<
>

Campeão do mundo, Luizão resume o que faltou para Corinthians de 2000 ganhar a Libertadores

play
Rincón explica brigas com Marcelinho e Edílson e revela que saiu do Corinthians para defender Batata (3:11)

Colombiano foi o convidado deste sábado no Resenha ESPN. Programa será exibido às 16h (de Brasília) na ESPN Brasil e no WatchESPN (3:11)

Em sua carreira, Luizão passou por grandes equipes campeãs, sempre alcançando um destaque em conquistas importantes, além de ter chegado ao título da Copa do Mundo em 2002. Mas, alguns times possuem títulos mais marcantes do que outros. Os títulos da Libertadores por Vasco e São Paulo e do Mundial pelo Corinthians são exemplos.

Em entrevista ao ESPN.com.br, o ex-atacante elegeu o melhor dos três times, mas relembrou a falta de uma conquista em especial.

“O Corinthians de 2000 é o melhor de todos, mas não ganhou (a Libertadores)”, disse ele, que explicou o que faltou para o time ter sido vencedor no torneio continental.

“Faltou a gente tocar a bola um para o outro, que a gente teria ganho de seis do Palmeiras no primeiro jogo. Só isso que faltou”, avaliou o ex-jogador.

O Corinthians caiu na semifinal daquela Libertadores frente ao Palmeiras, na histórica defesa de pênalti de Marcos contra Marcelinho Carioca. Mesmo assim, Luizão acabou como artilheiro daquela edição, com 15 gols.

No clube alvinegro, entre 1999 e 2002, Em comparação, ex-atacante ainda colocou equipe alvinegra a frente do Vasco de 1998 e São Paulo de 2005 entre times que atuou atuou em 104 jogos e marcou 72 gols, sua melhor marca na carreira por um só time. Além do Mundial, conquistou dois Campeonatos Paulistas e um Brasileiro.