve bastante dificuldade para achar a marcação contra o habilidoso Greenwood.

"Ele foi eleito o melhor jogador da competição e recebeu até uma placa comemorativa. Era um atleta muito versátil, inteligente e difícil de ser marcado. Ele conseguia criar situações que eram muito difíceis de prever e marcar, e isso fez com que ele decidisse a partida", lamentou.

Após explodir no torneio ICTG, em 2018, Greenwood passaria rapidamente pelos elencos sub-20 e sub-23 do Manchester United antes de ser promovido ao profissional logo em 2019, na transição dos 17 para os 18 anos.

Logo em sua 1ª temporada no time adulto, ele já chocou o mundo do futebol ao fazer 17 gols e dar 3 assistências, provando que de fato era um fenômeno que merecia atenção.

No 2º ano de profissional, foram mais 12 gols e 5 assistências em 52 partidas, enquanto na atual temporada o atleta soma 3 tentos em 9 jogos.

Neste sábado, contra o Leicester, ele quer mostrar uma vez mais que é um nome para todos ficarem de olho nos próximos anos.