<
>

Prêmio ESPN Bola de Prata: Rogério Ceni é o goleiro que mais ganhou, Dida vem a seguir; veja todos

Desde 1970, o Prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet foi ganho por 34 goleiros diferentes em 50 edições de Campeonato Brasileiro, sendo que dez deles levaram o tradicional troféu mais de uma vez. Destes, dois se destacam como os maiores vencedores: Rogério Ceni e Dida.

Segundo jogador com mais partidas disputadas na competição nacional (574) e, disparado, o arqueiro com mais gols marcados na mesma (65), o ídolo do São Paulo ganhou seis vezes a honraria. Em 2008, além de levantar o tricampeonato como capitão, foi ainda o Bola de Ouro, dada ao eleito como melhor do certame.

Em 2015, Rogério ganhou mais uma Bola de Ouro, daquela vez pelo Conjunto da Obra, quando disputou seu 22º e último Brasileirão, aos 42 anos.

Já Dida ganhou a Bola de Prata quatro vezes, sendo o único vencedor por três clubes diferentes: Vitória, Cruzeiro e Corinthians.

Entre os goleiros ganhadores do prêmio, outros três também levaram a Bola de Ouro: o argentino Cejas, pelo Santos, em 1973; Taffarel, pelo Internacional, em 1988; e Roberto Costa, pelo Athletico-PR, em 1983, e pelo Vasco, no ano seguinte.

Com Patrick de Paula, do Palmeiras; veja como está a seleção Bola de Prata 2020 após a 12ª rodada

Entre os arqueiros que levaram a honraria mais tradicional do futebol nacional e ainda foram campeões do Brasileiro estão Leão (Palmeiras, 1972), Manga (Internacional, 1976), Gilmar (São Paulo, 1986), Ronaldo (Corinthians, 1990), Wágner (Botafogo, 1995), Carlos Germano (Vasco, 1997), Dida (Corinthians, 1999), Fábio Costa (Corinthians, 2005), Rogério Ceni (São Paulo, 2006/2007/2008), Diego Cavalieri (Fluminense, 2012), Fábio (Cruzeiro, 2013), Jaílson (Palmeiras, 2016), Weverton (Palmeiras, 2018) e Diego Alves (Flamengo, 2019).

Veja, ano a ano, todos os goleiros ganhadores de Bola de Prata

1970 - Picasso, Bahia
1971 - Andrada (argentino), Vasco
1972 - Leão, Palmeiras
1973 - Cejas* (argentino), Santos
1974 - Joel Mendes, Vitória
1975 - Waldir Peres, São Paulo
1976 - Manga, Internacional
1977 - Edson Cimento, Remo
1978 - Manga, Operário-MS
1979 - João Leite, Atlético-MG

1980 - Carlos, Ponte Preta
1981 - José Benítez (argentino), Internacional
1982 - Carlos, Ponte Preta
1983 - Roberto Costa*, Athletico-PR
1984 - Roberto Costa*, Vasco
1985 - Rafael, Coritiba
1986 - Gilmar, São Paulo
1987 - Taffarel, Internacional
1988 - Taffarel*, Internacional
1989 - Gilmar, São Paulo

1990 - Ronaldo, Corinthians
1991 - Marcelo, Bragantino
1992 - Gilberto, Sport
1993 - Dida, Vitória
1994 - Ronaldo, Corinthians
1995 - Wágner, Botafogo
1996 - Dida, Cruzeiro
1997 - Carlos Germano, Vasco
1998 - Dida, Cruzeiro
1999 - Dida, Corinthians

2000 - Rogério Ceni, São Paulo
2001 - Emerson, Bahia
2002 - Diego, Juventude
2003 - Rogério Ceni, São Paulo
2004 - Rogério Ceni, São Paulo
2005 - Fábio Costa, Corinthians
2006 - Rogério Ceni, São Paulo
2007 - Rogério Ceni, São Paulo
2008 - Rogério Ceni*, São Paulo
2009 - Victor, Grêmio
2010 - Fábio, Cruzeiro

2011 - Fernando Prass, Vasco
2012 - Diego Cavalieri, Fluminense
2013 - Fábio, Cruzeiro
2014 - Marcelo Grohe, Grêmio
2015 - Marcelo Grohe, Grêmio
2016 - Jaílson, Palmeiras
2017 - Vanderlei, Santos
2018 - Weverton, Palmeiras
2019 - Diego Alves, Flamengo

*Ganharam também a Bola de Ouro