<
>

Messi e Cristiano Ronaldo fazem temporada histórica por PSG e United, ainda que pelo lado negativo

Maiores nomes do futebol mundial há mais de uma década, Messi e Ronaldo vivem início pouco empolgante de temporada por PSG e Manchester United


Cristiano Ronaldo e Lionel Messi são, há mais de uma década, sinônimos de gol. De canhota, de direita, de cabeça, de falta, de pênalti. Sempre marcaram de todos os jeitos, contra todos os adversários possíveis e em partidas de todas as relevâncias. Ao menos até a atual temporada.

Se os dois maiores nomes do futebol mundial nos últimos tempos sempre rivalizaram, empurrando um ao outro na busca pela perfeição, agora vivem juntos uma fase que há tempos não sabiam o que era. Ou com números ruins nunca antes vistos em suas carreiras, como mostra o levantamento do ESPN.com.br.

Messi que o diga. Com apenas um gol em 12 atuações pelo PSG no Campeonato Francês, o craque nunca teve uma média tão ruim em ligas nacionais. Nem mesmo quando era um adolescente em estágio inicial de carreira no Barcelona estrelado por Ronaldinho Gaúcho.

O argentino soma até agora um gol em 892 minutos pelo time de Paris na Ligue 1, uma média de 0,08 gol por partida, disparada a pior da carreira. Antes da atual temporada, a mais baixa de Messi havia sido em 2004/05, justamente seu primeiro ano no time de cima do Barça, quando fez um gol em sete partidas, média de 0,14.

O desempenho de Cristiano Ronaldo não chega a ser tão baixo, mas essa é, por enquanto, sua pior temporada em gols em mais de uma década e meia. Na volta ao Manchester United, o gajo tem 8 gols em 18 partidas, média de 0,44 por jogo. Ele marca uma vez a cada 182 minutos.

A última vez que foi tão abaixo aconteceu na temporada 2005/06, em que acabou com 9 gols em 33 jogos na Premier League (0,27 de média). Naquele ano, quando ainda não era o artilheiro implacável que se tornou anos depois, Ronaldo balançou as redes uma vez a cada 254 minutos.

É claro que, com jogadores desse quilate, sempre há o lado mais cheio do copo. Messi, por exemplo, soma seis assistências no Campeonato Francês, a última na goleada sobre o Reims, além de cinco gols em cinco partidas na Champions League, principal objetivo do PSG há anos e que nunca saiu do papel.

É na Champions, também, que apareceu o melhor Ronaldo nessa volta a Old Trafford. O português jogou cinco vezes e anotou seis gols, sem passar uma partida em branco. Todos os tentos, por sinal, foram decisivos para garantir a vitória e salvar o United de situações complicadas na fase de grupos.

É difícil apontar só um motivo para o desempenho ruim das lendas nos respectivos campeonatos nacionais. Há quem alerte para o óbvio: a idade. Ronaldo está a menos de duas semanas de completar 37 anos, enquanto Messi possui 34. Evidente imaginar que o melhor deles – e ponha melhor nisso! – já tenha ficado no passado.

Há também o aspecto de adaptação. Messi vive sua primeira experiência de clube fora do Barcelona e do Campeonato Espanhol, o que demanda tempo para entender a dinâmica da nova liga e se entrosar da melhor maneira com os novos companheiros, além do fato de não ser mais a estrela na qual o time gira em torno.

Cristiano conhecia Old Trafford de sua primeira passagem, mas o United de hoje é praticamente outro clube, por, em especial, não ter mais Alex Ferguson no comando. Sem Sir Alex, considerado por Ronaldo seu pai no futebol, o Manchester está para completar dez anos sem um título inglês (o último foi em 2013) e hoje parece longe de conquistas relevantes como em outros tempos.

Mas não é demais a ressalva: Messi e Cristiano Ronaldo não são do tipo de jogador que se pode desconfiar. Sim, os números impressionam negativamente quando todos se acostumaram a feitos grandiosos, só que a temporada ainda não chegou a seu momento mais decisivo.

