<
>

Fifa cobra dívida de quase R$ 18 milhões do Santos pelo zagueiro Cléber Reis, ex-Hamburgo

Cléber Reis durante treino do Santos, em março de 2018 Ivan Storti/Santos FC

Em decisão na última semana, a Fifa mandou o Santos pagar cerca de 4 milhões de euros (quase R$ 18 milhões) ao Hamburgo, da Alemanha, pela contratação do zagueiro Cléber Reis, em dezembro de 2016.

A gestão anterior, de Modesto Roma, não pagou o valor combinado (2 milhões de euros – R$ 7,3 milhões, à época).

A dívida se estendeu para a atual diretoria, de José Carlos Peres, e foi acrescida de 1 milhão de euros (R$ 4,46 milhões) em juros e outro 1 milhão de euros em multa.

Sem um real há quase três anos pela venda do zagueiro, o Hamburgo foi à Fifa e teve decisão favorável.

O Peixe foi procurado pela Gazeta Esportiva e afirmou não comentar casos jurídicos.

A Gazeta apurou que o Alvinegro tentou justificar o não pagamento por cláusulas abusivas no contrato, como a multa, os juros e a vinda sem a condição física ideal de Cléber.

O clube tenta fazer acordo por 3 milhões de euros (R$ 13,4 milhões) parcelados, sem envolver a multa. O tempo da dívida pesa contra. O Santos pediu a fundamentação da decisão à Fifa e vai recorrer.

Cléber Reis tem 28 anos e está emprestado ao Oeste, da Série B, até dezembro.

Ele fez apenas 10 jogos pelo Santos e tem contrato até o fim de 2020. Seu salário é de R$ 250 mil por mês.