<
>

Filho mais novo de Simeone já treina no Atlético, mas saída 'sem permissão' da Argentina gera polêmica

play
Juanfran explica filosofia de Simeone no Atlético de Madrid e exemplifica: 'Se pedisse para pular da ponte, a gente pulava' (0:41)

A versão completa do Bola da Vez com o lateral espanhol do São Paulo está disponível no WatchESPN. (0:41)

Diego Simeone, técnico do Atlético de Madrid, quer mesmo ter seus filhos por perto na Europa.

Giovanni Simeone, o mais velho deles, está no italiano Cagliari. Gianluca, o filho do meio, foi emprestado pelo Gimnasia de la Plata ao Ibiza, da 3ª divisão do futebol espanhol. Agora, quem está deixando a Argentina é o mais novo, que ficará ainda mais perto do pai: Giuliano, de 17 anos, já treina na categoria de base do próprio Atlético.

Mas a mudança está causando polêmica no país natal da família Simeone.

De acordo com o jornal Olé, Giuliano decidiu ir para a Espanha por conta da crise social e política que vive a Argentina. O problema é que ele estava atuando na 6ª divião do futebol argentino e tem seus direitos ligados ao River Plate - e sua saída não foi permitida pelo clube.

O Olé também diz que, por isso, o River irá atrás do Atlético para cobrar um acordo por Giuliano. Os dois lados, inclusive, já teriam começado as conversas, mas, por enquanto, o time argentino só teria direito a receber uma compensação como clube formador em caso de uma futura venda do atacante.

O jornal afirma que o pai Simeone não quer 'apelar' ao fato de que seu filho ainda é menor de idade e, por isso, poderia ir à Europa para ficar com sua família. Inclusive, o treinador pede para que os dirigentes do Atlético negociem e entrem em acordo com o River.