<
>

Ex-melhor do mundo diz que Jorginho merece Bola de Ouro, mas vê injustiça próxima: 'O Messi vai ganhar'

Melhor do mundo em 2006, Fabio Cannavaro torce pelo brasileiro naturalizado italiano e por outro atleta da Itália.


Fabio Cannavaro, ex-jogador de Real Madrid, Juventus, Internazionale e seleção italiana, fez uma análise do futebol atual em relação à premiação da Bola de Ouro.

O ex-zagueiro ganhou o prêmio em 2006 e revelou que gostaria de ver o brasileiro naturalizado italiano Jorginho conquistando esse troféu, mas destacou que Lionel Messi, do Paris Saint-Germain, é o favorito.

Todos os jogos do Chelsea de Jorginho pela Premier League têm transmissão ao vivo pela ESPN no Star+.

Jorginho merece, mas o Messi vai ganhar”, disse Cannavaro em entrevista ao jornal Gazzetta dello Sport. Jorginho foi campeão da Champions League pelo Chelsea e da Euro 2020 pela Itália na última temporada.

Além disso, o ex-zagueiro também comentou sobre outro compatriota que foi indicado ao prêmio Yashin, de melhor goleiro do mundo: Gianluigi Donnarumma, do PSG, eleito o melhor jogador da Euro 2020.

“Donnarumma tem apenas 22 anos e vai conseguir conquistar o troféu”.

Outra questão levantada foi sobre o Campeonato Italiano desta temporada. Cannavaro analisou a competição e colocou o Napoli como favorito a conquistar o scudetto, destacando a solidez da equipe e as diferentes soluções de jogo que o técnico Luciano Spalletti impõe no time.

Por fim, o ex-zagueiro e campeão mundial com a Itália em 2006 falou sobre a Premier League. “Depois de acompanhar alguns jogos do nosso campeonato [Italiano], reforcei a ideia de que o nosso futebol em termos de intensidade e velocidade nas transições está um passo atrás do Inglês, mas estamos crescendo”.

Um dos grandes jogadores de sua geração, Fabio Cannavaro recebeu a Bola de Ouro em 2006, ano em que foi campeão da Copa do Mundo com a Itália. Ele ficou à frente do goleiro Gianluigi Buffon, companheiro de seleção e de Juventus.

Desde então, o defensor que mais chegou perto do prêmio foi o holandês Virgil van Dijk, do Liverpool. O zagueiro ficou na segunda posição em 2019, perdendo para Lionel Messi na eleição mais apertada dos últimos anos.