<
>

Irmã e agente de Felipe Anderson quer reunião com diretoria do Porto por mais minutos em campo

Depois de duas temporadas no West Ham Felipe Anderson chegou por empréstimo ao Porto no início do mês de outubro. O início pelo clube português, porém, não tem sido da forma como o brasileiro tem sido utilizado.

Até o momento, o meio-campista foi utilizado em duas partidas, entrando na segunda etapa nas duas, e ficou no banco de reservas em outras três ocasiões.

Em nota, a irmã e agente do jogador, Juliana Gomes, revelou que terá uma reunião com a diretoria do Porto para atualizá-los de que ela passou a representar o brasileiro e para ratificar qual função o meia foi contratado para cumprir.

"O Felipe foi trazido para Portugal por agentes que já não fazem parte da sua carreira. Somente eu, Juliana Gomes, é que posso falar oficialmente em seu nome. Terei uma reunião com o clube para dar-lhes conhecimento desse novo panorama”, disse.

“E para tentar entender se podemos fazer algo para que o Felipe realize o mais rapidamente possível o que veio fazer em Portugal, que é jogar o seu futebol e ajudar o FC Porto", completou.

Além disso, a nota fez questão de relembrar que o motivo para que Felipe Anderson não esteja entrando em campo com regularidade é por opção do técnico.

"Como o próprio Sérgio Conceição esclareceu publicamente, o Felipe Anderson não teve muitas chances de jogar até aqui única e exclusivamente por opção do treinador. Garanto que ele vem trabalhando com todo o afinco e que não teve qualquer tipo de problema extracampo ou pessoal com quem quer que seja”, afirmou.

“Reforço que o Felipe está muito focado e que seguirá lutando pelo seu espaço com a mesma boa conduta que sempre pautou sua carreira", finalizou.