<
>

Saída de Ramires do Palmeiras teve 'imagem arranhada' e autocrítica por atuações; veja bastidores

play
Edmundo estranha rescisão de Ramires com o Palmeiras e relembra declaração de Abel Ferreira: 'Vai virar um cisne' (1:54)

O clube anunciou nesta sexta-feira que chegou a 'comum acordo' com o volante acerca da rescisão de contrato (1:54)

A passagem de Ramires pelo Palmeiras acabou nesta sexta-feira (27), com a divulgação de uma nota oficial do clube, em que se fala em "comum acordo" pela rescisão de contrato. E isso não é força de expressão.

Segundo fonte ouvida pelo ESPN.com.br, houve mesmo um acordo mútuo para o encerramento do vínculo, que iria até dezembro de 2023. Ramires e dirigentes palmeirenses conversaram nesta sexta e expuseram seus pontos de vista.

O jogador, contratado em meados de 2019 por indicação do então técnico Luiz Felipe Scolari, fez uma autocrítica e admitiu que não conseguiu entregar o que ele ou o clube esperavam.

Ramires disputou 45 partidas, alternando entre time titular e reserva, e anotou apenas um gol. O último ato com a camisa alviverde foi na quarta (25), em que anotou um gol contra na vitória por 3 a 1 sobre o Delfín, pelas oitavas de final da Conmebol Libertadores.

play
1:54

Edmundo estranha rescisão de Ramires com o Palmeiras e relembra declaração de Abel Ferreira: 'Vai virar um cisne'

O clube anunciou nesta sexta-feira que chegou a 'comum acordo' com o volante acerca da rescisão de contrato

Já o Palmeiras argumentou que o ato de indisciplina do jogador, que foi flagrado em uma casa noturna no dia 12, desrespeitando as normas contra a COVID-19, ainda estava pesava internamente. O clube chegou a multar Ramires e divulgar a punição publicamente, mas a sensação de "imagem arranhada" não foi corrigida.

Nos últimos dias, o técnico Abel Ferreira fez o possível para manter Ramires em alta, ao defendê-lo em entrevisas e falar em volta por cima do jogador após as críticas pela indisciplina. Mas a relação acabou se desgastando naturalmente, o que fez com que ambas as partes concordassem com a rescisão.

Aos 33 anos, Ramires agora está livre no mercado. Ele tem passagens por Joinville, Cruzeiro, Benfica, Chelsea e Jiangsu Suning, da China, além de anos defendendo a seleção brasileira, por quem atuou nas Copas do Mundo de 2010 e 2014. No Palmeiras, o volante foi campeão paulista em 2020.