<
>

Agente diz que Lovera não jogará no Vasco após condições 'inaceitáveis' impostas pelo Olympiacos: 'Evidentemente não quiseram emprestá-lo'

Nos últimos dias, o Vasco correu contra o tempo para tentar fechar a contratação do meia-atacante Maxi Lovera, do Olympiacos, da Grécia, mas o negócio não acontecerá.

O ESPN.com.br falou com o empresário do jogador argentino, Jorge Balbis, que confirmou, neste domingo (8), o fim das negociações entre o Cruz-Maltino e o clube grego.

De acordo com o empresário, apesar da vontade que Lovera tinha de defender o clube carioca, o Olympiacos impôs condições inaceitáveis tanto para o Vasco quanto para o jogador. Além de ter pedido dinheiro pelo empréstimo, o clube grego só aceitou emprestá-lo até o fim de janeiro, ou seja, por apenas três meses.

"Evidentemente não quiseram emprestá-lo. O jogador tinha muita vontade de ir para o Vasco, de jogar no Brasil, mas quando uma das partes não quer, não tem jeito", disse Balbis, se referindo ao clube grego, que não quis liberar o jogador.

Em relação às especulações de que Lovera teria sido afastado do elenco do clube grego, o agente negou.

"Ele viajou com o plantel para a partida que teriam em Creta (contra o Omilos), pela Liga Grega, mas ficou fora do banco de reservas, como ficou em outras oportunidades. Por isso mesmo a ideia era emprestá-lo para que ele pudesse ter continuidade. Não ficou de fora por isso (negociar com o Vasco), foi por uma decisão do técnico", finalizou.

Uma das dificuldades no negócio também se deu pela proximidade do fechamento da janela de transferências de atletas estrangeiros no Brasil, que se encerra nesta segunda-feira (9). Ou seja, se fechasse a negociação, o Vasco teria que correr contra o tempo para inscrever o jogador de 21 anos.