<
>

Boca Juniors conta com 'promessa' e sonha com Cavani para Libertadores, revela jornal

Se depender do Boca Juniors, os dias de Edinson Cavani no Manchester United estão contados. E a possibilidade de o atacante uruguaio vestir a camisa xeneize não é apenas um sonho, mas sim uma realidade. Ao menos é o que garante uma publicação do diário argentino Olé, nesta quinta-feira (18).

Segundo o veículo, apesar de ter optado pelos Diabos Vermelhos no ano passado, após longos anos vestindo a camisa do Paris Saint-Germain, onde até hoje é o maior artilheiro da história do clube, Cavani teria feito uma promessa ao ex-jogador Riquelme, atual vice-presidente do Boca.

Em outubro do ano passado, logo após ter definido o seu futuro, Cavani e o ex-camisa 10 xeneize tiveram uma conversa franca. Nela, o uruguaio prometeu que, se não se adaptasse à Premier League, e também ao estilo de vida em Manchester, poderia fazer o caminho de volta rumo à América do Sul para jogar em La Bombonera, um dos seus sonhos pessoais e, quem sabe, ainda conquistar uma Conmebol Libertadores.

E, por ora, as coisas não parecem estar do jeito que o camisa 7 do United deseja. São sete gols em 24 jogos, que o deixam bem longe de Bruno Fernandes (19) e Marcus Rashford (16), principais artilheiros do clube inglês na temporada.

Além disso, Cavani sempre foi muito ligado à família e ao Uruguai. Quando passa férias na terra natal, gosta de andar a cavalo, curtir sua fazenda com seus filhos, algo que ele não pode desfrutar em Manchester. Já na Argentina, que tem cultura bastante parecida à uruguaia, estaria próximo do que mais deseja.

O contrato firmado com os Diabos Vermelhos também facilita sua saída do clube em junho, quando se encerra o seu primeiro ano de vínculo. Se desejar ir embora, não existe qualquer cláusula que o segure, basta Cavani dizer "adeus" e ele poderá voltar ao seu continente de origem.

No Boca, o sonho de ter Cavani também é grande. Há muito tempo o clube argentino não tem um camisa 9 de ofício e o sonho de conquistar a sétima Libertadores segue firme e forte. A chegada do uruguaio seria a "cereja do bolo" para um time que sonha mais uma vez em ser dono da América.

Por outro lado, resta saber se a situação do jogador de 34 anos se manterá assim na Inglaterra. Riquelme tem paciência e esperará até junho para saber se este sonho poderá se tornar realidade.

Apoio o dirigente tem. Isso porque, se depender de Marcos Rojo, ex-United e que recentemente firmou com o Boca, ele fará pressão para que Cavani seja o reforço de peso que o Xeneize deseja para a próxima edição da Libertadores. Só o tempo dirá.