<
>

Kaká conta os planos para voltar ao futebol, diz se prefere ser treinador ou cartola e onde gostaria de começar

Kaká não deve ficar mais muito tempo longe do futebol. Mas agora do lado de fora das quatro linhas, é claro. Último brasileiro a ser eleito o melhor jogador do mundo, ele contou os seus planos no Resenha ESPN que vai ao ar nesta sexta-feira, às 22h (de Brasília), na ESPN Brasil e no ESPN App.

O programa, aliás, é para lá de especial. Kaká, Alex, Elano e Fábio Luciano falaram sobre o que fazer após se aposentar do futebol, depois de uma longa vida dedicada apenas ao esporte. E os quatro mostraram diferentes caminhos a seguir.

Kaká, por exemplo, tem seus planos traçados para virar um dirigente – e não um treinador.

“Eu estou mais nessa área de gestão. Essa é a área que eu mais gosto. Depois que eu parei, fora os cursos que fui fazendo. Entrou também um pouco na gestão pós-carreira. Hoje eu administro as coisas que conquistei, uma questão de imagens ainda. Tem uma série de coisas de gestão pessoal mesmo, que eu pretendo levar de volta um dia para o futebol”, disse Kaká.

“Fiz um curso de negócios no futebol em Havard, um de gestão esportiva aqui da FGV com a Fifa e agora estou fazendo um curso de gestão da Uefa, que é só para ex-jogadores. É para o ex-atleta entender que tem um leque de opções dentro do futebol que você pode escolher como carreira. Está me ajudando bastante”, completou.

Mas onde começar? Pelo jogador que foi, Kaká tem portas abertas em muitos lugares do mundo. Ele foi ídolo do Milan e do Orlando City, por exemplo, e também é muito querido no Real Madrid. O ex-meia até admite que seria um caminho melhor a seguir, mas a ideia agora é outra.

“O ideal para mim, o que eu gostaria mesmo seria começar na Europa, começar no Milan, onde eu cheguei... o mundo do futebol está rodando ali, Champions League, Europa League, esse meio realmente seria o ideal para mim. Só que hoje eu não tenho a possibilidade de ficar longe dos meus filhos, que moram aqui no Brasil. Então eu tenho e quero ter essa prioridade de ficar perto deles. Assim, a opção seria alguma coisa aqui no Brasil, começar trabalhando dessa forma”, diz.

Kaká se aposentou em 2017, com a camisa do Orlando City. Com muito sucesso por todos os lugares que passou, ele teve apenas quatro clubes na carreira: São Paulo, Milan, Real Madrid e o próprio Orlando.