<
>

Mané admite título do Manchester City na Premier League e brinca sobre Firmino: 'Sempre disse para ele jogar em Senegal'

play
Mané 'abre mão' da Premier League e aponta pelo que o Liverpool luta na temporada: 'Queremos muito' (0:59)

Atacante dos Reds foi entrevistado com exclusividade pelo repórter João Castelo-Branco (0:59)

O sucesso do Liverpool nas últimas temporadas passa muito pelos pés de Sadio Mané, um dos protagonistas do trio de ataque da equipe ao lado de Mohamed Salah e Roberto Firmino. No atual ano, porém, o time tem passado por turbulências, com sequência negativa de resultados e queda de rendimento.

Em entrevista exclusiva à ESPN Brasil, concedida ao repórter João Castelo-Branco, o atacante senegalês admitiu que o título da Premier League está mais próximo do Manchester City e colocou como meta da temporada o título da Champions League e a busca por uma vaga entre os quatro primeiros na Inglaterra.

“No início da temporada, nossas metas eram a Champions League, a Premier League e as copas. Agora, eu posso dizer que está terminado na Premier League, porque a diferença é muito grande. Na nossa cabeça, nós sempre dizemos para não desistirmos, e nós não vamos”, disse.

“Mas, claro, o Manchester City é um grande time e estar no top 4, agora, é a principal meta. E a Champions League. Nós sabemos que não será fácil, porque nós teremos que bater os melhores times da Europa. Mas nós estamos aqui para vencer os melhores times do mundo, se for possível. Então, vamos tentar ganhar a Champions League”, completou.

Além disso, Mané saiu em defesa do goleiro Alisson. O arqueiro recebeu muitas críticas por conta de falhas seguidas contra Manchester City e Leicester, mas, segundo o senegalês, o brasileiro se manteve confiante que a melhora ocorreria.

“Para ser honesto, às vezes, eu fico surpreso quando as pessoas falam sobre os erros de Alisson. Mas, ao mesmo tempo, eu sei que é parte do esporte. Quando o melhor goleiro do mundo comete um ou dois erros, eu acho, com certeza, que é estranho. Mas não é somente ele, é todo o time. Mas quantas vezes Alisson nos salvou? Sem ele, provavelmente, nós nunca seríamos campeões da Champions League ou [ganho] nenhum troféu”, analisou.

“Para mim, ele é o melhor goleiro do mundo, com uma grande mentalidade. No vestiário, ele está sempre para cima, porque ele não tem dúvidas sobre isso, ele sabe da sua qualidade. E nós sabemos que ele passará por essa fase. Nós não precisamos ficar falando para ele se animar, porque ele está bem”, avaliou.

Outro brasileiro também foi elogiado por Mané. Companheiro de ataque, o senegalês lamentou o fato de não poder jogar com Roberto Firmino na seleção de Senegal e brincou sobre o fato de o número de assistências do brasileiro ter diminuído na atual temporada.

“Eu sempre disse que ele merece mais crédito que eu e Salah, com certeza. Mas, claro, o foco acaba ficando em quem marca gols. Mas se não fosse por ele, nós não marcaríamos tantos gols quanto marcamos. O Brasil é muito sortudo de ter Firmino, eu sempre disse que ele deveria mudar a nacionalidade e vir jogar em Senegal. Para mim, seria um sonho jogar com ele na mesma seleção”, afirmou.

“Eu não sei (quantas assistências ele me deu), mas esse ano, ele não me deu nenhuma assistência, ainda. Eu digo: ‘Por que você não me dá mais assistências? Eu acho que já dei para você’. Mas, claro, ele sempre me deu muitas assistências. Então, obrigado, Bobby, e, nos próximos jogos, vou fazer de tudo para poder dar algumas para você”, finalizou.