<
>

Bola de Prata: Rogério Ceni e São Paulo dominam prêmios na era dos pontos corridos; confira o ranking

play
No Bola da Vez, Rogério Ceni considera difícil treinar Corinthians ou Palmeiras: 'Acho que nem haveria convite' (1:38)

Rogério Ceni é convidado do Bola da Vez deste sábado, às 22h (de Brasília), na ESPN Brasil e no ESPN App (1:38)

Das 51 edições do Prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet, 18 aconteceram já na chamada era dos pontos corridos do Campeonato Brasileiro. O novo formato, adotado a partir de 2003, premiou 153 jogadores e 19 clubes diferentes. Mas é possível apontar dois nomes dominantes.

Entre os jogadores, Rogério Ceni, aposentado desde 2015, ainda é o maior vencedor, com sete prêmios (cinco Bolas de Prata, uma Bola de Ouro e uma especial pelo conjunto da obra justamente quando se aposentou). Gabigol, que está na disputa de 2020, aparece como o maior perseguidor do hoje técnico do Fortaleza.

O artilheiro do Flamengo é o segundo maior vencedor, com seis prêmios: Bola de Ouro (2019), Bola de Prata como melhor atacante (2018 e 2019), Artilheiro (2018 e 2019) e Revelação (2015). Fred, do Fluminense, além de Neymar e Dudu, ambos fora da disputa, aparecem na terceira posição, cada um com cinco prêmios.

Dos maiores premiados, além de Gabigol e Fred, quatro estão na disputa do Brasileirão 2020: o zagueiro Pedro Geromel (Grêmio), o volante Hernanes (São Paulo) e os atacantes Diego Tardelli (Atlético-MG) e Jô (Corinthians). Quem pode entrar em breve na disputa é Elias, meia que tem mantido a forma no Santos.

Veja abaixo os jogadores mais premiados na era dos pontos corridos (2003-2019):

  • Rogério Ceni - 7

  • Gabigol - 6

  • Neymar, Fred e Dudu - 5

  • Diego Tardelli e Pedro Geromel - 4

  • Adriano, Elias, Hernanes, Jô, Kléber, Mineiro, Petkovic, Robinho, Ronaldinho Gaúcho e Washington - 3

Se Rogério Ceni é o maior vencedor entre os jogadores, o São Paulo é o clube com mais prêmios no Bola de Prata desde 2003, com 31 ganhadores. O Corinthians aparece na segunda colocação, com 25 prêmios, seguido por Palmeiras, Santos e Flamengo, o maior vencedor em uma única edição – ganhou 11 dos 16 troféus em 2019.

Veja a relação dos clubes mais premiados na era dos pontos corridos (2003-2019):

Já entre os ganhadores do prêmio Bola de Ouro, entregue ao melhor jogador do Campeonato Brasileiro, nenhum conseguiu vencer duas vezes o troféu. Gabigol, Éverton Ribeiro, Jô e Thiago Neves estão na disputa em 2020 e podem conseguir o feito inédito desde 2003.

Veja os ganhadores do Bola de Ouro no Brasileirão na era dos pontos corridos:

  • 2003 - Alex (Cruzeiro)

  • 2004 - Robinho (Santos)

  • 2005 - Tevez (Corinthians)

  • 2006 - Lucas Leiva (Grêmio)

  • 2007 - Thago Neves (Fluminense)

  • 2008 - Rogério Ceni (São Paulo)

  • 2009 - Adriano (Flamengo)

  • 2010 - Conca (Fluminense)

  • 2011 - Neymar (Santos)

  • 2012 - Ronaldinho Gaúcho (Atlético-MG)

  • 2013 - Éverton Ribeiro (Cruzeiro)

  • 2014 - Ricardo Goultart (Cruzeiro)

  • 2015 - Renato Augusto (Corinthians)

  • 2016 - Gabriel Jesus (Palmeiras)

  • 2017 - Jô (Corinthians)

  • 2018 - Dudu (Palmeiras)

  • 2019 - Gabigol (Flamengo)