<
>

Napoli só não pune um jogador, e Allan será multado em quase R$ 1 milhão, diz jornal

play
Mauro Cezar acredita em luta da Inter pelo título italiano e destaca reconstrução: 'É um time para crescer' (0:57)

A grande concorrente no Campeonato Italiano é a Juventus, líder da tabela até a décima segunda rodada (0:57)

O presidente da Napoli, Aurelio De Laurentiis, multou o elenco principal em um total de 2,5 milhões de euros (R$ 11,6 milhões) por conta do motim após a partida contra RB Salzburg, de acordo o ESPN FC.

Na última segunda-feira, De Laurentiis aplicou uma multa de 25% do salário de cada jogador do elenco - a penalidade máxima permitida -, exceto ao lateral Kevin Malcuit, que estava se recuperando de uma lesão no joelho na época.

No entanto, o comandante quer mais, segundo a Gazzetta dello Sport, e irá pedir que os 'pivôs' do motim sejam multados, Allan e Insigne, em 50% do salário.

E se for "considerado culpado" por ser quem convenceu os outros, o italiano ainda terá que pagar 350 mil euros. O brasileiro perderá 200 mil euros de seu salário (R$ 931 mil).

O e-mail com as solicitações de multas foram encaminhados ao Comitê Executivo da Uefa na tarde da última segunda-feira, será julgado e a decisão será anunciado até o final de fevereiro.

Além das multas, o clube havia proibido que jogadores falassem com a mídia durante a crise e o meia Elijf Elmas, da Macedônia do Norte, foi repreendido por conversar com a mídia local durante a Data Fifa.

A confusão teve início após o presidente mandar que o elenco ficasse concentrado por uma semana após uma sequência de resultados ruins e os jogadores se negarem e irem para casa. O técnico Carlo Ancelotti se colocou contra a concentração e, inclusive, não apareceu para a entrevista coletiva após a partida contra o Liverpool - obrigação sob as regras da Uefa.

Atualmente, o clube está em sétimo lugar no Campeonato Italiano, cinco pontos atrás da zona de classificação da Champions League, e há cinco partidas sem vitória. Além disso, mesmo em segundo lugar do Grupo E da Champions, a vaga para as oitavas está muito ameaçada.