<
>

ESPN FC 100: Brasil x Espanha, novidades de Grêmio e São Paulo, ingleses dominantes e técnico do River; veja o raio-X

play
De Alisson a Klopp: veja quem conquistou o prêmio do ESPN FC 100 de 2019 (2:06)

Lionel Messi ganhou o prêmio de melhor atacante da temporada (2:06)

Qual país tem mais jogadores no FC 100? Times brasileiros aparecem na eleição? Qual equipe é a mais dominante da edição 2019? Quem são os reis de cada posição? E quem brilha entre os técnicos? Para responder essas perguntas, fizemos um raio-X na lista dos melhores do mundo, elaborada pelos especialistas da ESPN ao redor do planeta.

Disputa por países

Brasil x Espanha fazem o clássico mundial quando se fala nos países mais representados na votação. Equilíbrio total, com empate na disputa: 12 de um lado, 12 de outro.

O time de brasileiros é formado por:

  • Goleiros: Alisson (Liverpool/ING) e Ederson (Manchester City/ING)

  • Lateral-direito: Daniel Alves (São Paulo)

  • Zagueiro: Marquinhos (PSG/FRA)

  • Lateral-esquerdo: Alex Sandro (Juventus/ITA)

  • Volantes: Fernandinho (City/ING), Casemiro (Real Madrid/ESP) e Fabinho (Liverpool/ING)

  • Pontas: David Neres (Ajax/HOL) e Everton (Grêmio)

  • Atacantes: Roberto Firmino (Liverpool/ING) e Neymar (PSG/FRA)

| ESPN FC 100: Alisson vence eleição de melhor goleiro do planeta e destaca conquistas coletivas do Liverpool |

Já a armada espanhola é composta por:

  • Goleiros: Kepa Arrizabalaga (Chelsea/ING) e David De Gea (Manchester United/ING)

  • Laterais-direitos: Dani Carvajal (Real Madrid/ESP) e Cesar Azpilicueta (Chelsea/ING)

  • Zagueiros: Aymeric Laporte (City/ING) e Sergio Ramos (Real Madrid/ESP)

  • Lateral-esquerdo: Jordi Alba (Barcelona/ESP)

  • Volantes: Sergio Busquets (Barcelona/ESP), Rodri (City/ING) e Saul (Atlético de Madrid/ESP)

  • Meias: David Silva (City/ING) e Koke (Atlético de Madrid/ESP)

Algumas semelhanças entre os dois países, como a presença de dois goleiros, um lateral-esquerdo e três volantes. A Espanha tem mais laterais-direitos e esquerdos, zagueiros e meias, enquanto o Brasil leva vantagem nos pontas e atacantes. Curiosamente, nenhum país teve centroavantes entre os 10 mais bem votados para a posição.

| De Alisson a Klopp: veja quem conquistou o prêmio do ESPN FC 100 de 2019 |


Desempate?

Se o quesito “técnico” for usado como desempate, a Espanha supera o Brasil. Um técnico nascido no país aparece na lista dos melhores do ano, Pep Guardiola, do City, segundo mais votado, atrás apenas do alemão Jurgen Klopp, do Liverpool.


Novidades nacionais

Esta é a quarta edição do FC 100 e, pela primeira vez, o ranking conta com jogadores atuando no futebol brasileiro: Daniel Alves, no São Paulo, e Everton, no Grêmio.

Presença garantida em todas as edições (4º em 2016, 2º em 2017 e 5º em 2018), o lateral defendeu o PSG no primeiro semestre, se sagrando campeão francês. Foi o capitão da seleção brasileira na conquista da Copa América, no Maracanã, e em seguida se transferiu para o clube do Morumbi.

Já Cebolinha foi campeão gaúcho com o Grêmio, mas ganhou as manchetes na Copa América. Sem Neymar, o veloz e habilidoso gremista aproveitou as oportunidades e se tornou fundamental no time de Tite. Além de campeão, Everton foi um dos artilheiros e também foi eleito para a seleção da competição. Clubes como Arsenal, Bayern, City, Milan e PSG apareceram na lista de interessados pelo futebol do 23 anos, mas não houve negócio.


