<
>

Venezuelano que foi do Miss Universo a 'Odair do TikTok' desafia técnico do Fluminense e revela convite inusitado que recebeu

play
Odair do TikTok 'desafia' técnico do Fluminense a reproduzir dancinha que virou moda entre a torcida (1:13)

Estilista Gionni Straccia falou com exclusividade ao ESPN.com.br sobre movimento que surgiu nas redes sociais (1:13)

O torcedor do Fluminense tem se acostumado a comemorar as vitórias da equipe em 2020 de uma maneira diferente: compartilhando vídeos de um sósia de Odair Hellmann, que passou a ser conhecido entre os tricolores como ‘Odair do TikTok’. O que poucos conhecem, porém, é a história do personagem que vem bombando nas redes sociais.

Gionni Straccia é um famoso estilista venezuelano, filho de pais italianos e que mora atualmente em Miami. Em entrevista ao ESPN.com.br, o sósia abriu revelou como se tornou famoso no Brasil, e abriu o jogo sobre a receptividade que tem recebido de torcedores nas redes sociais.

“Praticamente, comecei a notar que começaram a me seguir muitas pessoas do Brasil e mensagens no privado do Instagram de brasileiros dizendo: ‘Aqui no Brasil, te amamos, queremos você aqui’. E eu comecei a ficar surpreso. Depois comecei a notar que as pessoas começaram a falar que eu sou muito parecido com Odair, que é o treinador do Fluminense”, disse.

Outro fato que surpreendeu e rendeu boas risadas a Gionni foi ser colocado como um ‘amuleto’ da torcida. Isso porque não é um algo inédito na vida do estilista. Nos anos de 2008 e 2009, o venezuelano desenhou os vestidos de suas compatriotas no prêmio de Miss Universo pela primeira vez e, em ambas as edições, saíram vencedoras.

“A história de amuleto da sorte chegou com uma coisa como: ‘Quem Gionni Straccia veste, sai vencedora’. Então, me tornei, digamos, que a organização me transforma como estilista por essa coisa da sorte, da energia visual”, disse o estilista.

Além dos agradecimentos e mensagens carinhosas, Gionni tem recebido mensagens vindas do Brasil e, por serem inusitadas, algumas chamam mais atenção que outras. Durante a entrevista, o estilista revelou um convite feito por uma torcedora.

“Tem de tudo. Me convidaram para dançar na casa da pessoa (risos). ‘Por conta do coronavírus, por não podermos dançar em lugares abertos, pode vir para minha casa e dançamos juntos’. Não são propostas indecentes, mas eu fico: ‘Ok’ (risos)”, brincou.

Alguns torcedores que moram nos Estados Unidos foram além das mensagens e resolveram presentear o designer com uma camisa do Fluminense. Como conhecedor de moda, Gionni aprovou o desenho do uniforme, dizendo lhe trazer uma memória de sua raiz italiana.

“Está muito bonita, o desenho está muito bonito. E, sou filho de italianos, então, quando comecei a ver a bandeira da Itália nas mensagens, entendi que eram as cores da equipe do Rio de Janeiro, de Fluminense. Isso me fez com que eu pensasse que já iriamos nos dar bem com a parte das cores e desenho. Mas, como camisa, está muito bonita, me encantei quando a recebi”, disse ele, que ainda fez uma promessa. “E prometi que faria alguns vídeos com ela celebrando uma vitória do Fluminense. Eu não estou muito acostumado com o mundo dos esportes, mas me dizem que o Fluminense está bem no Campeonato Brasileiro”, afirmou.

Os vídeos do estilista não têm feito sucesso somente entre a torcida, mas também dentro do elenco, com alguns jogadores pedindo que Odair Hellmann grave um vídeo dançando, também. O sósia aprovou a ideia e aderiu à campanha, desafiando a fazer um ‘dueto’ com ele no TikTok.

“Sim, eu desafio ele. Que ele se anime e dance também. Vou gravar um vídeo e que Odair use o vídeo para fazer um dueto comigo. Isso seria uma grande surpresa para o Brasil. Seria excelente para a imagem, para a equipe e para ele. Seria uma boa projeção e, bem, eu vou apoiá-lo, ficaria encantado. Não tenho nenhum problema”, brincou.

Gionni aproveitou para agradecer ao carinho que tem recebido, e ainda mandou uma mensagem à torcida do Fluminense, aos jogadores e ao próprio Odair, garantindo que é mais um entre eles, a partir de agora.

“De cá, eu lhes mando um abraço a todos, aos jogadores, aos torcedores, a todos os fanáticos do Fluminense e, sobretudo, ao Odair. A verdade é que agradeço, de todo coração, por me abrir essa porta no Rio de Janeiro e no Brasil e me fazer sentir tão querido, tão próximo por todos vocês”.

“Quero agradecer de todo coração e, comigo, tem um fiel admirador e um torcedor a mais do Fluminense. Por mais que eu não esteja aí, mas esse carinho e esse amor que me deram fazem com que eu me dirija um pouco para o futebol e conhecer essa matéria”, finalizou.