<
>

Alisson falha feio, Manchester City goleia o Liverpool em Anfield e dispara na liderança da Premier League

Avassalador. É exatamente assim o momento do Manchester City na Premier League. Líder isolado (agora mais do que nunca), a equipe de Pep Guardiola foi até Anfield e venceu o Liverpool por 4 a 1, em um confronto direto de concorrentes ao título. Além do grande resultado pensando no campeonato, o time ainda encerrou jejum de quase 20 anos.

Com dois gols de Gündogan, um de Sterling e um de Phil Foden, que teve atuação de gala, os citizens encerraram um jejum que já durava desde 2003 sem vitorias na casa dos Reds.

Com a vitória emblemática, o time de Pep Guardiola chegou a 50 pontos em 22 jogos, e ainda tem uma partida a menos que o Manchester United, segundo colocado com 45 pontos.

Já o Liverpool, que conheceu sua terceira derrota seguida em Anfield, estaciona nos 40 pontos, na quarta colocação na Premier League.

Muito estudo e 'field goal'

Quem levou perigo primeiro foram os donos da casa. Após ótima jogada pessoal de Alexander-Arnold na ponta direita da área, o lateral descolou o cruzamento e achou Mané, que se antecipou à defesa e cabeceou, mas por cima do gol.

A segunda grande oportunidade de gol apareceu nos pés de Roberto Firmino. Após o inglês John Stones afastar mal, a bola sobrou na grande área para o craque brasileiro, que bateu 'na veia' e exigiu grande defesa de Ederson, que espalmou para escanteio aos 29.

Mesmo com a pressão dos Reds, quem teve a melhor chance de marcar no primeiro tempo foi o time de Pep Guardiola. Partindo para cima da defesa do Liverpool aos 36, Sterling acabou derrubado por Fabinho na grande área. Pênalti.

Como um verdadeiro kicker da NFL em dia de Super Bowl LV, que acontece neste domingo (07) no duelo entre Tampa Bay Buccaneers e Kansas City Chiefs, Ilkay Gundogan mandou a bola por cima do gol na cobrança, em um verdadeiro field goal, aos 37 minutos de partida.

A redenção em Anfield

O segundo tempo chegou como uma nova oportunidade para Gündogan se redimir. Em nova jogada individual de Sterling para cima da defesa, o atacante achou Foden, que bateu e parou em Alisson. No rebote, o volante se antecipou aos zagueiros e bateu com força para estufar as redes, colocando os visitantes em vantagem.

Pressionado pelo resultado em casa, o Liverpool partiu para o ataque, e quase levou a melhor em lance particular de Curtis Jones, que levou perigo para Ederson.

Sumido na partida, Mohamed Salah apareceu justamente quando sua equipe mais precisou. Aproveitando a falha de Rúben Dias na defesa, o atacante dominou a bola e partiu para a grande área, e só parou quando o português cometeu pênalti. E foi o próprio egípcio que se apresentou para a cobrança.

Frente a frente com Ederson, o atacante mostrou frieza para bater com força, sem dar chances de defesa para o brasileiro, igualando o placar aos 17 minutos.

O Manchester City chegou a pular novamente à frente do placar. Após cobrança de falta na grande área, Stones apareceu e escorou para o fundo das redes. O lance foi anulado pela arbitragem, que flagrou impedimento do zagueiro.

O que o torcedor do Liverpool não contava era com uma falha de Alisson. Após errar duas vezes a bola para o adversário em saída de bola, o brasileiro entregou o ataque nos pés de Phil Foden. A joia do City avançou, limpou a defesa e achou o iluminado Gündogan dentro da área, para colocar novamente o time de Manchester em vantagem.

Não bastasse o primeiro erro, o goleiro brasileiro voltou a falhar minutos depois. O resultado? Novamente a bola nos pés de Foden, que desta vez achou Sterling sozinho na pequena área, livre para desviar para as redes.

Abatido, o Liverpool sofreu com o futebol avassalador do Manchester City no segundo tempo, e principalmente com seu maior pilar: Phil Foden. Após receber passe lindo de Gabriel Jesus, o meia avançou contra a defesa, cortou e bateu forte, estufando as redes já cansadas do goleiro Alisson, transformando a vitória em goleada.

E agora?

Após a partida deste domingo, o Liverpool terá semana cheia para treinos, e voltará a campo apenas no próximo sábado (13), contra o Leicester City, dentro do King Power Stadium, novamente pela Premier League.

Já o Manchester City terá outro compromisso pela frente. O time de Pep Guardiola irá ao País de Gales enfrentar o Swansea, pelas oitavas de final da Copa da Inglaterra. A equipe voltará a campo pelo Campeonato Inglês apenas no sábado, no duelo duro diante do Tottenham, em Londres.

Ficha técnica

LIVERPOOL 1 X 4 MANCHESTER CITY

GOLS: Mohamed Salah (63') para o Liverpool; Ilkay Gündogan (49' e 73'), Raheem Sterling (76') e Phil Foden (83') para o Manchester City

LIVERPOOL: Alisson; Alexander-Arnold, Fabinho, Henderson e Robertson (Tsimikas); Thiago (Shaquiri), Curtis Jones (Milner) e Wijnaldum; Mané, Salah e Firmino

MANCHESTER CITY: Ederson; Cancelo, Stones, Rúben Dias e Zinchenko; Rodri, Gündogan, Phil Foden e Bernardo Silva; Mahrez (Gabriel Jesus) e Sterling

Estatísticas

- O Manchester City tem apenas 50% de aproveitamento nos pênaltis nesta temporada da Premier League: marcou três gols em seis oportunidades

- Gundogan perdeu dois de seus últimos três pênaltis batidos pelo Manchester City;

- Gundogan chegou a nove gols em nas últimas 11 partidas na Premier League

- Gol de Salah encerrou um jejum de 410 minutos do Liverpool sem marcar dentro de Anfield;

- Manchester City chegou a 22 jogos de invencibilidade em todas as competições;

- Manchester City chegou a 14 vitorias seguidas em todas as competições;

- Manchester City encerra jejum de quase 20 anos: não vencia o Liverpool em Anfield desde 2003;