<
>

Flamengo: Renato deixa cargo à disposição após eliminação na Copa do Brasil, mas Braz 'segura' técnico

Renato Gaúcho colocou o cargo 'à disposição' no vestiário do Maracanã após a queda do Flamengo na Copa do Brasil para o Athlético-PR, mas a diretoria não aceitou o gesto


O Flamengo está fora da Copa do Brasil. Eliminado pelo Athlético-PR após a derrota por 3 a 0 dentro do Maracanã na noite da última quarta-feira (27), a equipe também viveu a chance de não ter mais o mesmo treinador para a sequência a temporada. Ainda no vestiário após a partida, Renato Gaúcho colocou o cargo à disposição.

A informação sobre o gesto do técnico foi revelada inicialmente pelo portal GE e confirmada pela ESPN Brasil.

Segundo conseguiu apurar a reportagem, Renato conversou com Marcos Braz ainda dentro do vestiário do Maracanã e se mostrou aberto a deixar o comando da equipe se a diretoria entendesse que o problema era mesmo o trabalho do treinador.

O gesto foi recusado pelo vice-presidente de futebol.

Logo em seguida, o comandante seguiu para a entrevista coletiva, onde foi questionado sobre um possível impacto do resultado na Copa do Brasil para a sequência da temporada.

“Nós temos algumas chances no Brasileiro. Enquanto houver chances, a gente vai brigar. A partir de amanhã vamos pensar no Atlético-MG. Enquanto houver chance, vamos lutar, buscar. No próximo dia 27 temos uma decisão de Libertadores em que somente Flamengo e Palmeiras estão lá. Vamos preparar a equipe para essa final”, disse Renato, que assumiu a culpa pela eliminação.

“Se tem um culpado aqui, esse único culpado sou eu. Responsabilidade toda minha. O grupo não teve culpa de nada. O Athletico foi quatro vezes e conseguiu fazer três gols. O Flamengo criou mais de 20. Um time desorganizado não consegue criar assim”.

O turbilhão dentro do Ninho do Urubu acontece justamente um mês antes da grande decisão da Conmebol Libertadores, que acontece em 27 de novembro, no Uruguai. Principal objetivo do Rubro-Negro, a partida contra o Palmeiras poderá colocar o clube novamente no topo da América e dar 'paz' para o trabalho em 2022.

Antes disso, no entanto, o clube terá a chance de tentar voltar de vez à disputa pelo título do Brasileirão. No sábado (30), o Flamengo enfrenta o líder Atlético-MG jogando novamente no Maracanã. Se vencer, o time reduz para dez pontos a diferença para o Galo (agora é de 13), ainda com três partidas atrasadas a disputar.