<
>

Flamengo demite funcionário de redes sociais que postou foto de jogadores sem máscara em avião

O Flamengo demitiu o funcionário Matheus Grangeiro, responsável pelas redes sociais do clube, por ter postado no Twitter uma foto dos jogadores rubro-negros sem máscara de proteção no avião durante viagem de retorno do Equador ao Brasil.

A informação foi dada por Pedro Ivo Almeida, comentarista da ESPN Brasil, durante o programa Futebol na Veia.

Mais cedo, o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, havia minimizado a imagem dos atletas sem máscara, dizendo que ele também retira a proteção quando vai aparecer em fotos.

"Sim, estavam todos testados. É óbvio que na hora que você vai tirar uma foto, você não tira foto com máscara. Eu não tiro foto com máscara: tiro a máscara e prendo a respiração. Vamos relevar aí. Os jogadores jogam sem máscara, é difícil de conter, é coisa natural. Eles se cumprimentam, se abraçam", afirmou, ao Sportv.

Horas depois, porém, Landim optou por demitir o funcionário, que havia aparecido no Ninho do Urubu para trabalhar normalmente nesta sexta.

Ele, inclusive, estava escalado para trabalhar no jogo contra o Palmeiras, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

Em seu Instagram, Grangeiro se pronunciou sobre o fato e chamou a demissão de "covarde".

"Em 10 anos de futebol e 26 de vida, nunca fizeram algo tão covarde comigo como o que aconteceu nesta sexta-feira. Apenas agradecer ao Flamengo pela oportunidade", escreveu.

"Sempre busquei fazer o melhor e saio com a cabeça erguida, como sempre. Obrigado", completou.

Vale lembrar que os outros profissionais de imprensa da equipe da Gávea estão afastados, já que também foram contaminados pelo coronavírus durante a viagem ao Equador.