<
>

Filipe Luis exalta Simeone, chama Jesus de 'treinador perfeito' e faz previsão sobre Renato Gaúcho: 'Vai voltar ao Flamengo e conquistar'

play
Filipe Luís se emociona com mensagem de Simeone: 'Pessoa mais importante da minha carreira' (2:27)

Imagens: FlaTV | Lateral do Flamengo rasga elogios a treinador do Atlético de Madrid (2:27)

Aos 38 anos, Filipe Luís decidiu pendurar as chuteiras e, inclusive, já se despediu da torcida do Flamengo no último domingo (3), no Maracanã, durante a vitória por 2 a 1 sobre o Cuiabá, pelo Brasileirão. E, nesta terça-feira (5), o lateral-esquerdo recebeu uma homenagem especial do Rubro-Negro, que contou inclusive com depoimentos de seus treinadores ao longo da vitoriosa carreira que teve.

Em um programa exibido pela FlaTV, Renato Gaúcho, Tite, Jorge Jesus, Dorival Júnior e até mesmo Diego Simeone, seu comandante no Atlético de Madrid, mandaram recados especiais ao agora ex-atleta. E Filipe retribuiu o carinho falando um pouco sobre cada um.

Filipe não só exaltou Cholo Simeone, como também chamou Jesus de "treinador perfeito" e ainda fez uma previsão sobre Renato Gaúcho, seu comandante em 2021, no ano do vice-campeonato da CONMEBOL Libertadores para o Palmeiras.

"Esse cara (Renato Gaúcho) é um cara fantástico, espetáculo de pessoa, ser humano. Amo ele. Todo jogo do Grêmio eu vou lá no vestiário e fico conversando. Sabe muito de bola. Treinou aqui, fomos bem demais com ele e tivemos a infelicidade de perder aquela final [da Libertadores]. Bom demais. Tenho certeza que um dia vai voltar para o Flamengo para conquistar o que não conquistou. Esse cara merece, é bom demais", começou por dizer Filipe.

"Um dos caras mais especiais que eu conheço, que é o Jorge Jesus. Por que ganharam em 2019? Jorge Jesus. Para mim o diferencial daquele time, o líder, o capitão do barco, que tomava as decisões, escalava o time. O treinador do futebol total, treinador perfeito. Tivemos inúmeras discussões, nunca levou para coração, sempre colocou o Flamengo acima de tudo. Jogador, quando é confrontado, às vezes perde a linha. E não tem problema, ele cobrava, jogador perdia a linha e ele não tinha o ego de falar 'não joga mais comigo'. Eu pensei que com 15 anos de Europa eu ia lá [para o Brasil] ensinar, mas o que eu fiz foi aprender com o Jorge Jesus. Falo sempre com ele, alguma dúvida tática, se estou triste com algo, ligo para ele e falamos horas", prosseguiu.

"O Simeone é a pessoa mais importante da minha carreira. Ele é o cara, o número 1, porque ele mudou a minha mentalidade, a minha forma de ser, como ele falou, por querer aprender e escutar, pra ser um melhor jogador e uma melhor pessoa, porque ele não só ensina você a ser um jogador, ele ensina você a ser uma melhor pessoa, como educar seus filhos, como pensar, como ter o pensamento de campeão, de vencedor, em não negociar o esforço, e isso não é fácil, são oito anos com o cara, que te deixa motivado. Ele já está há 12 (anos) e o time não para de ganhar. Não existe coincidência no futebol. Então, ele mudou a minha mentalidade, ele fez eu me tornar um campeão. Sou muito agradecido a ele, tivemos muitas discussões, obviamente que como treinador a gente acaba discutindo por um ponto ou outro, mas como pessoa, assim, às vezes fico vendo os vídeos assim e fico pensando... esse cara conseguiu 'lavar meu cérebro' porque é muito emocionante escutar isso dele, dos meus companheiros, porque muitos passam, fazem história no futebol, mas poucos deixam marca, são queridos pela pessoa, e me sinto muito emocionado e com um orgulho muito grande de ter escutado isso dele", disse sobre o argentino.

"Tite é como um pai para mim. Um cara muito leal, me ajudou muito, honesto, me reinventou no futebol. Foi o cara que me transformou e me deu mais anos de carreira. Sabia que eu tinha jogado de meia e me fez jogar mais por dentro. Cara vez fui desenvolvendo mais, ele me apoiando na seleção. A chave de ouro é acabar a carreira com um cara que é um pai para você, que nesse caso é o Tite", finalizou.

Próximos jogos do Flamengo: