<
>

Real Madrid tem marca mais valiosa do futebol com R$ 8,5 bilhões, mas tem liderança ameaçada; veja o ranking

play
Rodrygo dá bastidores da relação com Modric e brinca com fala do croata: 'Me respeita que tenho idade para ser seu pai!' (0:45)

Jogador do Real Madrid falou sobre a amizade que existe entre os dois - via @rodrygogoes (0:45)

Apesar de a COVID-19 ter impactado a receita dos 50 clubes mais ricos do planeta, causando uma perda de 751 milhões de euros (R$ 4,5 bilhões), o Real Madrid manteve o posto de marca mais valiosa do mundo do futebol. A diferença em relação ao ano anterior é que o Barcelona encurtou a distância e vemos agora um levante inglês, com seis equipes entre as dez melhores.

Segundo estudo da consultoria britânica Brand Finance, divulgado nesta quarta-feira (29), o clube merengue manteve a liderança impulsionado pela conquista de LaLiga pela primeira vez desde 2017, mas o cenário mostra um choque.

A marca Real Madrid teve uma queda de 13,8% do valor em um ano e está avaliado agora em 1,419 bilhão de euros (R$ 8,55 bilhões). Não foi apenas a taça de LaLiga que segurando a onda, evitando uma queda ainda maior.

O estudo aponta que o alto engajamento do público nas redes sociais do clube (investimento que tem valido a pena) e o lançamento da Real Madrid Next, com objectivo de trabalhar com empresas em inovação de tecnologia, ajudaram.

A vice-liderança está com o Barcelona (1,413 bilhão de euros) e depois há um pelotão inglês: Manchester United, Liverpool, Manchester City, Chelsea, Tottenham e Arsenal. No meio deles, os “forasteiros” são Bayern de Munique e Paris Saint-Germain.

Dos citados, a maior mudança foi do Liverpool, passando do sexto para o quarto posto, com um crescimento de 6% na receita, sendo avaliado em 1,262 bilhão de euros. Entre os clubes do Top 10 com crescimento, os Reds tiveram o melhor desempenho.

Já a maior perda foi do Bayern de Munique, mesmo sendo campeão na Alemanha, com queda de 19,6% das receitas. Passou de 1,314 bilhão de euros para 1,056 bilhão de euros em 2020.

Um olhar mais profundo, apresenta grandes clubes dentro do top 50. Casos de Juventus (11ª), Borussia Dortmund (12º), Atlético de Madrid (13º), Inter de Milão (14º), Milan (22º), Roma (26ª), Ajax (27º), Napoli (29º), Lyon (30º), Lazio (42ª) e Benfica (46º).

O estudo também apresentou o ranking das marcas mais fortes, e o Real Madrid continua na ponta,

Agora, tem 94,9 pontos. O Barcelona é o segundo, com 93,6.

O Liverpool aparece como o melhor da Premier League e na cola da dupla da Espanha, com 93,2 pontos. A diferença mais sentida para o ranking das 10 marcas mais valiosas é que a Juventus está dentro de o PSG está fora (é o 11º).