<
>

Jornal faz enquete de 21 melhores times da história com só um clube brasileiro; veja qual e sua posição

play
De Londres a Barcelona: Natalie Gedra e André Linares comentam o adiamento dos Jogos Olímpicos (2:32)

Edição de 2020 da Olimpíada ainda não tem data específica para ocorrer após pandemia do coronavírus (2:32)

Nem o Flamengo de Zico nem o São Paulo de Raí . O único clube brasileiro mencionado em uma enquete sobre os 21 melhores esquadrões da história do futebol mundial foi o Santos de Pelé.

A pesquisa foi feita pelo diário "Marca", da Espanha, e divulgada nesta quarta-feira.

Reconhecida mundialmente, a equipe santista ocupou a nona posição do ranking. Os escolhidos foram: Gilmar, Lima, Mauro, Calvet e Dalmo; Zito e Mengálvio; Dorval, Coutinho, Pelé e Pepe. Justamente a primeira formação da Era Pelé.

Vale lembrar que o Rei do Futebol defendeu o Santos de 1956 até 1974. Então, foram pelo menos quatro gerações vitoriosas dentro do clube e reconhecidas por todo o globo terrestre.

A equipe escolhida em enquete do "Marca" (recebeu 642 votos) corresponde à formação mais vitoriosa durante a Era Pelé. Foram esses jogadores que conseguiram o bicampeonato da Copa Libertadores e também do Mundial Interclubes.

O quinteto Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe é aclamado até hoje como um dos mais fortes da história do futebol.

A lista tem outras duas equipes sul-americanas: o River Plate dos anos 40, conhecido como La Maquina, com 317 votos, na 17ª posição, e o Peñarol dos final dos anos 50 e início dos 60, lembrado pelo Quinquenio (foram cinco títulos nacionais consecutivas, duas Libertadores e um Mundial), com 299 votos, na 18ª colocação.

O líder da enquete foi o Barcelona de Pep Guardiola (2008-2012), com 9.800 votos. A formação vencedora foi a que tinha os seguintes jogadores: Valdés; Daniel Alves, Puyol, Piqué e Abidal; Busquets, Xavi e Iniesta; Messi, Eto'o e Henry.

Os espanhóis aparecem outras três vezes entre os 21 escolhidos. Todas com o Real Madrid.

Na ordem, estão é o time de Zidane (com Cristiano Ronaldo e Benzema (2016 até 2018), na segunda colocação (6.200 votos), a equipe de Di Stéfano (que dominou a Europa, com cinco título, nos anos 50) na quarta posição (2.900 votos) e o chamado "Quinta del Buitre" (dos anos 80, com dois títulos de Liga dos Campeões) na quinta posição (2.100 votos).

Os espanhóis são maioria com quatro times. Depois vêm empatados Alemanha, Inglaterra e Itália, cada um com três equipes.

Veja abaixo o ranking completo

1º. Barcelona de Pep Guardiola: 9.800 votos
Formação: Valdés; Daniel Alves, Puyol, Piqué e Abidal; Busquets, Xavi e Iniesta; Messi, Eto'o e Henry. Técnico: Pep Guardiola

2º. Real Madrid de Zidane (técnico): 6.200 votos
Formação: Keylor Navas; Carvajal, Sergio Ramos, Varane e Marcelo; Casemiro, Modric e Kroos; Benzema, Isco e Ronaldo. Técnico: Zinedine Zidane

3º. Milan de Arrigo Sacchi: 4.100 votos
Formação: Galli; Tassotti, Baresi, Costacurta e Maldini; Colombo, Rijkaard, Ancelotti e Donadoni; Gullit e Van Basten. Técnico: Arrigo Sacchi

4º. Real Madrid de Di Stéfano: 2.900 votos
Formação: Domingues; Marquitos, Santamaria e Pachin; Canario, Vidal, Zarraga e Del Sol; Di Stéfano, Puskas e Gento. Técnico: Miguel Muñoz

5º. Real Madrid da "Quinta del Buitre": 2.100 votos
Formação: Buyo; Chendo, Sanchis, Tendillo e Camacho; Schuster, Martín Vázquez, Michel e Gordillo; Butrageño e Hugo Sánchez

