<
>

Palmeiras anuncia rescisão com Ramires duas semanas após ato de indisciplina do volante

play
Marcos Assunção relembra desentendimento com Valdivia e diz o que pensa dele como jogador (3:51)

Chileno fez declarações que não agradaram Assunção (3:51)

Ramires não é mais jogador do Palmeiras. O volante de 33 anos entrou em acordo com a diretoria e encerrou o contrato, que era válido até dezembro de 2023. O anúncio foi feito pelo clube, em seu site oficial.

"O Palmeiras e o meio-campista Ramires rescindiram na tarde desta sexta-feira (27), em comum acordo, o vínculo de trabalho do atleta com o clube. Contratado na última temporada, o jogador conquistou o título do Campeonato Paulista, disputou 45 jogos e marcou um gol em sua passagem pelo Maior Campeão do Brasil. O Verdão agradece ao jogador pelos serviços prestados e deseja sucesso na sequência da carreira", informou o comunicado.

A saída de Ramires acontece dias depois de o meio-campista se envolver em uma polêmica. No último dia 12 de novembro, ele foi flagrado em uma casa noturna, sem máscara, desrespeitando as recomendações sanitárias do departamento médico do Palmeiras para evitar ao máximo a contaminação pela COVID-19.

O jogador foi multado pela diretoria alviverde e voltou a jogar normalmente após o ato de indisciplina. Chegou, inclusive, a ser defendido pelo técnico português Abel Ferreira em uma entrevista coletiva, mas agora encerra a passagem.

Aos 33 anos, Ramires foi revelado pelo Joinville, fez sucesso no Cruzeiro e despertou interesse do futebol europeu, onde brilhou por Benfica e Chelsea. Jogou três temporadas no Jiangsu Suning, da China, até assinar com o Palmeiras, por indicação de Luiz Felipe Scolari, em meados de 2019.