<
>

Premier League: Everton bate o Fulham em Londres com dois de Calvert-Lewin e assistência de Richarlison

O Everton foi a Londres e fez uma visita indigesta ao Fulham pela Premier League: 3 a 2. Com ótimas atuações de Richarlison, Digne e Calvert-Lewin, mas sustos no final, o time de Carlo Ancelotti empurrou o adversário para mais fundo na tabela. Que até esboçou reação na reta final - mas já era tarde.

O Everton começou a toda e abriu o placar aos 42 segundos, após roubo de bola, vitória no mano a mano e cruzamento perfeito de Richarlison para Calvert-Lewin.

O empate do Fulham com Cordova-Reid, aos 15, em falha de Mina, dava impressão de equilíbrio. Mas não.

Lewin voltou a marcar aos 19, com passe de Digne. E, aos 35, Digne, de novo, colocou a bola com perfeição na cabeça de Decouré, que subiu no terceiro andar para testar e fazer o terceiro.

Os gols não foram obra do acaso. E se a primeira etapa tivesse terminado com 5 ou 6 gols para o Everton, não seria exagero.

Mas na segunda etapa, o Fulham esboçou reação após as entradas de Mitrovic e Loftus-Cheek, que inexplicavelmente estavam no banco.

E se Cavaleiro não tivesse escorregado ao bater pênalti aos 25, os Whites poderiam ter complicado bem o jogo para os visitantes. Já que aos 25, Cheek fez o segundo do time da casa, que cresceu. Mas não conseguiu empatar

Ficha técnica

Fulham 2 x 3 Everton

GOLS - Calvert-Lewin (2x) e Decouré (EVE); Cordova-Reid e Loftus-Cheek (FUL)

EVERTON: Pickford; Godfrey, Mina, Keane, Digne; Allan, Doucouré, Iwobi; Rodríguez (Davies), Richarlison (Sigurdsson), Calvert-Lewin Técnico: Carlo Ancelotti

FULHAM: Areola; Aina, Andersen, Adarabioyo, Robinson; Reed, Lemina (Anguissa); Cavaleiro, Cairney (Loftus-Cheek), Lookman; De Cordova-Reid (Mitrovic) Técnico: Scott Parker


Estatísticas

Desde a chegada de Richarlison, o Everton nunca venceu sem o brasileiro em campo: 4 empates, 4 derrotas

O Everton trocou 14 passes antes da conclusão de Calvert-Lewin no segundo gol da equipe

Com os dois anotados, Calvert-Lewin chegou a 10 gols e se tornou o artilheiro da atual edição da Premier League

O gol de Lewin, aos 42 segundos, foi o mais rápido do Everton desde 2017

Desde 2018, Digne deu 15 assistências para seus companheiros - só perde para Alexander-Arnold (26) e Robertson (25), ambos do Liverpool


Pombo brilhando, mas furando também

De volta ao time titular do Everton após cumprir suspensão, Ricarlison brilhou na partida.

Na primeira etapa, brigou muito pelas jogadass e roubou a bola que terminaria com assistência sua para o gol de Calvert-Lewin.

Conclui também a gol com perigo mais de uma vez. Mas também deu uma furada monumental após linda jogada pela esquerda e cruzamento perfeito de Digne.

Essa é pra deletar.


Calvert-Lewin imparável

O centroavante do Everton parece ter se tornado outra pessoa sob o comando de Carlo Ancelotti.

Ele não apenas conclui bem, mas também está sempre bem posicionado.

No primeiro gol, por exemplo, ele apenas manteve a passada para balançar a rede após passe de Richarlison.


Mina vacila, e Cordova-Reid empata


Cavaleiro escorrega e perde pênalti de maneira BIZARRA


Volante da seleção brasileira faze belo desarme

Classificação

- Everton, 5º lugar, 16 pontos

- Fulham, 17º lugar, 4 pontos


Próximos jogos

*horário de Brasília