<
>

São Paulo amassa Lanús, mas toma gol aos 48 e cai na Sul-Americana em outra eliminação inacreditável

O São Paulo bem que tentou, mas está eliminado! Nesta quarta-feira, a equipe tricolor recebeu o Lanús pela partida de volta da segunda eliminatória da Copa Sul-Americana e venceu por 4 a 3, com três gols saindo após os 40 do 2º tempo, e foi eliminada pelo gol fora - na ida, o Lanús venceu por 3 a 2, na Argentina.

Precisando do resultado, o Tricolor começou bem, mas saiu atrás graças a um golaço de Pedro De La Vega. Os donos da casa empataram com Dani Alves, mas, na reta final da primeira etapa, Aguirre recolocou os visitantes na frente. No segundo tempo, Pablo empatou, o São Paulo martelou, acertou a trave e foi recompensado nos acréscimos com um gol contra de Thaller e um a favor de Gabriel Sara para conseguir a virada heroica. Quando tudo parecia encaminhado, Orisini matou as esperanças tricolores e garantiu a classificação argentina.

O jogo começou movimentado, com o Lanús não se retrancando por conta da vantagem e deixando a partida aberta. O São Paulo quase abriu o placar logo no começo quando Reinaldo levou pela esquerda, bateu cruzado e a bola passou por toda a extensão da grande área, com Brenner se esforçando, mas não conseguindo tocar na bola.

Na sequência, veio o castigo. Tchê Tchê recuou errado, a revelação Pedro De La Vega dominou na intermediária, ajeitou e soltou uma bomba. A bola pegou muito efeito e matou Thiago Volpi: 1 a 0 Lanús.

A resposta tricolor veio na bola parada. Reinaldo cobrou escanteio para a área, a bola foi desviada na primeira trave e se ofereceu para Dani Alves, livre na pequena área, tocar de cabeça para o fundo do gol e recolocar o São Paulo na partida: 1 a 1.

Depois do gol, os donos da casa seguiram trabalhando a bola, mas pouco criando. Aos 36 minutos, um milagre de Volpi após cabeçada de Burdisso na pequena área salvou o Tricolor, mas não foi o suficiente.

Quase nos acréscimos, um bate e rebate fez a bola sobrar para Di Placido na direita, o lateral cruzou com perfeição para Aguirre, completamente livre na grande área, tocar para o fundo do gol e mandar os argentinos em vantagem para o intervalo.

Para o segundo tempo, Fernando Diniz foi para o tudo ou nada. Tirou o zagueiro Diego Costa e colocou o atacante Pablo - e a mudança surtiu efeito. O São Paulo ficou muito mais ofensivo e passou a pressionar demais os argentinos.

Logo no começo da segunda etapa, Tchê Tchê colocou a bola na medida para Luciano e o atacante, sozinho na pequena área, cabeceou para o chão, a bola quicou e subiu demais, saindo por cima do gol.

Na sequência, Gabriel Sara cobrou falta com categoria, de muito longe, e a bola explodiu na trave de Morales. No rebote, Pablo cabeceou por cima. Minutos depois, Daniel Alves deixou Brenner cara a cara e o atacante chutou cruzado para fora.

Na segunda enfiada de bola com perfeição de Dani Alves, Pablo não desperdiçou e bateu cruzado, no cantinho de Morales, para empatar.

Precisando de um gol para levar aos pênaltis, o São Paulo seguiu martelando. Aos 26 minutos, Brenner teve uma chance de ouro e, completamente livre na pequena área, finalizou para fora.

Faltando cinco minutos para o final, Gabriel Sara teve nova chance, finalizou de dentro da área e parou em ótima defesa de Morales. Quando tudo parecia perdido, veio o milagre.

Primeiro, Gabriel Sara cruzou para a área e Thaller tocou contra a própria meta para colocar o São Paulo na frente: 3 a 2, que levava a partida aos pênaltis. Aos 45 minutos, Daniel Alves voltou a dar mais uma assistência e Gabriel Sara apareceu para ser o artilheiro herói que cabeceou para o fundo da rede e parecia classificar o São Paulo.

Mas, como um jogo insano merecia um final insano, o Lanús arrancou a classificação aos 48 minutos da segunda etapa quando Orisini completou cruzamento da esquerda, diminuiu para 4 a 3 e classificou os argentinos pelo gol fora.

Ficha técnica

São Paulo 4 x 3 Lanús

GOLS: Dani Alves (27') Pablo (62') Nicolás Thaller (87' OG) Gabriel Sara (89') (SAO); Pedro De La Vega (17') Brian Aguirre (44') Nicolás Orsini (90'+3') (LAN)

SÃO PAULO: Volpi, Tchê Tchê, Diego Costa, Bruno Alves e Reinaldo; Igor Gomes, Luan, Dani Alves e Gabriel Sara; Luciano e Brenner; Técnico: Fernando Diniz

LANÚS: Morales, Di Plácido, Thaller, Burdisso e Aguirre; Pérez, Belmonte e Lucas Vera Piris; De La Vega, Sand e Bernabei; Técnico: Luis Zubeldía

Estatísticas

O São Paulo sofreu a 22ª eliminação desde que venceu o último título de sua história - a Copa Sul-Americana de 2012


Próximos jogos

As duas equipes voltam a campo no fim de semana por seus respectivos campeonatos nacionais.

  • Sábado (07/11), 19h*, São Paulo x Goiás - Campeonato Brasileiro

  • Segunda-feira (09/11), 19h15*, Talleres x Lanús - Campeonato Argentino

*horário de Brasília