<
>

Artilheiro e em fase mágica, Galhardo já foi 'esquecido' no Botafogo e resgatado por atual técnico interino; relembre

play
Montenegro diz que Felipe Neto está mentindo e dispara: 'Botafogo já está falido' (2:22)

"Ele está omitindo a verdade", completou o cartola ao explicar a situação (2:22)

Na última quarta-feira (28 de outubro), em entrevista coletiva, Carlos Augusto Montenegro, ex-presidente e atual membro do comitê de gestão do Botafogo, revelou que o clube carioca tentou trazer o meia Thiago Galhardo, atualmente no Internacional, no início da temporada.

“Tentamos trazer o (Thiago) Galhardo no começo do ano. Ele pediu 300 mil. Se eu soubesse que ele ia jogar o que está jogando eu faria um esforço”, disse Montenegro.

Artilheiro do Campeonato Brasileiro com 15 gols, quatro a mais que Marinho, Thiago Galhardo vive sua melhor fase na carreira. E o meia já teve passagem pelo Botafogo e foi ‘resgatado’ por Flavio Tenius, atual técnico interino do Glorioso.

Em 2011, Thiago Galhardo foi o nome do Bangu no Campeonato Carioca. Autor de cinco gols na competição, o meia, na época com 21 anos, chegou ao Botafogo, que superou a concorrência de Vasco e Cruzeiro.

Galhardo chegou para ajudar o setor de meio-campo do clube carioca, já que Renato Cajá havia aceitado uma proposta do futebol árabe e Maicosuel se recuperava de lesão.

No entanto, o jogador acabou não tendo muitas oportunidades com o técnico Caio Júnior. Sob o comando do treinador, Galhardo foi titular apenas em sua estreia diante do Palmeiras e saiu no decorrer da partida.

No restante da temporada foi relacionado para apenas 13 partidas. Destas, em quatro não foi utilizado. Galhardo só deixou o ‘esquecimento’ em novembro, após a demissão de Caio Júnior na derrota para o América-MG, em Minas Gerais, na 36ª rodada.

Em seu lugar, quem assumiu interinamente foi Flavio Tenius. Coincidência ou não, o preparador de goleiros é o atual interino do Botafogo após a saída de Bruno Lazaroni.

Tenius foi o responsável por colocar Thiago Galhardo novamente entre os 11 iniciais após quase seis meses do meia entre ser ou não relacionado para as partidas do clube carioca.

Durante os três jogos que o preparador esteve como interino, o jogador esteve presente em todos, um como titular e dois entrando ao longo da partida.

Depois do Botafogo, Thiago Galhardo foi emprestado ao Comercial de Ribeirão Preto e retornou ao Bangu. Antes de chegar ao Internacional e ser um dos destaques do futebol brasileiro, o meia também passou por América-RN, Boa Esporte, Brasiliense, Madureira, Coritiba, RB Brasil, Ponte Preta, Albirex Niigata-JAP, Vasco e Ceará.