Time mais dominante

Não tem para ninguém: o City é a equipe com mais jogadores representados no FC 100, com 11. Com Guardiola, o número sobe para 12.

O esquadrão dos Citizens na lista:

  • Goleiro: Ederson (Brasil)

  • Lateral-direito: Joao Cancelo (Portugal)

  • Zagueiro: Aymeric Laporte (Espanha)

  • Volantes: Fernandinho (Brasil) e Rodri (Espanha)

  • Meias: Bernardo Silva (Portugal), Kevin De Bruyne (Bélgica) e David Silva (Espanha)

  • Pontas: Raheem Sterling (Inglaterra) e Leroy Sane (Alemanha)

  • Centroavante: Sergio Aguero (Argentina)

  • Técnico: Pep Guardiola (Espanha)

No total, além do City, mais 27 times tiveram jogadores representados na lista. O Liverpool é o segundo, com 8, seguido por Barcelona e Juventus, com 7 cada, e o Real Madrid, com 6, fechando o top 5.

| ESPN FC 100: Sergio Agüero recebe prêmio de melhor centroavante do mundo e revela ser fã de Ronaldo Fenômeno |


Os reis de cada posição

Goleiros: Alemanha, Brasil e Espanha dominam a posição, com dois cada um. Nenhum time se sobressaiu, com 10 diferentes equipes lembradas.

Laterais-direitos: a Inglaterra é a terra desses homens, com 4 na lista, Trent Alexander-Arnold (1º, Liverpool), Kyle Walker (5º, Tottenham), Kieran Trippier (8º, Atlético de Madrid) e Aaron Wan-Bissaka (10º, United).

Zagueiros: assim como os goleiros, equilíbrio, com Espanha, Holanda e Itália com dois representantes cada. A Juventus sobra, com três jogadores no top 10: Matthijs De Ligt, Giorgio Chiellini e Leonardo Bonucci.

Laterais-esquerdos: a França domina a posição, com três na lista, Lucas Hernández (5º, Bayern/ALE), Lucas Digne (6º, Everton/ING) e Ferland Mendy (7º, Real Madrid/ESP). O Bayern lidera entre os times: além de Hernández, tem também o austríaco David Alaba, 2º.

Volantes: A disputa é entre Brasil e Espanha, com três cada. Barcelona, com Frenkie De Jong (2º) e Sergio Busquets (3º), e City, com Fernandinho (4º) e Rodri (8º), dominam entre os times.

Meias: Aqui, com dois cada um, Espanha, Holanda e Portugal despontam entre os países. O City tem três jogadores na posição.

Pontas: Alemanha, Brasil e Inglaterra são os países dos pontas, com dois cada. Entre os times, City e Dortmund aparecem também com dois cada.

Atacantes: de novo, dois cada, agora com Brasil, França e Portugal, entre os países, e Barcelona, Liverpool e PSG, entre os times.

Centroavantes: disputa acirrada entre França (Karim Benzema e Alexandre Lacazette) e Uruguai (Luis Suárez e Edinson Cavani). Empate entre os times, com um para cada um do top 10.

Técnicos: empate dos mais apertados entre Argentina e Itália, com três representantes cada. Os argentinos são Mauricio Pochettino (4º, recentemente demitido do Tottenham), Diego Simeone (5º, Atlético de Madrid) e Marcelo Gallardo (8º, River Plate, rival do Flamengo na final da Libertadores), contra os italianos Massimiliano Allegri (6º, sem clube, ex-Juventus), Carlo Ancelotti (7º, Napoli) e Maurizio Sarri (10º, Juventus).

| ESPN FC 100: Jurgen Klopp é eleito melhor treinador do mundo e destaca 'temporada brilhante' com o Liverpool |