6º. Ajax de Cruyff: 2.000 votos
Formação: Stuy; Suurbier, Blankeburg, Hulshoof e Krol; Neeskens, Haan e Mühren; Swart, Cruyff e Kiezer. Técnico: Stefan Kovacs

7º. Bayern de Munique de Beckenbauer: 1.100 votos
Formação: Mayer; Horsmann, Schwarzenbeck, Beckenbauer e Hansen; Durhberguer, Roth e Hoeness; Torstensson, Müller e Kapeellman

8º. Manchester United dos "Busby Babes": 793 votos
Formação: Stephey; Sadler, Foulkes e Dunne; Crerand, Stiles, Charlton e Law; George Best, Kidd e Ashton. Técnico: Matt Busby

9º. Santos de Pelé: 642 votos
Formação: Gilmar, Lima, Mauro, Calvet e Dalmo; Zito e Mengálvio; Dorval, Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico: Lula

10º. Nottingham Forest de Brian Clough: 632 votos
Formação: Shilton; Anderson, Clark, Burns e Lloyd; McGovern, Robertson, Trevor Francis e Bowyer; Birtles e Woodcock. Técnico: Brian Clough

11º. Benfica de Eusebio: 501 votos
Formação: Costa; Mario Joao, Cruz, Germano e Angelo; Cavem e Coluna; Jose Augusto, Eusebio, Aguas e Simoes. Técnico: Bela Guttman

12º. Inter de Milão de Helenio Herrera: 483 votos
Formação: Sarti; Picchi; Burgnich, Tagnin, Guarneri e Facchetti; Peiro, Jair da Costa e Luis Suárez; Sandro Mazzola; Corso. Técnico: Helenio Herrera

13º. Estrela Vermelha dos anos 90: 461 votos
Formação: Stojanovic; Belodedici; Marovic, Sabanadzovic e Najdoski; Mihajlovic, Jugovic e Binic; Prosinecki; Savicevic e Pancev. Técnico: Lkupko Petrovic

14º. Honved de Puskas: 401 votos
Formação: Grosics; Buzanszky e Lantos; Bozsik, Lorant e Zakarias; Budai, Kocsis, Hidegkuti, Puskas e Zcibor. Técnico: G. Sebes

15º. Liverpool de Paisley: 336 votos
Formação: Clemence; Neal, Smith, Hughes e Jones; Case, Ray Kennedy, Callaghan e McDermott; Keegan e Heighway. Técnico: Bob Paisley

16º. Grande Torino: 336 votos
Formação: Bacigalupo; Ballarin, Rigamonti e Maroso; Grezar e Castigliano; Menti, Loik, Gabetto, Mazzola e Ossola.

17º. River Plate La Maquina: 317 votos
Formação: Soriano; Yacono, Vaghi e Ferreira; Moreno, Rodolfi, Ramos e Pederneira; Muñoz, Labruna e Loustau. Técnico: Carlos Peucelle

18º. Peñarol do "Quinquenio": 299 votos
Formação: Mazurkiewicz; Lezcano; Pablo Forlán, Gonçalves, Nelson Díaz e Omar Caetano; Cortés e Pedro Rocha; Abbadie, Spencer e Joya. Técnico: Roque Maspoli

19º. Os potros do Borussia Mönchengladbach: 281 votos
Formação: Kleff; Vogts, Surau e Wittkamp; Wimmer, Stielike, Bonhof e Danner; Simonsen, Jensen e Heynckes. Técnicos: Hennes Weisweiler e Udo Lattek

20º. Hamburgo de Keegan e Magath: 273 votos
Formação: Stein; Kaltz, Hieronymus, Wehmeyer e Jakobs; Groh, Magath, Milewski e Rolff; Hrubesch e Bastrup. Técnico: Ernst Happel

21º. Stade Reims do "Football Champagne": 271 votos
Formação: Jacquet; Zimny, Jonquet, Giraudo e Leblond; Hidalgo e Siatka; Kopa; Glovacki, Bliard e Templin. Técnico: Albert Batteux