<
>

Jogador que agrediu árbitro na A2 do Gauchão é condenado e suspenso do futebol por 730 dias

Em sessão nesta segunda-feira (18), o TJD-RS condenou o atacante William Ribeiro por episódio do dia 4 de outubro, durante partida pela Série A2 do Gauchão


Nesta segunda-feira (18) a Primeira Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Sul (TJD-RS) condenou William Ribeiro, ex-atacante do São Paulo-RS, com suspensão de 730 dias, ou dois anos, do futebol. O jogador agrediu o árbitro Rodrigo Crivellaro, no início de outubro, em partida pela Série A2 do Campeonato Gaúcho.

A decisão foi aceita por unanimidade na sessão que condenou o atleta. O relator Assis Rafael Machado da Silva foi quem pediu a suspensão a William. No dia 4 de outubro, em partida contra o Guarani-RS, no Estádio Edmundo Feix, o atacante deu um chute e um soco em Crivellaro, que ficou desacordado e encaminhado às pressas ao hospital.

William teve o seu contra com o São Paulo-RS rescindido e preso em flagrante. No dia seguinte, ganhou a liberdade provisória para responder ao processo. A Polícia Civil ainda não concluiu o inquérito criminal.

Durante a sessão, o atacante se pronunciou e se mostrou arrependido pelas agressões. William ainda disse que, no lance em que golpeou Crivellaro, foi xingado pelo árbitro.

"Aconteceram várias situações dentro de campo que muitas vezes o pessoal de fora não sabe. Estou muito arrependido disso. Na hora me deu um apagão e reagi daquela forma. Eu não sei explicar o que me deu na hora. Simplesmente me escureceu a vista. Até já estou procurando para tratar o meu psicológico", disse o jogador.

Vale lembrar que a decisão desta segunda-feira tomada TJD-RS ainda cabe recurso.