PSG e Manchester United certamente apostam suas fichas nos craques que elevaram o sarrafo do futebol mundial há mais de uma década e confiam que os monstros vão, eventualmente, sair da jaula quando necessário. Os números atuais podem até não indicar isso, mas o histórico vale mais nessa queda de braço.

Veja abaixo as médias de Ronaldo e Messi nas ligas a cada temporada:*

CRISTIANO RONALDO

2002/03: 3 gols em 25 jogos (0,12) - 1 gol a cada 356 minutos

2003/04: 4 gols em 29 jogos (0,13) - 1 gol a cada 388 minutos

2004/05: 5 gols em 33 jogos (0,15) - 1 gol a cada 481 minutos

2005/06: 9 gols em 33 jogos (0,27) - 1 gol a cada 254 minutos

2006/07: 17 gols em 35 jogos (0,48) - 1 gol a cada 166 minutos

2007/08: 31 gols em 34 jogos (0,91) - 1 gol a cada 86 minutos

2008/09: 18 gols em 33 jogos (0,54) - 1 gol a cada 152 minutos

2009/10: 26 gols em 29 jogos (0,89) - 1 gol a cada 93 minutos

2010/11: 40 gols em 34 jogos (1,17) - 1 gol a cada 73 minutos

2011/12: 46 gols em 38 jogos (1,21) - 1 gol a cada 73 minutos

2012/13: 34 gols em 34 jogos (1,00) - 1 gol a cada 76 minutos

2013/14: 31 gols em 30 jogos (1,03) - 1 gol a cada 81 minutos

2014/15: 48 gols em 35 jogos (1,37) - 1 gol a cada 63 minutos

2015/16: 35 gols em 36 jogos (0,97) - 1 gol a cada 89 minutos

2016/17: 25 gols em 29 jogos (0,86) - 1 gol a cada 101 minutos

2017/18: 26 gols em 27 jogos (0,96) - 1 gol a cada 87 minutos

2018/19: 21 gols em 31 jogos (0,67) - 1 gol a cada 128 minutos

2019/20: 31 gols em 33 jogos (0,94) - 1 gol a cada 94 minutos

2020/21: 29 gols em 34 jogos (0,85) - 1 gol a cada 97 minutos

2021/22: 8 gols em 18 jogos (0,44) - 1 gol a cada 182 minutos

MESSI

2004/05: 1 gol em 7 jogos (0,14) - 1 gol a cada 75 minutos

2005/06: 6 gols em 18 jogos (0,33) - 1 gol a cada 155 minutos

2006/07: 14 gols em 26 jogos (0,54) - 1 gol a cada 142 minutos

2007/08: 10 gols em 28 jogos (0,36) - 1 gol a cada 199 minutos

2008/09: 23 gols em 32 jogos (0,72) - 1 gol a cada 110 minutos

2009/10: 34 gols em 35 jogos (0,97) - 1 gol a cada 82 minutos

2010/11: 31 gols em 33 jogos (0,94) - 1 gol a cada 92 minutos

2011/12: 50 gols em 37 jogos (1,35) - 1 gol a cada 65 minutos

2012/13: 46 gols em 34 jogos (1,35) - 1 gol a cada 58 minutos

2013/14: 28 gols em 31 jogos (0,90) - 1 gol a cada 88 minutos

2014/15: 43 gols em 38 jogos (1,13) - 1 gol a cada 78 minutos

2015/16: 26 gols em 33 jogos (0,78) - 1 gol a cada 105 minutos

2016/17: 37 gols em 34 jogos (1,08) - 1 gol a cada 76 minutos

2017/18: 34 gols em 36 jogos (0,94) - 1 gol a cada 88 minutos

2018/19: 36 gols em 34 jogos (1,05) - 1 gol a cada 75 minutos

2019/20: 25 gols em 33 jogos (0,75) - 1 gol a cada 115 minutos

2020/21: 30 gols em 36 jogos (0,83) - 1 gol a cada 101 minutos

2021/22: 1 gol em 12 jogos (0,08) - 1 gol a cada 892 minutos

* Os números de gols, jogos e minutos em campo são do site Transfermarkt