<
>

Antes de Chile x Japão na Copa América, Vidal relembra Supercampeões, cita Tsubasa e analisa Takefusa Kubo

play
Como estão se preparando Colômbia, Argentina e Chile para a Copa América? Repórteres dos países trazem resumo (2:27)

Patrón Bermudez, Seba Dominguez e Claudio Alfaro falam as principais informações das seleções (2:27)

O Chile estreia na Copa América diante do Japão na próxima segunda-feira, no Morumbi, em São Paulo. E neste sábado, dois dias antes da partida contra os convidados asiáticos, Arturo Vidal foi surpreendido com uma pergunta sobre a cultura dos japoneses.

“Supercampeões? Sim, eu via”, respondeu o meio-campista chileno com um sorriso sobre a animação nipônica que levava o tema de futebol para as telinhas. O desenho fez muito sucesso não só no Brasil, mas em toda América do Sul.

“(Quem mais me representa) é Oliver (Tsubasa), Hyuga também... Esse era mais parecido, por sua forma de ser. Era mais agressivo. Mas me lembro de muitos personagens”, disse o atleta do Barcelona.

Dentro do Estádio do Morumbi, entretanto, o desafio promete ser muito mais real. E o ‘vilão’ da história já tem nome e sobrenome: Takefusa Kubo, garoto de 18 anos recém-contratado pelo Real Madrid e destaque da jovem seleção trazida pelos “Samurais Azuis” à competição sul-americana.

“É um jogador, de verdade, com muita qualidade. Foi por algum motivo que o Real Madrid o contratou. O conhecemos, já o vimos jogar, o analisamos muito bem. E sabemos como parar esse jogador”, comentou Vidal, sem revelar a estratégia desenhada pelo técnico Reinaldo Rueda.

“Creio que o Japão é uma equipe muito organizada, muito rápida e precisaremos estar atentos, muito concentrados. E quando eles saírem para jogar, tratarmos de atacá-los muito rápido, porque depois se fecham num 5-4-1 e aí fica muito complicado de entrar”, analisou o meio-campista.