<
>

Especulado no Palmeiras, Gustavo Múnua nega procura, mas revela: 'Tenho o sonho de trabalhar no Brasil'

O Palmeiras segue em busca de um treinador após a saída do técnico Vanderlei Luxemburgo. Com Miguel Ángel Ramirez como 'plano A', o time paulista teve outros nomes cogitados para assumir o clube. Dentre eles, Gustavo Munúa, que deixou o comando do Nacional, do Uruguai, ainda nesta semana.

O ESPN.com.br entrou em contato com o treinador, que negou que tenha sido procurado pela cúpula palmeirense, mas deixou em aberto um futuro no país.

"Gostaria de em algum momento dirigir alguma equipe no futebol brasileiro, que é muito bom", disse o ex-goleiro uruguaio, que, no passado recente, foi carrasco justamente do Palmeiras e também do arquirrival Corinthians.

Na Conmebol Libertadores de 2016, Munúa era o treinador do Nacional. Os uruguaios venceram o Palmeiras em duas oportunidades, no Allianz Parque e em Montevideu pela fase de grupos.

Na fase oitavas de final, com empates em 1 a 1 e em 2 a 2, este na Arena Corinthians, o Nacional calou Itaquera e encaminhou a classificação para as quartas de final do torneio continental. O grande destaque das partidas contra o brasileiro foi o atacante Nico López, que passou pelo Internacional e hoje defende o Tigres, do México.

Sobre a passagem pelo Allianz Parque e pela Arena Corinthians, o treinador elogiou os dois estádios e destacou a força da torcida nas duas arenas. "São grandes estádios e são muito bonitos. Os dois carregam um clima e tanto", disse o treinador.

O ESPN.com.br apurou na última sexta-feira, com fontes ligadas ao Palmeiras e ao técnico Miguel Ángel Ramírez, que o treinador é o nome principal da cúpula palmeirense, que vê o espanhol como o 'nome certo' para a implementação do tão falado 'DNA' do clube na entrevista coletiva realizada na quinta passada com o presidente Maurício Galiotte e o diretor de futebol Anderson Barros.