<
>

Klopp ironiza gastos de PSG, City e Chelsea, diz qual clube age até pior que os três e dispara: 'Não sei como fizeram'

play
Presidente do PSG afirma que chegada de Messi se encaixa no fair play financeiro e brinca: 'Espero que não peça um salário maior' (1:59)

Nasser Al-Khelaifi falou ao lado de Messi nesta quarta-feira (1:59)

O técnico Jurgen Klopp ironizou os altos gastos feitos por alguns dos clubes mais ricos da Europa: Manchester City, Chelsea e Paris Saint-Germain. O alemão confirmou que não poderá investir valores tão altos para melhorar o time do Liverpool na atual temporada.

"Não podemos nos comparar com os outros clubes. Eles obviamente não têm limites. Nós temos limites", disse em entrevista coletiva.

As alfinetadas do treinador também foram apontadas para o arquirrival Manchester United, que investiu muito dinheiro para trazer nomes como Varane, do Real Madrid, e Jadon Sancho, do Borussia Dortmund.

"Todos nós conhecemos a situação do Chelsea, do City e do PSG. O que o United está fazendo, não sei como fizeram. Temos nossa própria maneira de fazer isso. Podemos gastar o dinheiro que ganhamos. Este ano nós gastamos antes de ganharmos dinheiro com a compra do Konaté. Não é sobre eu ficar surpreso [com os gastos dos rivais], estou aqui há tempo suficiente para saber que eles sempre encontram uma solução para essas coisas", afirmou.

Apesar dos gastos exorbitantes por parte dos rivais, Klopp acredita que a Premier League poderá ser mais equilibrada do que nas últimas temporadas.

"No ano passado, a diferença [no topo] era muito grande. No ano anterior, conosco, era muito grande. Chelsea, Manchester United e Manchester City não estão escondendo as expectativas - e nem nós. Não será apenas estes quatro: o Leicester voltou a fazer bons negócios, o Arsenal está tentando", finalizou.

O Liverpool estreia no Campeonato Inglês fora de casa contra o Norwich, neste sábado, às 13h30 (de Brasília).